You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

26/10/2020
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial À beira do caminho

À beira do caminho

E-mail Print PDF

A modorrenta e impassiva política ou a falta dela, como se está se vendo atualmente, tem deixado muita gente com os pruridos em estágio desagradável. A sensação é estranha com relação ao que pode acontecer com o tucanato paroquiano, mais misterioso que o pavão ‘saramandaiano’. Talvez, a gestação de uma anta demore menos que a tomada de posição da cúpula do PSDB de Nobres.

A última vez que se viu esse esconder de jogo, por parte do Dunga, o Brasil foi eliminado pelo Peru com um gol de mão. Já em Nobres, até agora, só o PSB e o PP ousam falar abertamente em política, com alguns partidos nanicos mais impolutos que muitos grandes, posando ao lado daqueles que já estão em campo para discutir a sucessão municipal.

Enquanto isso, o PMDB espera pelo PSDB; o DEM, apesar de ter um nome aventado, espera alguma definição mais segura que possa ocorrer; o PR anda de “saco cheio” de tanto esperar por um diálogo que não acontece; o PSD, partido da situação, anda mais encolhido que pescoço de jabuti em meio a predadores.

Todos esperam pelo PSDB que não consegue se articular e ainda conta com algumas figuras apagadas, rebuscadas de outras “batalhas” perdidas e o que se vê é a possibilidade virando realidade, de uma vitória dos candidatos que vem mostrando a cara e não tem nada a perder... aliás, só a ganhar, munidos da cara e da coragem.

Enquanto não há diálogo entre as correntes ideológicas que guardam alguma semelhança, os partidos de oposição vão abrindo caminho em busca de espaço. Isso leva a crer que o poder já não despertaria tanto interesse assim entre os situacionistas.

Se alguém disser que se trata de estratégia, será preciso se alinhar a teoria de São Tomé, que gosta de ver para crer. A não ser que alguém tenha a mesma “receita” usada pela mitológica ave que renasceu das cinzas, considerando-se que tem gente tentando articular politicamente, mas está precisando, mesmo, é de se tratar de queimaduras políticas de outrora... de segundo e de terceiro graus.

E olha que aquele palanque, hiper lotado de 2012, ainda nem foi desmontado por inteiro e já tem gente buscando outras ribaltas.

Se os concorrentes se apresentam definidos e quase prontos, qual será a estratégia do PSDB? E aqueles que esperam pelo outro ou pelo cantar e encantar da sereia? O risco é de morrerem, todos, afogados e seus restos terminarem em uma praia qualquer.

Se muitos querem ser abduzidos, certamente que não o será por um tucano, que é uma ave pertencente ao nosso planeta. 

Vamos ver o que acontece a partir desta segunda-feira (20/06), depois que Guilherme Maluf aparecer por aqui e, enfim, apresentar o candidatável do PSDB. Mas, e daí em diante? Será com ele e seus articulistas políticos.

Last Updated ( Sunday, 19 June 2016 12:25 )  

TRINCHEIRA LVIII

Candidatos por Tonelada Estão por aí, trombando uns aos outros na correria pelos votos. Assim como na Bíblia, muitos serão chamados e poucos os escolhidos. O ruim é que, sempre ocorre, de contar com uma gente ruim de escola que nem imagina o que é legislar, ler direito nem pensar, e que está n

As regras e os contra as regras

O que faz um contrarregra? Bem, é aquele profissional que presta serviços em teatro e nos set de filmagens com o papel ou função de marcar a entrada e a saída de atores em cena. É quem garante apoio à produção de montagem e desmontagem de cenários e mudança de figurinos de espetáculos, p
Banner
Banner
Banner
Banner