You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

18/11/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home News TERRA A LIMPO: Pioneirismo de Mato Grosso é destacado por ex-secretário

TERRA A LIMPO: Pioneirismo de Mato Grosso é destacado por ex-secretário

E-mail Print PDF

TAL 2O ex-secretário do Gabinete de Desenvolvimento regional (GDR), Antônio Carlos Paz, destacou o pioneirismo de Mato Grosso em ser o primeiro estado a conseguir recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) para a regularização fundiária. O fato foi lembrado nesta quarta-feira (4), durante a solenidade de lançamento do Programa Terra a Limpo, cujo desenvolvimento foi coordenado por ele quando estava à frente da pasta. O programa vai regularizar a situação de 65 mil famílias, instaladas em 400 assentamentos, distribuídos em 87 municípios.

“O bioma amazônico é formado por cinco estados e o primeiro a receber este projeto, a ser pioneiro, a ser referência, é Mato Grosso. Esperamos, o mais rápido possível, poder zerar esta fila de títulos em Mato Grosso”, afirmou Paz ao lembrar que o projeto deverá ser usado como modelo pelo banco de fomento para atingir outras unidades da federação.

O ex-secretário do GDR, atualmente pré-candidato a deputado federal, destacou que o trabalho para assegurar os R$ 72,9 milhões do Fundo Amazônia, gerido pelo BNDES, foi iniciado em 2015 e contou com diversos órgãos da administração pública nas esferas federal, estadual e municipal. “É uma satisfação reencontrar prefeitos, lideranças comunitárias, servidores federais, estaduais e deputados, que participaram desta luta, encampada pelo Gabinete de Desenvolvimento Regional”.

TAL 1A dificuldade em articular um número grande de entes para o desenvolvimento do programa foi lembrada por Antônio Carlos e a garantia do aporte dos recursos considerada por ele uma grande vitória. “Foram noites viradas, finais de semana debruçados no programa e eu sempre dizia, paciência, paciência e paciência. Superamos a barreira e esta conquista não é do GDR ou de qualquer outro órgão, mas sim do povo de Mato Grosso, destas 65 mil famílias, muitas delas esperando por mais de 30 anos pela realização deste sonho”.

O montante doado será utilizado no processo de georreferenciamento e titulação das propriedades pelos próximos cinco anos. A previsão é de que o documento comece a ser entregue já no segundo semestre deste ano, sem nenhum custo ao assentado.

Last Updated ( Thursday, 05 July 2018 21:50 )  

TRINCHEIRA LIV

Mudar É Preciso Quem será que terá a coragem e a boa vontade para propor alteração na lei, garantindo nova denominação aos residenciais André Maggi e Daury Riva, cujos nomes ali inseridos já não refletem mais o interesse político e não tem nada a ver com a comunidade municipal. Tanta gent

A ponte governista

O Legislativo é a ponte entre os pleitos populares e o Executivo, ao menos deveria ser assim nos municípios, onde o vereador é pago para atuar em favor das causas populares. É o vereador que tem a obrigação de fazer esse meio de campo entre o que o povo quer e o que governo pode atender. Não h