You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

26/10/2020
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial O começo do fim?

O começo do fim?

E-mail Print PDF

A atual administração municipal, que teve início em janeiro de 2013, está chegando ao fim. 2016 é o último ano do começo de uma administração que enfrenta os sobressaltos econômicos estabelecidos a partir da economia mundial e pelos rescaldos de uma frustrada tentativa de reeleição do ex-prefeito, que esteve no poder até antes do resultado das urnas, em 07 de outubro de 2012.
O prefeito Gilmarzinho da Ecoplan parece não gostar de abordar o assunto, sobre a possibilidade de um segundo mandato. Faz ao contrário do que muitos fizeram e fazem, de se apegar à liturgia do cargo, sem medir as consequências futuras, como já ocorreu, de resultados lamentáveis. Impor um segundo mandato quando tudo concorre em desfavor, principalmente a opinião da maioria das pessoas, ainda que influenciado por aqueles que só desejavam cuidar de si e do próprio mandato, foi o que aconteceu em 2012.
Longe de querer repetir os erros do seu adversário em 2012, o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan quer sentir a quantas anda a sua administração e como pode reagir em ano de turbulências econômicas, tão ou mais grave que aquela que se abateu sobre o país em 2014.
Fechar o ano com folha salarial paga, décimo terceiro na conta e ainda respeitar a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), esse fato, por si só já garante um pouco de fôlego para o imprevisível ano de 2016 para a administração municipal.
Diante de um cenário que exigirá tato e equilíbrio econômico, o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan tem lá suas razões, de não sair por aí impondo uma recandidatura, tateando no escuro que tem sido a economia nacional.
Se ele (Gilmarzinho da Ecoplan) que está prefeito e em fim de mandato, tem sido comedido nas palavras, quem nunca foi prefeito, parece sonhar acordado embora com bastante euforia para chegar ao poder.
Cautela é a palavra do momento e para quem acredita que as eleições municipais serão à base do "mamão com açúcar", nem tudo o que parece é ou poderá ser.
O atual prefeito vai ter enfrentar, antes de tudo, o seu grupo político, e ainda saber da opinião de muitos daqueles que o aprovam como gestor público. É aquela questão... se entrou na chuva é pra se molhar.
Vai que, lá na frente, uma prensa de pessoas importantes coloque o nome de Gilmarzinho da Ecoplan na berlinda? Como declinar do convite de significativas lideranças empresariais, industriais, comerciais e políticas? Tudo é possível e passível de ocorrer, mas a precaução será novamente companheira do prefeito Gilmarzinho, sabendo que alguns poucos que o rodeiam, o veem como um "Zé Sonhador" e pronto a financiar campanhas do "cada um por si" e que Deus seja por todos.
Um projeto de reeleição nesses moldes, só se o sujeito for mesmo um lunático, o que não é caso de quem tem sido comedido em palavras, gestos e gestão administrativa e financeira.
Qualquer outro cenário proposto endereça ao começo do fim de uma gestão que ainda tem muito o que fazer, principalmente ter a autocrítica necessária para saber se valeu a pena exercer o poder em Nobres, mesmo com todos os acertos e erros.

 

TRINCHEIRA LVIII

Candidatos por Tonelada Estão por aí, trombando uns aos outros na correria pelos votos. Assim como na Bíblia, muitos serão chamados e poucos os escolhidos. O ruim é que, sempre ocorre, de contar com uma gente ruim de escola que nem imagina o que é legislar, ler direito nem pensar, e que está n

As regras e os contra as regras

O que faz um contrarregra? Bem, é aquele profissional que presta serviços em teatro e nos set de filmagens com o papel ou função de marcar a entrada e a saída de atores em cena. É quem garante apoio à produção de montagem e desmontagem de cenários e mudança de figurinos de espetáculos, p
Banner
Banner
Banner
Banner