You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

25/01/2021
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home News

News

Legislativo aprova reajuste salarial para professores

Legislativo aprova reajuste salarial para professoresQuem não é visto não é lembrado, e os professores foram lembrados e reverenciados durante a sessão legislativa da noite de 15 de abril, quando, de corpo e alma, foram assistir a reunião que marcaria a posição dos vereadores em favor do aumento à classe, prometido desde o ano passado. Mais uma vez, a Casa Legislativa teve que atropelar o Regimento Interno para atender interesses do Executivo, que apresentou a mensagem às 14:00 horas, fora do prazo regimental para a tramitação normal de uma matéria. (Na foto: Beto Valandro, as professoras Catarina e Célia, vereadores Silvestre, Fermino e Adão, a direita)

Em respeito aos profissionais da educação, de comum acordo com o colegiado de vereadores, o Projeto de Lei 010/2010 foi inserido na pauta daquela sessão e votado, com aprovação por unanimidade da Casa. Mais uma vez, o presidente Beto Valandro (PSDB) garante solução a um velho problema que os Parlamentos enfrentam, o atropelo ao tramite normal e legal de uma matéria. Como era uma solução para os professores, os vereadores apoiaram a votação do projeto que concede reajuste salarial aos profissionais da Educação Básica Municipal.

Mais uma vez, vale ressaltar, fica demonstrado que o acordo feito pela c√ļpula governista ainda em dezembro de 2.008, que fez conduzir o vereador Beto Valandro √† presid√™ncia da Casa de Leis, foi bem sucedido. A invers√£o de valores parece demonstrada nos √ļltimos meses, quando o governo vem sendo v√≠tima do chamado "fogo amigo" e quem est√° l√° para aparar arestas? Exatamente, um surpreendente e suposto inimigo, o vereador Beto Valandro, mesmo que, contra a vontade de um ou outro secret√°rio de governo que deseja v√™-lo pelas costas.

O prefeito José Carlos da Silva defende e já defendeu Beto Valandro, até mesmo diante do presidente da Assembléia Legislativa, deputado José Riva. A própria vereadora Paula, do Partido Progressista, já foi bombardeada pelo tal fogo amigo porque conhece Beto Valandro e tem respeito pelo seu trabalho. Enquanto isso, por trás, teve secretário de governo que fornecia munição para que um grupo disparasse contra Beto Valandro, entre dezembro de 2.008 e até a bem pouco tempo.

N√£o raras vezes, Beto Valandro tem dado a sua contribui√ß√£o para a constru√ß√£o de um caminho que n√£o seja o do confronto entre Legislativo e Executivo. Durante a sess√£o da noite de 15 de abril, sugeriu sa√≠das √† crise instalada e ainda coordenou as a√ß√Ķes que culminaram na aprova√ß√£o do aumento salarial aos professores, com a devida aquiesc√™ncia de todos os vereadores, √© bom que se diga. Se algu√©m disser que esse √© o papel que conv√©m ao denominado l√≠der da Mesa Diretora, a cita√ß√£o n√£o ter√° sido uma mera coincid√™ncia. √Č preciso saber distinguir o parceiro do bajulador, o amigo por conveni√™ncia do cr√≠tico que quer ajudar, e por fim, h√° uma diferen√ßa quilom√©trica entre administrar dinheiro p√ļblico e se apoderar do poder para fazer o que bem quiser.

A vereadora Paula até filosofou naquela noite, lançando mão de um conhecimento que aplica em sala de aula ao citar que está ali, enquanto vereadora, para "divisar horizontes e não para apreciar a montanha". Enquanto não se sai do gabinete ou enquanto não se abre a porta de um veículo com vidro fumê, tudo leva a crer que além da redoma de vidro não há interesses mais altaneiros.

Espica√ßados ou n√£o, v√≠timas de panfletagem ou n√£o, alguns vereadores ao menos tentam uma sa√≠da honrada ao caos que insiste em n√£o sair da nossa frente, estampado nas ruas, no maltrato aos que recorrem ao sistema de sa√ļde conveniada, enfim, na gest√£o p√ļblica executiva que deve correr atr√°s da credibilidade perdida, h√° pelo menos 15 meses.

(fotos: vereadores Ad√£o, Buri e Paula                     Prof¬™ Catarina e Joel J√ļnior

Last Updated ( Friday, 16 April 2010 15:16 )

 

‚ÄúLix√£o intermunicipal‚ÄĚ √© objeto de emenda do deputado Carlos Bezerra

‚ÄúLix√£o intermunicipal‚ÄĚ √© objeto de emenda do deputado Carlos BezerraRecentemente, por ocasi√£o de uma reuni√£o com vereadores para tratar de temas ligados a sa√ļde p√ļblica e um contrato com hospital conveniado, o prefeito Jos√© Carlos da Silva (PP) teria abandonado o encontro de trabalho para receber a virtual candi

Audi√™ncia P√ļblica define posi√ß√Ķes e caminhos para regulariza√ß√£o fundi√°ria em Nobres

Audi√™ncia P√ļblica define posi√ß√Ķes e caminhos para regulariza√ß√£o fundi√°ria em Nobres

Ap√≥s se munir de farta documenta√ß√£o e de abrir caminho para a realiza√ß√£o de Audi√™ncia P√ļblica para discuss√£o do tema relevante, a regulariza√ß√£o fundi√°ria urbana no bairro Jardim Petr√≥polis, em Nobres, o vereador Silvestre da Silva Campos


Vereador Bacalhau surpreende e come√ßa a ver a sa√ļde com os olhos do povo

Vereador Bacalhau surpreende e come√ßa a ver a sa√ļde com os olhos do povoDurante sess√£o ordin√°ria na C√Ęmara de Vereadores, na noite de 30 de mar√ßo, passado, o vereador Bacalhau subiu a tribuna da Casa para tecer severas cr√≠ticas ao sistema de sa√ļde p√ļblico e privado no que se refere ao atendimento √† popula√ß√£o. D

Rotary/Rotaract prestigiam reuni√£o legislativa

Rotary/Rotaract prestigiam reuni√£o legislativaSe os vereadores precisavam de inje√ß√£o de √Ęnimo para continuar na luta contra a in√©rcia do Poder Executivo em Nobres, a dose chegou na hora certa. Integrantes do Rotary e Rotaract se fizeram presentes √† reuni√£o ordin√°ria da C√Ęmara de Vereador
Page 121 of 129

TRINCHEIRA LIX

Linha de Frente No ato de lan√ßamento da campanha de vacina√ß√£o contra o Corona V√≠rus em Nobres, apesar de poucos jornalistas, esse neg√≥cio de entrar na frente dos holofotes, rendeu uma chamada que foi ao ar... ‚ÄúO fulano...‚ÄĚ. Como diria aquele colega: ‚ÄúE o zoom, brother?‚ÄĚ. Como diria Chico

Uma esperança em meio ao caos

Um pa√≠s arrasado pelas mortes e o mundo assombrado com a onda de mortalidade causada pelo Covid-19 em um Planeta onde ficar em casa √© o que ningu√©m quer. Milh√Ķes e milh√Ķes de pessoas infectadas pelo v√≠rus e as pessoas fazendo festa, vendendo bebidas e com foco nos lucros a partir do consumismo