You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

24/05/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Política Estado Campanha política a governador tende a baixar o nível

Campanha política a governador tende a baixar o nível

E-mail Print PDF

MPTNem bem começaram as convenções para escolhas dos candidatos e dois deles já deram o pontapé inicial ao que deve ser o tom da campanha. Pedro Taques e Mauro Mendes trocam farpas acerca de uma palavra chave, a “competência”. (Foto: Reprodução).

Para Mauro Mendes, o governador Pedro Taques (foto, a esquerda) administra mal o Estado e o seu governo viveria uma crise de falta de competência e Taques devolve a gentileza falando sobre as empresas de Mauro Mendes que atualmente se encontram em recuperação judicial.

Esse muito falar ainda vai muito longe e a tendência é a de que Mauro Mendes perca nesse bate-boca a partir do que Pedro Taques colocou, ainda hoje, em entrevista a uma emissora de rádio, destacando que não entende como a pessoa jurídica vai mal financeiramente e a pessoa jurídica estaria, supostamente milionária.

O governador Pedro Taques é um especialista em frases de efeito e tiradas irônicas e o candidato Mauro Mendes vai se expor publicamente ao ir para o embate com o “ex amigo”, com o qual esteve aqui Nobres na antiga “Caravana Por Mato Grosso”, junto com esse mesmo que hoje se dispersou ou mudou de grupo político.

DSC01541Chega a impressionar como as amizades se desfazem ao sabor dos interesses políticos e o eleitor fica perplexo em meio a essas trocas de farpas para tudo se resolver na próxima eleição. Na foto, a direita, certamente que Welington Fagundes vai dizer que nunca viu Silval Barbosa.

Mas é bom o eleitor se preparar porque a campanha política vai ser daquelas ao melhor estilo cuiabano... “de feder chifre”.

O bicho vai pegar geral...

 

Trincheira LV

Palpite Aí? Acusado de vender sentença, o juiz de MT, Evandro Stábile, além da tornozeleira eletrônica, está proibido de frequentar qualquer ZBM, boteco ou arriscar jogar uma caixeta, pif-paf ou truco. Nem arriscar fazer uma fezinha no Leão ele está podendo, dar palpites para o milhar, menos

Economia ou oportunismo?

Apesar do clima de desconfiança que ronda o interesse dos políticos pela PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata da prorrogação do mandato de prefeito e vereadores até o ano de 2.022, há uma forte de tendência de que o objetivo possa ser alcançado. A proposta, de autoria do deput