You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

26/10/2020
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial Planos frustrados

Planos frustrados

E-mail Print PDF

As eleições municipais de 2014 escreveram páginas do mais absoluto descalabro político em Nobres, como nunca antes visto. Descrever esses fatos seria incorrer na tentativa de reativar fatos desabonadores e lamentáveis que depõem contra a democracia que se pretende implantar no país. Assistimos a um processo de regressão ao modelo provinciano de fazer política, ao melhor estilo coronelista.

E ainda tem gente que acha bonito e faz questão de se mostrar desinteressado nos fatos que ocorreram nos bastidores da política. Essa foi á política da vingança, em que integrantes agrupados em coligações diferentes se lançaram na empreitada de “descontar” as derrotas sofridas nas eleições de 2.008 e 2012.

De 2.013 em diante, por complacência do próprio governo, alguns integrantes da equipe não se estabeleceram no governo e ainda assim permaneceram por mais tempo que devia no cargo, trazendo desgastes necessários ao governante de plantão. Daquele tempo a este, dos dias que antecederam à campanha política, esteve em execução um plano de vingança contra o governo, em que se uniram aqueles que não conseguiram manter-se no governo e os que se afastaram de Gilmarzinho, de alguma forma e por alguma forma ou interesse não atendido.

Foram buscar num desconhecido político, como é regra na política local, a figura central que faltava para completar o plano. De outro lado, o governante que não ia à reeleição se articulava, pressionado para disputar um segundo mandato e os que já estavam contra, continuaram contra, ganhando o reforço de uma ínfima parte que não via nas articulações do líder municipal do PSD a melhor saída.

O “bloco da vingança” foi ganhando novos adeptos e se juntaram aos que se apresentavam como sequiosos por poder, não aceitando o papel de coadjuvante. Formada a situação e as oposições, na própria situação teve rebelados que viam no ataque a melhor defesa e foram para o palanque “guerrear” ao invés de pedir voto, de dizer aos ouvintes os planos administrativos.

Outra marca forte impressa nestas eleições foi a “trairagem” política e aqueles que fugiram do senso comum engrossam a lista dos derrotados.

Com o plano de vingança em ação, a ordem era atacar Gilmarzinho da Ecoplan e sua equipe de governo, fato que não era rebatido pela situação, ou por medo de perder voto ou porque estava recheada de gente com ranços de 2012. E como o candidato Leocir não tinha como ser atacado, muitos partiram pra cima do Gilmarzinho, perdendo o foco principal de uma campanha, que é falar de soluções e não de problemas.

O plano de vingança sucumbiu diante das urnas e Gilmarzinho da Ecoplan deixa o governo como vitorioso, emplacando uma vice prefeita e três vereadores. Mas a maior vitória nestas eleições terá sido a da vontade popular, fato que pode ser medido a partir da Câmara Municipal de Nobres, com nove novos vereadores.

Se Gilmarzinho é ou foi um péssimo prefeito, a história o julgará. Se o eleito Leocir Hanel será um bom prefeito, será preciso esperar um pouco mais para que a sua história comece a ser contada em capítulos.

Já o plano de vingança, para aqueles que têm a autocrítica necessária de se ver nesse rol, está na cara.

Last Updated ( Friday, 07 October 2016 15:24 )  

TRINCHEIRA LVIII

Candidatos por Tonelada Estão por aí, trombando uns aos outros na correria pelos votos. Assim como na Bíblia, muitos serão chamados e poucos os escolhidos. O ruim é que, sempre ocorre, de contar com uma gente ruim de escola que nem imagina o que é legislar, ler direito nem pensar, e que está n

As regras e os contra as regras

O que faz um contrarregra? Bem, é aquele profissional que presta serviços em teatro e nos set de filmagens com o papel ou função de marcar a entrada e a saída de atores em cena. É quem garante apoio à produção de montagem e desmontagem de cenários e mudança de figurinos de espetáculos, p
Banner
Banner
Banner
Banner