You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

26/10/2020
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial Decisão equilibrada

Decisão equilibrada

E-mail Print PDF

Ainda que ele (o prefeito) não perceba, a tomada de decisão pela permanência do secretário municipal de Infraestrutura, Beto Valandro (PSDB) demonstra que o chefe do Executivo tem posições claras e não aceita interferência em seu governo. É o começo de um governo em que é preciso buscar o equilíbrio dentro da gestão do município, evitando que correntes estranhas decidam o que pode e o que deve ser feito pela mais alta patente política e administrativa dentro do município.

Ainda que as suas atividades profissionais tenha origem na iniciativa privada, o prefeito Leocir Hanel deve saber que os riscos de descarrilamento da máquina são iminentes, cotidianamente, e uma decisão errada pode corroborar para apressar o processo.

Os pilares de uma gestão política séria não podem ser derrubados por “vozes” das ruas sem que se apresentem provas contundentes de erros.

Uma gestão pública tem começo, meio e precisa chegar ao fim, e as decisões tomadas no dia a dia é que fortalecem a administração, juntando-se a uma, a duas, a três até formar o conjunto que levará ao equilíbrio de toda uma gestão. E ao se decidir pela permanência de um secretário escolhido por ele, o prefeito Leocir Hanel tomou a decisão que julgava ser a mais correta, ainda que mais tarde tenha que mudar de ideia, que ele (o prefeito) tenha decisão própria.

É importante decidir-se com medidas sérias e essa parece ter sido uma das muitas que terá que tomar levando em conta que se busca o melhor caminho para o equilíbrio entre finanças, administração, encaminhamento e realizações.

O exercício de decisões a tomar, no conjunto, representará acertos e erros, mas que devem ser assumidos pelo governante, afinal, foi nele que muitas pessoas votaram, cabendo ao prefeito o papel de timoneiro da sua gestão, a que representará o melhor para todos.

Há que se respeitar o papel de coadjuvante dos parlamentares, mas cabe ao prefeito protagonizar e buscar a solução mais plausível, que interesse a todos, principalmente ao munícipe. A relevância está em decidir, errando ou acertando, mas agindo como convém ao chefe político e administrativo.

Ao não permitir a interferência de um poder no outro, o prefeito Leocir Hanel deu demonstração de clareza naquilo que pretende fazer embora ainda tenha muitas arestas a serem aparadas. E se daqui mais alguns dias ele se decidir pela troca, novamente, a decisão será sua, pensando no conjunto.

Mas sabe-se que há um hiato entre o alvorecer do seu governo e os encaminhamentos que precisam (e devem) ser dados... é uma lacuna entre o cedo para perseverar no que está e o “meio dia” para começar a promover reparos na máquina, aliás, “inchada” e de resultados não desejados.

Mas uma decisão equilibrada leva a outra e mais outra e assim sucessivamente, sem o aceite de ingerências, isso, por si só, é um bom começo. Até porque, bons palpites são bem aceitos em casas de apostas.

 

TRINCHEIRA LVIII

Candidatos por Tonelada Estão por aí, trombando uns aos outros na correria pelos votos. Assim como na Bíblia, muitos serão chamados e poucos os escolhidos. O ruim é que, sempre ocorre, de contar com uma gente ruim de escola que nem imagina o que é legislar, ler direito nem pensar, e que está n

As regras e os contra as regras

O que faz um contrarregra? Bem, é aquele profissional que presta serviços em teatro e nos set de filmagens com o papel ou função de marcar a entrada e a saída de atores em cena. É quem garante apoio à produção de montagem e desmontagem de cenários e mudança de figurinos de espetáculos, p
Banner
Banner
Banner
Banner