You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

26/06/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial Silêncio conveniente

Silêncio conveniente

E-mail Print PDF

Como o ar por aqui tem em seu contexto químico metade de oxigênio e outra metade de política, parece até estranho, até agora, esse silêncio sobre candidaturas majoritárias. Ninguém falasobre o assunto sucessão municipal e ao menos um candidato segue a sua rotina, desde o ano de 2017, posicionando-se como virtual candidato.

Sobre o prefeito Leocir Hanel, diz-se que não terá adversário. Mas isso é apenas aparente, através de pessoas que anunciam isso, muito mais como admiradoras que propriamente com posição definida.

O prefeito Leocir Hanel, sem dúvida, pratica uma gestão que, se não agrada a todos, tem boa aceitação entre a maioria a partir de investimentos no visual da cidade e sonha com a liberação da Lagoa Azul para definir as melhores projeções para o turismo no município de Nobres.

Obras devem ser inauguradas neste ano e o próprio gestor vem fazendo acompanhamento da sua gestão através de medidores de aceitação popular, estando estáveis os números, acima dos 60%.

É claro que o gestor sabe que isso não é tudo e que uma definição de grupo político conta muito e, em que pese essa aparente despreocupação do gestor público, a sua popularidade é boa, mas ele precisa ter maior apoio e também dimensionar o tamanho da sua força política.

A serenidade do gestor tem alguns motivos que podem ser avaliados positivamente. Por exemplo, se resolver não disputar a reeleição, tem um nome forte para dispor. Se disputar, sabe que pode contar com o apoio desse nome forte.

Mas é preciso atentar para os dois lados, a prática de uma boa gestão administrativa, o que já o faz, sendo que é preciso fazer política e agregar forças para estar ao seu lado nas próximas eleições.

Os falsos elogios a determinados secretários não representam a linha de pensamento da maioria e o gestor municipal, aos poucos, vai sabendo caminhar nesse terreno íngreme que é a política; e a política partidária é cheia de surpresas... e como é.

Internamente, cada secretário deve adotar a política da boa vizinhança sem embasar-se em opiniões nem sempre calcadas na solidez que se exige e com colocações meramente fantasiosas, o que não reflete a realidade do que é o acompanhamento do próprio gestor em relação ao seu governo.

A política de grupos ainda é o porto seguro a qualquer pretendente que almeje uma grande e segura candidatura ao cargo majoritário. No que se refere aos aliados, muitos se apresentarão, mas poucos serão avaliados como parceiros nos bons e nos maus momentos.

Então, é hora de olhar pra frente sem tirar os pés do presente, porque disputa haverá sim e com adversário não se brinca.

 

Trincheira LV

Especulações O que já se especulou nos últimos dias sobre o novo secretário municipal de Saúde de Nobres não foi brincadeira. Tem gente roendo as unhas pra falar e outras para saberem. Gatos, dizem que tem sete vidas, mas vários deles já morreram por conta da curiosidade. Muita gente vai se

Economia ou oportunismo?

Apesar do clima de desconfiança que ronda o interesse dos políticos pela PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata da prorrogação do mandato de prefeito e vereadores até o ano de 2.022, há uma forte de tendência de que o objetivo possa ser alcançado. A proposta, de autoria do deput
Banner
Banner
Banner
Banner