You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

17/07/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home

Editorial

Faucibus eget ut et habitasse tristique Nulla hac augue Sed Vestibulum. Semper libero semper vitae sed Quisque orci turpis dis tincidunt nulla. Semper Nulla nibh sociis convallis leo vel sagittis turpis Curabitur justo.

Panfletagem exp√Ķe algumas feridas do governo

Apesar de conden√°vel e de j√° ter pistas da produ√ß√£o da papelada que enfeitava alguns pontos dentro da cidade de Nobres, o panfleto aponta alguns dos maiores defeitos da gest√£o do prefeito Jos√© Carlos da Silva, entre o salto alto de alguns secret√°rios, que se acham "donos" de Nobres de um tempo a este, passando pelo comodismo dos governantes at√© a falta de humildade em reconhecer publicamente que a inexperi√™ncia no trato com a coisa p√ļblica tem sido a companheira insepar√°vel dos poderosos de plant√£o.

O prefeito José Carlos da Silva, uma espécie de "cria" política e os seus "criadores", politicamente falando, ainda não encontraram as saídas desse labirinto administrativo em que o governo se meteu e longe de assumir o papel de maior autoridade política e administrativa dentro do município de Nobres, o prefeito parece querer abraçar a pieguice ao manter no cargo algumas pessoas que definitivamente não vão dar conta do recado e ainda causam prejuízos ao erário. A comparação entre os assessores do ex-prefeito Flávio Dalmolin com os atuais parece inevitável do ponto de vista técnico e curricular, considerando que aqueles outros não eram acadêmicos, mas davam conta do recado. Já os acadêmicos e até pós-graduados, patinam nos problemas encontrados, que não foram tantos assim.

Contudo, entre 2001 e 2002, se comparado com 2009 e 2010, as cobran√ßas vieram mais cedo, ou seja, teve-se um grau maior de paci√™ncia com o governo do passado. Pesa contra o governo dos acad√™micos, a ado√ß√£o de um novo estilo de governar, onde n√£o se faz pol√≠tica e nem se administra a contento. Alguns assessores diretos do prefeito subiram no salto e vinham deixando o comandante sozinho, at√© que um dia ele foi vaiado publicamente e olhou ao seu redor e viu que estava s√≥. Se ele (o prefeito) percebeu ou n√£o, o alerta partiu deste jornal, lembrando que alguns n√£o v√£o ao carnaval porque o evento contrariaria pr√°ticas religiosas, por√©m, n√£o deixam de comparecer ao banco para buscar as remunera√ß√Ķes pelo cargo que ocupam.

Pelo sim ou pelo n√£o, j√° se tem visto o prefeito em companhia de seus assessores nas reuni√Ķes, alguns, muito distantes do povo, com seus carros dotados de pel√≠culas escuras no vidro das portas. Enfim, o panfleto n√£o parece ter escandalizado por completo e muitos lamentaram a cita√ß√£o um pouco mais direta dos nomes do casal Eva/Gilmarzinho, por coloca√ß√Ķes de cunho desmoralizante.

E qual ser√° a rea√ß√£o do governo diante desse epis√≥dio? A linguagem vulgar d√° o indicativo da postura: "ou c√°ga ou desocupa a moita". Isso, em caso de o prefeito Jos√© Carlos da Silva querer mudar nomes e convocar pessoas para tentar reverter o quadro, n√£o importa a colora√ß√£o partid√°ria, j√° que se administra um munic√≠pio e n√£o uma resid√™ncia particular. O Partido Progressista, em n√≠vel de Nobres, tem que entender que a sigla n√£o deve administrar sozinha, sob risco de ver o nome de determinadas pessoas cada vez mais enxovalhado, al√©m do nome de Nobres. Quando se governa sozinho, b√īnus e √īnus andam juntos.

Não basta só governar, tem que ousar. E quando se falar em ousar, é preciso inovar, mudar, alterar nomes, recompor. O PDT tem nos seus quadros pessoas competentes e tem ajudado o governo de Zé Carlos. O PSDB tem gente da maior competência e tem sido um aliado desse governo que aí está e não custa nada se socorrer da capacidade de um e de outro, afinal, é Nobres que mais se nos interessa. O próprio José Pereira de Sousa, o Ceará, poderia dar a sua contribuição para tentar avançar nas melhorias, apesar do boicote feito a ele no passado, a sua experiência profissional fala mais alto.

A sociedade organizada precisa ser ouvida e de nada vai adiantar o orgulho e a prepotência de pessoas como o professor Neko, que tenta impor a esse governo que aí está seus toques pessoais. Dizer que Gilmarzinho não tem nada a ver com o governo de Zé Carlos, seria uma incoerência. O próprio Gilmarzinho assume que tem responsabilidades sobre a eleição do atual prefeito. Então, o que pode estar faltando é humildade e atitudes dentro desse grupo que chegou ao poder com ajuda de muitos e tenta governar com alguns poucos. Assim mesmo, alguns poucos, extremamente narcisistas e que se perdem em êxtase diante do espelho que reflete o poder de muitos em mãos de poucos.

O panfleto, apesar da covardia do anonimato, servir√° a uma reflex√£o sobre como governar e evitar o apego ao materialismo e aos cargos, meramente transit√≥rios. Toques pessoais, personaliza√ß√Ķes e exclusivismos n√£o cabem na casa dos outros, √© bom que se saiba. O toque pessoal que se tentou dar a uma tal funda√ß√£o, a Funoel, redundou em desastre. Os interesses menores, vale lembra e relembrar ao prefeito dr. Z√© Carlos, pode terminar em situa√ß√£o desabonadora, caso espec√≠fico da contrata√ß√£o dos servi√ßos de uma cooperativa de Sorriso.

O poder vem do povo, e uma diferen√ßa de apenas 44 votos entre um e outro candidato tinha que ser valorizada a partir daqueles que ajudaram a construir esse caminho, ajudando na elabora√ß√£o de programas de r√°dio, junto aos palanques e nas viagens ao interior, abra√ßando uma candidatura que n√£o tinha a confian√ßa de todos dentro do grupo, muito menos de determinados candidatos a vereadores do pr√≥prio PP, que andavam de comit√™s em comit√™s passando informa√ß√Ķes e tentando desacreditar o nome do candidato Z√© Carlos.

Hoje, os que ontem ajudaram, s√£o os primeiros suspeitos de arma√ß√Ķes s√≥rdidas atrav√©s de panfletagens an√īnimas. Quando se sabe que tem o Minist√©rio P√ļblico, a CGU, o TCE/MT com as portas abertas para a den√ļncia, lan√ßar m√£o de panfletagem √© pura bobagem e s√≥ cabe na cabe√ßa de algum n√©scio metido a poliglota. Mas o prefeito Jos√© Carlos vai ter muito tempo para conhecer o que √© pol√≠tica e como a perf√≠dia escolheu esse ambiente para seu "habitat".

(Por Benedito Fernandes de Souza ‚Äď o "nomeado" suspeito pelo panfleto)

 

C√Ęmara de Vereadores de Nobres ‚Äď o poder que temos e as batalhas travadas

O vereador de tr√™s mandatos, Gl√°udio Humberto Valandro (PSDB), eleito presidente da C√Ęmara Legislativa em 01 de janeiro de 2.009 com apoio do Partido Progressista (PP), que tem quatro vereadores e se tornou a maior bancada no Parlamento de Nobres,

Puxando a fila

Se fosse comparado a um lan√ßamento musical, a Secretaria Social da atual administra√ß√£o de Nobres seria o carro chefe, em outras palavras, seria a m√ļsica mais solicitada dentre todas das faixas existentes. √Č poss√≠vel assinalar que a A√ß√£o Socia

Aquiles e seu calcanhar

O prefeito José Carlos da Silva, de todos os defeitos que possa ter, uma virtude pode ser contabilizada nele quando a análise estiver ligada ao sistema político e administrativo e é o seu respeito aos vereadores e ao Parlamento. Dr. José Carlos

Emendas e d√ļvidas

O cuiabano tem a mania de dizer: "quem bej√ī bej√ī, quem num bej√ī num beja mais". √Č coisa de final de festa, tal e qual as emendas parlamentares que s√£o endere√ßadas aos munic√≠pios, estas que s√≥ acontecem de quatro em quatro anos, justamente qua

Page 28 of 29

Trincheira LV

Garimpo As administra√ß√Ķes municipais que adquiriram im√≥veis de pol√≠ticos e at√© de ent√£o conselheiros do TCE-MT, teriam sido de uma inabilidade a toda prova. Um antigo im√≥vel, adquirido na gest√£o da ent√£o prefeita L√≠dia Barbosa, especificamente para ser o Lar dos Idosos, com aval da C√Ęmara

Economia ou oportunismo?

Apesar do clima de desconfiança que ronda o interesse dos políticos pela PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata da prorrogação do mandato de prefeito e vereadores até o ano de 2.022, há uma forte de tendência de que o objetivo possa ser alcançado. A proposta, de autoria do deput
Banner
Banner
Banner
Banner