You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

19/10/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Política Infraestrutura A arte de “lavar as mãos”: privatização de rodovia soa como afronta à inteligência

A arte de “lavar as mãos”: privatização de rodovia soa como afronta à inteligência

E-mail Print PDF

Buracos na MT 010 1A inclusão da rodovia estadual MT-010 no pacote das prováveis rodovias a serem privatizadas,

soa como uma afronta à inteligência popular após a sua construção com recursos públicos, captados do próprio contribuinte, a ser penalizado mais uma vez com a cobrança de pedágio.

Cerca de 111 kms de estradas, com 35 kms deles construídos há mais de 20 anos, no trecho compreendido entre Cuiabá e Guia, a pavimentação do trecho entre Guia, Acorizal e Rosário Oeste ocorreu na gestão do então governador Blairo Maggi, e desde então, a rodovia não mereceu mais nenhuma atenção do governo, salvo raríssimas atividades de tapa buracos, cujos gastos dispendidos são desconhecidos.

Desde dezembro de 2013 até agora, a rodovia vem apresentando muitos buracos em seu pavimento, principalmente no trecho considerado novo, entre Guia e Rosário Oeste, passando pelo trevo de Acorizal, sem a devida manutenção, o que vem causando prejuízos a muitos motoristas. O tráfego pesado tem sido constante na MT-010, por onde trafegam carretas, caminhões e ônibus.

Sem manutenção, a população do Distrito da Guia, distante de Cuiabá a pelo menos 35 kms, tem protestado contra as condições da rodovia, causa de muitos acidentes com vítimas fatais.

Da Guia até Acorizal, a MT-010 apresenta muitas deficiências na pista, além de alguns buracos homéricos, revelando patologias crônicas na implantação do pavimento.

E quem deve pagar essa conta da privatização de uma rodovia pavimentada com recursos dos próprios cidadãos são os contribuintes, na maioria, de baixo poder aquisitivo, residentes em sítios, chácaras, assentamentos e pequenas propriedades localizadas às margens da MT-010, entre Guia, Acorizal e Rosário Oeste.

Isso é péssimo para os candidatos que tentam a reeleição e usufruíram dos votos dos milhares de eleitores localizados no universo dessas localidades que usufruem da MT-010, com condições de vida aquém daqueles empresários do agronegócio que circulam pela rodovia estadual, denominada "Rodovia da Vida".

A privatização da MT-010 pode "ferir de morte" à economia de milhares de pessoas que realmente necessitam da estrada estadual. O governo estadual está se tornando um exímio cobrador de impostos, muito além do que já era, tanto quanto demonstra avidez em arrecadar famigerada e impiedosamente do contribuinte e "lavar as mãos" diante dos problemas.

Estado Caótico

Nos últimos dias, a situação da estrada estadual MT-010 se apresenta cada vez mais caótico, com buracos enormes no trecho entre Guia e Acorizal. O Fethab, que seria utilizado em estradas e na habitação não aparece, ao menos é o que se vê no panorama das estradas. Arrecadar impostos e não utilizá-los devidamente e ainda passar a responsabilidade para a iniciativa privada com nova taxação sobre o contribuinte é tão fácil quanto tomar doce de criança, segundo a linguagem popular.

Até quando, esse "lavar as mãos" do governo, que só quer os bônus, mas não gosta de arcar com os ônus?

 

Trincheira LV

Curva Famosa Logo após a aquela travessia pelo Córrego Cocalzinho, tem-se o início de uma curva acentuada com ângulo bem acima dos 50º, segundo os nossos cálculos (Zero de Matemática). É a denominada curva do Pocotó, bem próximo à Estância “Rabo de Fora” (sei lá, por quê?). A fama d

Imagem reversa

O setor industrial em Nobres tem a intenção de mudar alguns conceitos e até pré-conceitos sobre a indústria da mineração em Nobres. Sabe-se que o setor quer mostrar que não é o grande vilão da história e que contribui para a melhoria e o desenvolvimento do município. Na verdade, a indúst
Banner
Banner
Banner
Banner