You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

07/12/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Trincheira

Trincheira

Trincheira XXX

Contra Vereadores
Dono de uma agência de turismo, um empresário descaracterizou o papel do vereador no Facebook, em sua página de relacionamento pessoal ao lembrar que discursos bonitos e decorados sobre turismo não refletiriam a realidade e que "se alguém quiser aprender, que fale com quem sabe". Destacou ainda em seu comentário que muitos mal sabem o que é um "voucher" e teimam em falar sobre isso. Trata-se de Uller Roma, da Roma Turismo.
- Com a palavra a C√Ęmara de Vereadores.

Guerra Particular
Em 2012, Uller Roma andou às turras com o blogueiro Marcos Lopes e até hoje ninguém sabe como ele se livrou daquele desafeto. De um tempo a este, o empresário partiu para o ataque contra o governo (leia-se, Prefeitura) e ao destilar as suas críticas, foi mais direto em relação ao Parlamento, por alguns vereadores, aos quais alude desconhecimento sobre turismo e os desautoriza a falar sobre o tão comentado "voucher", uma espécie de taxa sobre a atividade turística, que o empresário desautoriza quem não sabe a falar no assunto.
- Sendo assim... que venham novos round's.

Popularidade J√°
O ex-prefeito de Cuiab√°, Wilson Santos, anda buscando os holofotes e nada como "bordoar" o PT (Partido dos Trabalhadores), a quem alude esquema sobre a Petrobr√°s. WS vai ser candidato a deputado estadual e aqui em Nobres tem comentado partidas de futebol na zona rural, come√ßando por baixo e entrando em campo mais cedo. √Č como diria Lulu Santos: "Nada do que foi ser√°...". Um dia, todas as luzes; em outro, correndo atr√°s da luz.
- Essa tal pol√≠tica √© mesmo engra√ßada, igual malandro com a m√£o no saquinho da missa... quem tem p√Ķe, quem n√£o tem tira.

Lupi Voltou
O professor Carlos Roberto Lupi retornou ao comando pol√≠tico do PDT (Partido Democr√°tico Trabalhista) ap√≥s algumas trapalhadas como ministro do Trabalho e Emprego, de onde saiu por conta de den√ļncias, quando foi "afastado pela presidente Dilma Rousseff ainda em 2011 ap√≥s den√ļncias de irregularidade durante sua gest√£o no Minist√©rio do Trabalho, Carlos Lupi ainda segue atuando como conselheiro do BNDES. A vaga ocupada pelo parlamentar √© destinada ao representante legal do minist√©rio.
Nomeado pela própria presidente quando ainda atuava como ministro do Trabalho, Lupi recebe por volta de R$ 6.000 por mês, pagos trimestralmente, de acordo com reportagem da "Folha de S. Paulo". Ele voltou a presidir a sigla pedetista.
- Como se vê, Lupi é forte e o apoio do PDT ao governo federal proporciona isso.

Lupi Voltou II
De acordo com um portal de notícias, "ao indicar como novo titular do Ministério do Trabalho o secretário-geral da PDT, Manoel Dias (SC), a presidente Dilma Rousseff reabilitou politicamente o ex-ministro Carlos Lupi, que deixou a Esplanada dos Ministérios em 2011, em meio à suspeitas sobre o desvio de recursos da pasta". Assim, Dilma desmancha o prazer de uma aproximação entre o PDT e o PSB através do governador Eduardo Campos, do Pernambuco. São as pedras sendo movidas no tabuleiro do xadrez político para o ano que vem.
- Dilma vai tentar um xeque-mate nas oposi√ß√Ķes.

Interessante
A muitos, o dia 09 de março é coisa do passado; a poucos, intriga os bastidores políticos em Nobres, naquele dia, naquela manhã, especificamente. E lá se vai a nossa vã filosofia sobre o que possa ter ocorrido entre um dado momento e outro. Que coisa, hein!
- √Č vespeiro puro e quem quiser saber que se informe.
Aiiii... Meu Saco!!!
Deu no Portal Terra: "Um homem que tentava roubar a bolsa de uma mulher em Caxias do Sul (RS), a 120 quil√īmetros de Porto Alegre, desistiu do assalto ap√≥s levar um chute no saco escrotal. A v√≠tima, de 40 anos, esperava o √īnibus para ir ao trabalho por volta das 4h, no bairro S√£o Pelegrino, quando foi abordada pelo homem. Armado com uma faca, ele agarrou o agasalho da mulher e exigiu que ela lhe entregasse a bolsa. A v√≠tima, no entanto, deu um chute no criminoso, que o atingiu na regi√£o genital. O homem fugiu sem levar nada. A mulher sofreu um corte no dedo e teve a al√ßa da bolsa arrebentada. Ela denunciou a tentativa de roubo √† pol√≠cia, que n√£o identificou o agressor".
- Se a moda pega, haja bolsa... escrotal.

Luzes sobre a Ribalta
Qualquer semelhan√ßa com a vida real, ter√° sido mera coincid√™ncia. Veja o que diz excertos de um artigo assinado nobre professor e jornalista Gaud√™ncio Torquato: "E assim, os palcos da representa√ß√£o pol√≠tica se transformam em espelhos de Narciso, jogando os seus participantes na armadilha do falso retrato, da autocontempla√ß√£o. Os homens p√ļblicos, daqui e d'alhures, acabam afixados √† moldura narcisista. Como conta a lenda, Narciso foi condenado pelos deuses a se apaixonar pela pr√≥pria imagem. Tomou-se de amores pela imagem quando se contemplava nas √°guas transparentes de uma fonte. Obcecado pelo reflexo, Narciso n√£o mais se afastava da fonte, definhando ali at√© a morte...".
- √Č quando a arte imita a realidade?

E na Forquilha...

...o papo sobre a ponte come√ßa a ganhar notoriedade e render bons boatos. Muito se fala sobre o estado das madeiras e da estrutura em si. Esse √© mesmo um assunto para quem entende de travessia ou obra de arte, mas est√° virando o maior buchicho e at√© nota de rep√ļdio pode rolar. No mesmo dia da inaugura√ß√£o, a vereadora Tet√™, de Ros√°rio Oeste foi vistoriar a ponte junto com um engenheiro do governo. Mas, e da√≠? Lideran√ßas rurais estariam se mobilizando para ver como ficar√£o as coisas e os poss√≠veis fatos.
- √Č como diria Milton Nascimento: "Solto a voz nas estradas, j√° n√£o quero parar
Meu caminho é de pedras, como posso sonhar...". Isso é travessia.


Novos Capítulos

A vida √© mesmo engra√ßada e isso a gente descobre, redescobre e segue aprendendo. Hoje (14/03), por exemplo, deparamos com o pessoal mais experiente na Secretaria de A√ß√£o Social em quase completa interatividade, dan√ßando, conversando e brincando com palavras soltas no ar e descontra√≠das atrav√©s da assistente social Edna Ara√ļjo, com a presen√ßa da secret√°ria de A√ß√£o Social, Eva Valdin√©ia, do prefeito Gilmarzinho da Ecoplan, vice prefeita Silvia Dalmolin, vereador Joel J√ļnior, servidores da A√ß√£o Social. √Č um aprendizado esse reaprender a se enturmar e tem muita gente gostando. A vice prefeita Silvia convidou algu√©m a se integrar ao grupo dos idosos.
- Será que gostou? A seguir, cenas dos próximos capítulos.

Novos Capítulos II
O vereador JJ fez uma aparição rápida no encontro dos idosos e acabou por surpreender; nem parecia o JJ daquela segunda-feira (11/03). Ficamos com essa personalidade de hoje à tarde, o verdadeiro JJ, que cumprimentou aos idosos, sorriu e brincou. Seus eleitores agradecem por esse retorno... ele voltou. Amém e que assim seja. Isso é mesmo surpreendente e até cumprimentou a secretária de Ação Social, levando o abraço em nome do Legislativo. Oh! Yes.
- Fui!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eita!!! Produção

O apresentador do televisivo "Nobres em Destaque", DJ Bacalhau, de vez em quando v√™ coisas na sua telinha, durante a apresenta√ß√£o do programa. Coisas estranhas acontecem nos est√ļdios pr√≥ximos da esta√ß√£o rodovi√°ria, ao melhor estilo "Poltergeist, o fen√īmeno". E Bacalhau diz: Ea√™, produ√ß√£o? Fora isso, t√° bacana o programa atrav√©s da TV Cidade, Canal 3. Sexta-feira (15/03), vai ser a vez do secret√°rio de Administra√ß√£o, Roberto Dias, ir ter com o apresentador JD.
- Ser√° o que vai rolar nesse papo?

Ligados
Os vereadores parecem dispostos ao apoio ao governo e parecem mais dispostos ao cumprimento do dever de of√≠cio. A presen√ßa deles em eventos comunit√°rios demonstra que h√° um claro interesse pelas a√ß√Ķes de governo e qualquer outro entendimento ser√° desnecess√°rio; os avan√ßos passam pelo Legislativo e atrav√©s do Executivo as decis√Ķes precisam sair do papel. Governar para todos √© isso, sem as diferen√ßas de cores partid√°rias, pensando no bem coletivo e longe dos individualismos. Os vereadores que caminham nessa dire√ß√£o acabam por pavimentar o caminho futuro, conforme tem dito o vereador Odson Ara√ļjo, que teve paci√™ncia, esperou, chegou l√° e agora quer continuar.
- O Passado como lição, isso parece até título de livro.

Papado Hermano
O Papa é uma liderança religiosa mundial, mas sabe como é o brasileiro, muito ligado no futebol, que até torcia para que o novo Papa fosse brasileiro, mas terminou sendo um representante da igreja mundial na Argentina, descendente de italianos. Jorge Mario Bergoglio é o nome dele, do novo Papa mundial. Aí, sabe como é, tem gente que ficou na moita por conta de ser um argentino e logo saíram com essa, de que estamos um degrau acima de lós hermanos, porque "Deus é Brasileiro" e Francisco é coisa nossa.
- Visto por esse √Ęngulo, continuamos na frente no placar.

Remoção
Finalmente, depois de muitas idas e vindas, a C√Ęmara de Vereadores votou o Projeto de Lei que trata do parcelamento de d√≠vidas concedido pelo Governo Federal. Tratava-se, em verdade, de um entulho que atravancava e ainda atravanca o normal andamento do Poder Executivo ou da Prefeitura Municipal de Nobres em forma de d√≠vidas que passaram de um governo a outro e nunca eram pagas. O vereador Joilson da Costa (PP) cortou na pr√≥pria carne ao se pronunciar de forma coerente, mesmo que perten√ßa ao partido do ex-governante, cobrou que faltou a√ß√£o dos vereadores da legislatura anterior.
- √Č procedente a cobran√ßa, ou voc√™ cobra ou n√£o cobra. Se cobraram, qual o efeito produzido?

Remoção II
S√≥ para entender o que disse o vereador Joilson da Costa, que assistia a todas as reuni√Ķes, em 2011, o ent√£o prefeito enviou projeto de lei ao Legislativo, que foi aprovado e tratava da aquisi√ß√£o de cerca de 50 bicicletas e uma moto para incentivo ao pagamento de IPTU. Nem as bicicletas, nem a moto e nem o IPTU foi pago por todo mundo. Procede a fala de Joa quando sabemos que a Casa de Leis aprovou projeto de lei para compra de dois caminh√Ķes de lixo e de um caminh√£o toco para transporte de m√°quinas pesadas. S√≥ veio um caminh√£o de lixo, comprado fiado e n√£o pago at√© hoje.
- E l√° se foram alguns ver√Ķes sem nenhuma andorinha. √Č claro que n√£o se pode generalizar a falta de a√ß√£o. Joa sabia como funcionava o sistema, mesmo estando de fora e n√£o falou apenas por falar.

Novos Rumos
Excertos de uma mat√©ria inserida no portal de informa√ß√Ķes da Casa de Leis endere√ßam ao entendimento do que foi apresentado pelo presidente da Casa de Leis nestes dias de tens√£o e de negocia√ß√Ķes para o encaminhamento de algumas mat√©rias na C√Ęmara Legislativa. A postura do presidente R√°lllide Andrade √© a de garantir a governabilidade, tratando o Executivo com o devido respeito sem que a Casa perca a sua autonomia. O resultado dessa vis√£o foi √† forma de condu√ß√£o dos projetos e a sua aprova√ß√£o dentro da normalidade. Entre ontem e hoje reside a diferen√ßa aventada pelo vereador Joilson da Costa, a de que n√£o basta s√≥ legislar, mas √© preciso agir. O presidente da C√Ęmara Legislativa fez a sua parte ao dar andamento nas atividades da Casa, cabe ao Plen√°rio a discuss√£o, aprova√ß√£o e fiscaliza√ß√£o dos pr√≥prios trabalhos, que vem a ser as mat√©rias aprovadas ali.
- Um a zero para Joa.

Entendimento Zero
Assim como a Toler√Ęncia Zero, a quem entende pouco, nota zero. Com p√°s carregadeiras consideradas grandes, com a fia√ß√£o el√©trica espalhada pelas ruas e com os entulhos depositados nas cal√ßadas e n√£o √† rua, √© √≥bvio que restariam sujeiras no trajeto. Mas, ser√° que o poder p√ļblico vai tamb√©m vai fazer o que cada morador pode perfeitamente realizar, que √© limpar a frente da sua casa? Um palpiteiro de plant√£o disse n√£o gostar de ver mais de 500 ca√ßambas de entulhos retiradas das ruas dos tr√™s bairros da cidade. Tem gente que deve estar no lugar errado e deveria residir na Sui√ßa.
- Que tal jogar na loteria?

Milagre da Multiplicação

Se algu√©m souber a f√≥rmula m√°gica para dimensionar a capacidade de produ√ß√£o de entulhos como acontece em Nobres, n√£o se avexe e conte a√≠. Em 2.010, s√≥ do final da rua Maur√≠cio Sampaio sa√≠ram algumas toneladas de entulho. Ontem (09/03), durante a realiza√ß√£o do mutir√£o, novamente, do mesmo espa√ßo, foi uma quase repet√™ncia do volume. A quest√£o do lixo e dos entulhos √© mesmo de sa√ļde p√ļblica e a iniciativa do vereador Jand√£o, em buscar parcerias anualmente para esse evento √© louv√°vel. Basculantes e basculantes lotadas de entulhos e com isso, o desalojamento de baratas, mosquitos, ratos, cobras, sapos, aranhas, escorpi√Ķes, formigas e demais insetos, morando no seu quintal, sem pagar aluguel.
- Se fosse orçado em Darm's, o caixa da Prefeitura estaria lotado após tudo isso; por caminhão, muito mais dinheiro em caixa. Pelo 0800... nadica de nada.

Um Dia Qualquer
Em 1.997, no comecinho de janeiro, por sugest√£o do ent√£o secret√°rio Edval Campos, foi dado in√≠cio a denominada "Opera√ß√£o Impacto", que consistia em fazer circular pela cidade m√°quinas e caminh√Ķes para um mutir√£o de limpeza. Foi chocante! Diria um leso naqueles idos dias. Hoje, 16 anos depois, o impacto √© menor e as pessoas s√≥ agradecem, na esperan√ßa de que esse fato tenha solu√ß√£o de continuidade. Impacto de uma √ļnica vez, s√≥ mesmo quando transita pelo c√©u um cometa, desses que passam a cada s√©culo... quem viver ver√°. J√° os impactos de hoje, j√° acontecem desde 2.010. Mas, ser√° que algu√©m ter√° a disponibilidade e o interesse de fazer outras mobiliza√ß√Ķes, al√©m do mutir√£o de limpeza? Na √°rea da sa√ļde p√ļblica, por exemplo?
- Qual ser√° outro vereador com outra iniciativa?

De Olho
Após o dia o fatídico 07 de outubro de 2.012, eis que o ex prefeito Devair retorna a Nobres. Ele parece querer colocar mais lenha na fornalha ao, supostamente, ter afirmado a um interlocutor que os poucos votos que o ex-candidato Zé Carlos obteve foi graças a ele. Mas, e os investimentos em determinados candidatos proporcionais? Em outras palavras, a análise simples dos fatos levam muitos à crença de que o Zé entrou com um time em campo, mais desentrosado que os "atletas" que subiram na Arca de Noé... onde ninguém conhecia ninguém e não se falava a mesma língua.
- Roberto Carlos que o diga: "qual é a tua, bicho?". Resultado: barba, cabelo, bigode, pentelhos, pelos pubianos e algo mais.

Contundência
O vereador ganhou espa√ßo na emissora de r√°dio para emitir a sua opini√£o e ontem (09/03), o vereador Joel J√ļnior foi contundente na sua fala no sentido de fiscalizar o Executivo e at√© se descuidou ao afirmar que √© poss√≠vel fracionar um processo licitat√≥rio e dar um pouquinho a cada um na quest√£o dos combust√≠veis. Essa, provavelmente, deve ser uma f√≥rmula m√°gica ou nov√≠ssima em termos de licita√ß√£o p√ļblica, dividindo item por item e "dando" a cada um o seu talento. A um deu gasolina; a outro √≥leo diesel e a um terceiro √°lcool an√≠drico.
- Realmente, a acuidade é algo que tem a ver com a parábola dos talentos... cinco a um, dois a outro e a outro um...

Bairro São José

O mutir√£o de limpeza ser√° realizado no bairro S√£o Jos√©, hoje (09/03), a partir das 09:00 horas. A iniciativa √© do vereador Jand√£o (PSD) que buscou parceria com as ind√ļstrias de calc√°rio e de cimento e a Prefeitura de Nobres no sentido de cess√£o de equipamentos para a opera√ß√£o de retirada dos entulhos colocados √† margem das ruas do bairro. √Č como diria Raul Seixas: "porque, longe das cercas embandeiradas que separam quintais, no cume calmo do meu olho que v√™..." √© muito entulho para poucos quintais. O bairro S√£o Jos√© est√° atulhado de entulhos, mesmo.
- Sucesso, Jand√£o and Compani!

Mulheres
Nunca elas foram t√£o valorizadas, ao menos no dia dedicado a elas. Prefeitura Municipal e C√Ęmara Municipal de Nobres realizaram eventos paralelos em homenagem √†s mulheres que tiveram in√≠cio as 16:00 horas e foi terminar l√° pelas 22:00. O entendimento √© o de que h√° uma resson√Ęncia e uma busca constante de credibilidade entre as institui√ß√Ķes democr√°ticas, onde Executivo e Legislativo parecem caminhar na mesma dire√ß√£o. A farta distribui√ß√£o de brindes no evento realizado √† tarde, no Clube da Melhor Idade, aponta para uma confian√ßa do empresariado em rela√ß√£o ao governo, j√° que muitas doa√ß√Ķes aconteceram. H√° uma tend√™ncia ao entendimento sobre o que querem os governistas, ou seja, Executivo e Legislativo governam juntos e devem trabalhar para a popula√ß√£o e n√£o visando interesses meramente comezinhos.
- Todo fisiologismo ser√° condenado.

Bombou
Um v√≠deo clipe exibido durante o evento alusivo ao Dia Internacional da Mulher bombou, com um fundo musical bel√≠ssimo na interpreta√ß√£o de Sir Elton John e a homenagem a Princesa Diana atrav√©s da m√ļsica "Candle in the Wind" (Velas ao Vento). Parab√©ns aos realizadores do clipe, Aline Secchi e Ivan Makoto. Emocionante e com direito a c√≥pias a quem interessar possa. E a mobiliza√ß√£o das mulheres realmente foi marcante, tanto quanto as palestras realizadas e os discursos bem concatenados. Um dia marcante para todas elas, n√£o mais as rainhas dos lares, mas as donas do mundo. Altas patentes na Pol√≠cia Militar, Ex√©rcito e Marinha; na alta magistratura; na presid√™ncia da Rep√ļblica e literalmente no ar como astronautas e pilotos de ca√ßa supers√īnicos.
- Poderosas, mas sem perder a ternura e sem abrir m√£o da vaidade. Adios, hombres!

Mutir√£o/Limpeza

Mais uma vez o fato se repete, quando as equipes do mutirão de limpeza passam por determinadas ruas e em outro dia alguém se depara com novos entulhos onde já foi limpo. Vá entender isso. A próxima operação limpeza será no bairro São José, o maior da cidade, mas falta ser o melhor e isso só se dará quando a consciência cidadão for despertada e quando o tráfego pesado deixar de causar problemas nas ruas com base e sub-base de compactação apenas razoável e pavimentos de baixa qualidade.
- Que tal a colaboração de todos?

CGU/Investigação

Ga√ļcha do Norte e Nova Cana√£ do Norte s√£o os dois munic√≠pios de Mato Grosso que ser√£o investigados pela Controladoria Geral da Uni√£o (CGU). Dentre os 60 Munic√≠pios que foram sorteados pela Controladoria Geral da Uni√£o (CGU) na manh√£ de segunda-feira, 4 de mar√ßo, todos ser√£o alvo de fiscaliza√ß√£o do √≥rg√£o no uso de recursos federais e devem receber um grupo de auditores para examinar as contas da prefeitura. Os auditores tamb√©m realizam inspe√ß√£o f√≠sica nas obras em andamentos de cada Munic√≠pio. O Programa de Fiscaliza√ß√£o da CGU tem como foco Munic√≠pios com popula√ß√£o de at√© 500 mil habitantes e busca inibir a corrup√ß√£o e incentivar uma gest√£o p√ļblica de transpar√™ncia e qualidade. Entre os principais repasses inspecionados, est√£o o do Fundo de Manuten√ß√£o e Desenvolvimento da Educa√ß√£o B√°sica e de Valoriza√ß√£o dos Profissionais da Educa√ß√£o (Fundeb) e o Programa Bolsa Fam√≠lia.
- Nobres est√° sem sorte, n√£o cai nessa lista.

Falso Perfil

O camarada foi situação, o seu candidato perdeu a eleição majoritária e ele usou do artifício de pedir emprego por bilhetinho, como não conseguiu, partiu para o ataque. Todo mundo sabe quem é ele, mas pensa que engana a todos com a utilização de perfil falso e muito ardil para jogar todos contra um e um contra todos. Pediu a um vereador que solicitasse emprego a ele, como ainda não leram o tal bilhetinho, resolveu disparar contra tudo e contra todos no Face. Quando passa, todos sabem quem é, inclusive quem pede empregos a ele.
- Esse cara √© "ele". Aquele mesmo da campanha pol√≠tica do ano passado. √Č o mesmo cara que postou perfil falso do ent√£o vereador Ad√£o, em 2.012.

Ele Voltou...

Nada a ver com Nelson Gon√ßalves, mas, registre-se a presen√ßa do ex-prefeito Jos√© Carlos da Silva em Nobres, cidade que ele administrou (sic), na quinta-feira (ou foi na sexta, 01?), passeando modestamente em um Uno um pouco mais antigo e que vai longe da caminhonete em que circulava por todos os lados, aqui e acol√°. Agora, em pose franciscana, veio matar saudades de Nobres, cidade que abandonou nos √ļltimos dias de seu governo, em dezembro passado. O ex-prefeito quebrou todos os protocolos poss√≠veis, deixando de passar a faixa e nem se dignou a providenciar a sua devolu√ß√£o; abandonou o governo e n√£o deu a m√≠nima satisfa√ß√£o ao povo que o elegeu e mesmo √†queles que tentavam reconduzi-lo a um segundo mandato.
- Como seus seguidores, deve ter dito ou pensado: "isso aqui t√° abandonado". √Č como dizia o Fil√≥sofo e repentista Fidalgo Enguia: "Comprar fiado e mandar a conta a outro √© uma maravilha".

Lix√£o Paralelo
Quando se diz comprar fiado e mandar a conta a outro, a abordagem √© com rela√ß√£o aos rombos que foram deixados e as contas que o atual governo tem que pagar e que muita gente sabida faz quest√£o de ignorar. H√° quem acredite que as contas n√£o s√£o deixadas, mas seguem na mala de quem sai do governo. Com o port√£o de entrada do lix√£o fechado, uma estrada paralela que sai em frente ao cemit√©rio, sentido a uma √°rea de ch√°caras, se transformou em lix√£o paralelo. Naquele local foram depositados entulhos, res√≠duos dom√©sticos, inclusive animais mortos. Foram retiradas dezenas de caminh√Ķes de lixo dali, mas quem quer saber de lixo e de contas a pagar?
- A roda viva do lucro é muito mais interessante.

Comentarista
No Programa do J√ī, ali√°s, do Bacalhau, pela TV Cidade, o comentarista Sidnei Binder previu, quinta-feira (28/02), que a Ta√ßa Guanabara, que decide o primeiro turno do Campeonato Carioca, seria com um Fla-Flu. A primeira previs√£o dele j√° falhou com a entrada do Vasco ap√≥s vencer o Flu, por 3 a 2, no s√°bado (02/03). H√° quem tenha anunciado que a decis√£o seria entre Botafogo e Vasco, contrariando ao progn√≥stico de um palmeirense. Ser√° mesmo? Esse mesmo sujeito (do Bota e Vasco) previu que o novo Papa ser√° Dom Odilo Scherer, arcebispo de S√£o Paulo e cardeal que integra a lista dos que participar√£o do conclave.
- Quem ser√°?

Nome Riscado
Vi isso como recomenda√ß√£o em algum lugar por a√≠, conforme a vis√£o de algum marqueteiro. Seria uma sacada de Dudu? J√° dizia a recomenda√ß√£o que candidato que vai a reelei√ß√£o, se perder a campanha, "tem que apanhar de chicote". Em Nobres, dos anos 90 para c√°, s√≥ ocorreu duas vezes esse fen√īmeno e na √ļltima ocasi√£o, com uma tacada s√≥... foram dois coelhos.
- Configuradas as derrotas, faltam às chicotadas.

Nome Riscado II
Numa campanha pol√≠tica e antes dela, o candidato virtual ou n√£o, tem que se mostrar uma figura polida e extremamente cort√™s. Assim entendido, n√£o seria de bom alvitre dizer em p√ļblico: "Enquanto os c√£es ladram a caravana passa...". Bula certa e medica√ß√£o errada, em doses cavalares... caninas, dir√≠amos. Se foi... a caravana e ficaram os c√£es. √Č como diria o fil√≥sofo Fidalgo Enguia: "Por vezes, √© melhor ladrar que andar de pangar√©". √Č que o ladrar dos c√£es viaja mais r√°pido atrav√©s do ar. Segredos da F√≠sica Qu√Ęntica.
- Foram tantas emo√ß√Ķes passadas.

A Praça é Deles
Quem foi que disse que a praça é nossa? E por falar em quem fala na praça, depois que a caravana passou, nem os cães ficaram mais a ladrar. Tanto que já começaram a surrupiar pedaços da história com o roubo de uma parte do busto de Josino Serra. Será mesmo?
- Em bronze, querem tirar uma casquinha pra vender e comprar uma paradinha. Num tem?

Qual o Bicho?
Encontrar com guarda de patrim√īnio, pela manh√£, e perguntar qual o bicho de hoje? Isso √© inusitado e cabe a perguntar, sob peso da redund√Ęncia: "Guarda n√£o √© para guardar?" Ou seria para sonhar no trabalho? √Č que do patrim√īnio p√ļblico em final de governo somem condicionadores de ar; salas de aula de escolas s√£o invadidas. Mas j√° houve tempo em que levaram talheres e pratos, cortinas e m√°quina de costura; frigobar. Isso √© dilapida√ß√£o do patrim√īnio p√ļblico. Dizem que de uma sala do est√°dio levaram um aparelho de ar condicionado. Isso √© que √© meliante chic, no √ļrtimo.
- O maior guarda, mesmo, seria o TCE-MT, mas tá tão longe. E quem tá perto, finge que não vê. Crava aí a centena 155...
Tapas & Facadas
Num portal de not√≠cias de Cuiab√°, chama a aten√ß√£o, uma briga entre rivais por causa do piv√ī da confus√£o, o "ex" de uma delas. A titular tem 32 anos e a outra 23, dezenas invertidas que d√£o o significado da op√ß√£o. Uma tem 32 e tr√™s filhos, a outra tem 23 e com tudo em cima, ou seja, ainda n√£o teve filhos, da√≠, o pega na geral... melhor dizendo, dentro do coletivo, com direito a faca artesanal e muita correria. Correr como dentro de √īnibus lotado?
- E ainda dizem que o amor é cego... mas vê diferença entre 23 e 32 anos de janela. Explica-se assim porque há menos homens e mais mulheres, fora quem não gosta do fru-fru, mesmo.

Anonimato
Os s√≠tios noticiosos correm o risco de serem responsabilizados pelas postagens de pessoas que se utilizam do anonimato para falar do que n√£o sabe. Os coment√°rios em que as pessoas se utilizam de pseud√īnimos para fazer abordagens pouco criteriosas sobre fatos e pessoas sem assumir responsabilidade pelo pr√≥prio coment√°rio ainda vai dar o que falar e o que fazer quando o anonimato deixar de s√™-lo. Criticar, para fazer isso tem que assumir e saber que √© direito do cidad√£o de pleitear uma cidade melhor.
- Mostre a cara e pronto, reclamar é direito.
Velhas Novidades
Um trator atirado em uma oficina de Cuiabá, encostado por falta de pagamento; contas de energia elétrica da Casa de Apoio atrasadas por três meses (outubro/novembro e dezembro). Afinal, o que o governo do ZéValdi pagava? Enquanto isso, um ex-candidato a vereador, não eleito, segue disparando para todos os lados, principalmente em direção ao atual governo. Tem gente que vai embora de Nobres e sai falando mal, volta depois, se reergue aqui e segue falando mal. Que mania é essa, de não valorizar o que se tem por aqui e ainda tentar dar razão a quem deixa as finanças municipais quebradas?
- Dizem que o melhor lugar para se viver é em Zurique, na Suíça. Bon Voyage para o melhor lugar do mundo.

Coisas do Brasil
Li num jornal do interior desse Brasil que só conheço através da Geografia das aulas de primário, que num certo município tinha um vereador que costumava dizer nos bastidores a seguinte frase: "Se nóis num dá prensa no prefeito, nóis num consegue nada". Aquela leitura, ainda na tenra idade, me deixou mais cabreiro que cachorro de pobre quando vê linguiça e pensa que é uma jibóia. Sabe como é, a falta de costume.
- √Č como dizia minha saudosa v√≥: "S√£o Bento que me livre de cobra".

Estréia
Fazer tev√™ no interior √© qualquer coisa singular. Hoje, assistimos ao lan√ßamento do programa Nobres em Destaque, apresentado pelo DJ Bacalhau, ao estilo do Programa do J√ī, com direito a apresenta√ß√£o musical, ao vivo, com o "show man" Sidnei Damasceno. De repente, eis que surge uma nuca, √† frente da imagem do apresentador, que se desculpou: "Calma, gente, na estreia √© assim mesmo!". Era a "produ√ß√£o" trocando de microfone. Coisas de programa ao vivo que at√© no Faust√£o acontece. Foi uma boa estreia de Bacalhau & Sidnei avec produ√ß√£o.
- Em Nobres é assim, ou dá ou desce.

Palpiteiros
Há quem deseje ver a dupla Nico & Lau se apresentando por aqui no dia do aniversário de Nobres. Junto com esses belos humoristas, um dia dedicado ao show gospel local/ regional, com cantoras como Léia Leonel e outras, numa programação bem caseira ou bem mato-grossense com a apresentação da banda da PM. Entre uns e outros palpiteiros, há quem goste da banda Scort Som pra animar o povão. Bem, palpite é palpite; realidade é realidade e lambari é pescado.
- Sendo assim... v√° jogar na Quina.

Maggi/Saída
O PR (Partido da Rep√ļblica) corre o risco, como diria o cuiabano, de levar uma "fubecada" daquelas. O senador Blairo Maggi quer deixar o partido e com ele deve ir a tropa de elite republicana em Mato Grosso, o que indica nuvens anunciadoras de mau tempo √† sigla nos pr√≥ximos dias. Entre ir com Blairo para o Flu ou ficar no Itaperuna, qual a melhor op√ß√£o? At√© o cantar de alguns galos republicanos n√£o causar√£o mais aquele sucesso no alvorecer.
- Casa vazia...

Ironias

O bom mesmo √© fazer tro√ßas de quem est√° no governo, atacando de forma sub-rept√≠cia com a utiliza√ß√£o de bonecos e cr√≠ticas. Mas quando se √© governo e tem o poder nas m√£os, a√≠ √© s√≥ desvio de recursos p√ļblicos e picaretagens. O munic√≠pio de Nobres j√° n√£o comporta mais absorver o custo-corrup√ß√£o, que vem de anos atr√°s, como se ningu√©m pagasse essa conta. Seria interessante que o governo expusesse publicamente o quanto se paga de d√≠vidas herdadas, coisa que o ex-prefeito Jos√© Carlos da Silva deixou de fazer... e de pagar tamb√©m. Uma auditoria nas contas p√ļblicas que est√° em curso vai expor algumas feridas que deixar√° sequelas irrevers√≠veis nas contas p√ļblicas municipais de Nobres.
- Ser√° a vers√£o do Gil Buraco II, III, IV e as mazelas de quem j√° esteve no poder.
Quadro Desfavor√°vel
Nem pensem em fazer realizar uma avalia√ß√£o do atendimento p√ļblico em sa√ļde nestes quase 60 dias de governo em Nobres. O cen√°rio pouco mudou e ser√° preciso pisar no acelerador. O recado vem das ruas e a tarefa n√£o ser√° f√°cil e urge a necessidade de ouvidoria para conhecer a realidade do sistema em geral. Todo cuidado √© pouco em rela√ß√£o ao tratamento entre quem busca atendimento e quem atende.
- H√° que se ter avalia√ß√£o do sistema unificado, o que √© bem melhor que ter que promover altera√ß√Ķes bruscas.
Conselho?
O Conselho Municipal de Habitação, criado pela administração passada, é como as fábulas contadas por Monteiro Lobato, acerca da Cuca e do sabugo de milho que virou gente. Existia no imaginário popular, mas ninguém viu essa coisa funcionar. Resultado disso é um começar de novo e alguns resquícios de transformação do modelo de habitação de interesse social em transferências ilegais dos imóveis, segundo se está levantando. Ver algum conselheiro em atividade seria como passar pela ponte sobre o rio Cuiabá, na avenida Mário Andreazza, e ver o famoso Minhocão do Pari.
- "Esses povo nos mata de vergonha; int√© hoje". Faz sentido, como nunca, o slogan: "Restabelecer ‚Äď Recome√ßar".

Efeito Retardado
H√° quem tenha visto um ex-vereador quase afundar em um buraco de uma boca-de-lobo existente entre a Rua Bahia e o final da rua Almerinda, c√° embaixo. Vinha √† impoluta figura portando um guarda-chuva e de repente, vupt..., sumiu ou quase isso. N√£o por acaso existe aquela frase feita que diz: que feiti√ßos podem se voltar contra o feiticeiro. √Č aquela tal de arapuca pra peg√° mo√ßa bonita... e quem caiu nela?
- Me voy, hasta la ma√Īana. Es tu v√™... enamorado siempre.

Palpiteiros

Todo novo governo que se preze, tem que aprender a conviver com alguns palpiteiros e com pedidos de empregos. Em Nobres, n√£o seria diferente, onde os palpiteiros d√£o "aulas" e lan√ßam e relan√ßam teorias sobre como administrar e desenvolver a cidade. Voc√™ conhece algu√©m assim? H√° quem proponha encontrar sa√≠das √† recupera√ß√£o de cr√©ditos e projetos futuristas mirabolantes, mas ningu√©m quer contrato de risco, antes, querem uma prebenda mensal vantajosa. Como se v√™, √© aquilo que se diz por a√≠, acerca da f√°bula sobre as uvas verdes e o lobo. J√° os desgastes pol√≠ticos, s√£o s√≥ sobre as costas de um. Isso √© o que se chama "v√≠cios da m√°quina p√ļblica" e come√ßam por Bras√≠lia.
- Palpite bom é aquele que se dá em jogos de loteria e no jogo do bicho.
Falecimento
Em Ros√°rio Oeste, foi anunciado o falecimento do ex-vereador Waldez Fraga, irm√£o do deputado Jos√© Domingos Fraga e do prefeito reeleito de Nortel√Ęndia, Neurilan Fraga. Waldez foi vereador atuante no munic√≠pio de Ros√°rio Oeste e funcion√°rio do Intermat, al√©m de advogado, de acordo com o que informa os s√≠tios noticiosos daquela cidade. O falecimento foi na madrugada deste dia 24 de fevereiro e deixa consternados familiares e amigos de Waldez, que residia em Ros√°rio Oeste, onde lutava contra problemas de sa√ļde.
- Perda irrepar√°vel.
Fiscalização Inédita
Dia desses, um grupo fez um caminho meio na contram√£o, l√° pela calada da noite, o que, para bom entendedor, √© l√° pelas 24:00 horas e mais um pouquinho, quando foi fazer rondar pelas proximidades do cemit√©rio. A ideia seria dar um "flagra" em algu√©m pudesse estar "c√ītchano" no "matel", mas n√£o flagrou ningu√©m, a n√£o ser dois despachos de macumba rec√©m "entregue" na "encruza". Antigamente, quando a "entidade" descia, tinha u√≠sque, farofa com ameixa e at√© engov em caso de m√° digest√£o. Hoje, ningu√©m "baixa" se n√£o for executado um download e h√° o risco de Steve Jobs descer na encruza. Acho que n√£o bebia, s√≥ ia exigir um suco de framboesa.
- Larga o "boc√≥" dos outros, gente. √Č como diria aquela uma: "d√™xa que chu√ßa...". Mania mais feia.

Diversão Inédita
Nobres precisa urgentemente de √°reas de lazer, com sal√£o de jogos, com bingos, cassinos e roletas, quadras de t√™nis, de bocha, que √© para dar uma ocupa√ß√£o para um pessoal que s√≥ se liga em falar mal de pol√≠ticos; n√£o sem antes olhar para tr√°s porque √© para n√£o correr o risco de assumir pelo que fala. J√° vimos muitos que falam assim: "bota na trincheira, mas n√£o fala que fui eu". √Č t√≠pico caso em que se diz que pimenta no rabo dos outros √© suposit√≥rio com glicerina gelada.
- Palpite para hoje, 24 na cabeça, milhar 3596.

Mares Revoltos
Está no Midia News, a situação em que vive alguém que optou pela honestidade e pelo bom desempenho da sua atividade profissional. Veja o que acontece: "O ex-controlador da prefeitura de Bom Jardim-GO (a 32 km de Barra do Garças), Uillan Gomes de Santana Lopes de Sousa, que denunciou o prefeito Cleudes Bernardes da Costa, o Baré (PSDB) por enriquecimento ilícito, vive hoje sob proteção do programa de proteção a testemunha. Ele está entre os brasileiros protegidos pelo Ministério da Justiça que correm risco de morte por serem testemunhas em crimes de repercussão e atos de corrupção famosos crimes de colarinho branco que envolve políticos".
- Ver e se calar, seria isso? Ver e compactuar, seria o melhor caminho? Se você não fez assim, fez a melhor coisa? Se você pegou uma "beirinha", agiu corretamente?

Boas Recorda√ß√Ķes
Muito se comentou sobre uma notinha veiculada em "Trincheira" acerca de discuss√Ķes internas junto √† Anca, mas ningu√©m ousou se lembrar da dona M√°rcia, que tocou aquele projeto como volunt√°ria, doando-se em favor da produ√ß√£o artesanal e pela cultura local. As atividades culturais locais mal caminhavam e come√ßou a ganhar uma nova dimens√£o a partir da entrega de Jeferson Borralho e equipe em favor dessas manifesta√ß√Ķes que andavam emperradas. Louve-se o apoio important√≠ssimo do Clube da Melhor Idade. De outra parte, as not√≠cias que se davam acerca do Ponto de Cultura, dizia-se, que s√≥ se falava em Jeferson Borralho. Isso incomodaria a quem?
- Há que se tirar o chapéu a quem se doou em favor da cultura em Nobres e dona Márcia é uma dessas pessoas.

Boas Recorda√ß√Ķes II
Esse projeto, de buscar cabelo em ovo "d√° nada n√£o". A cultura n√£o tem cara, mas precisa ter corpo e alma e isso vai al√©m de valores materiais, de cifras e de cargos. As discuss√Ķes infrut√≠feras, se ocorrerem, vai vazar, de alguma forma. O correto seria a unidade em torno de objetivos comuns, sem contendas e sem dissens√Ķes. Se piar, do lado de fora algu√©m h√° de ouvir os piados.
- Se liguem nessa estação. O negócio não é saber quem vazou, mas o que se falou. A cultura é de todos e para todos.

Procura-se...
...Políticos emergentes e com perfil de líder para integrar a nova lista de lideranças políticas que substituirão as cartas estragadas do nosso velho baralho. O ex-prefeito José Carlos da Silva foi atropelado pelo bonde da história logo em sua primeira travessia pela linha e não volta tão cedo; talvez nunca mais. Alguns ex não conseguirão mais voltar à tona e permanecerão imersos na areia movediça. Da nova safra de vereadores, dependendo de como se comportarão nos próximos 46 meses, é possível surgir alguns nomes com esse perfil.
- Quem não tiver perfil de líder, é bom nem pensar em integrar a lista.

Pinchando Fora
Como diz o cuiabano: "Baraio v√©io, tem que pinch√° fora". Na pol√≠tica, algumas cartas foram realmente extra√≠das do baralho e a √ļltima delas, sem naipe, mas com jeito de √°s de copa, o eleitor rejeitou. Como todo bom jogador de truco, muito milho acabou por estragar um pseudo candidato em 2.012, cotado para ser o Plano B do governo em Nobres. Perdeu o jogo com muitos tentos nas m√£os ap√≥s uma linda flor de 33. Se o milho derrubou um virtual candidato, o que era o cabe√ßa do Plano A, naufragou na prefer√™ncia popular. Da√≠, a urgente necessidade de abrirmos os dias vindouros com um baralho novo, com muitos ases e sete de paus.
- Até 2.016, gentéééééééééém, com baralho de cartas novas. Truco e dois milhos.

Limpeza Geral
O vereador Jand√£o (PSD) aguarda s√≥ um passaporte de S√£o Pedro, para que diminua as chuvas e se d√™ in√≠cio a uma opera√ß√£o de limpeza em toda a cidade, envolvendo algumas ind√ļstrias locais e seus equipamentos. Mesmo antes de se tornar vereador, a partir do bairro onde reside, Jand√£o j√° realizava esse tipo de trabalho em parceria com o poder p√ļblico municipal. Ajudou a administra√ß√£o anterior em tantas oportunidades com uma equipe de volunt√°rios do bairro Jardim Paran√° e nem um √ļnico agradecimento p√ļblico veio.
- √Č assim mesmo, mas o povo j√° deu troco.

Exorcista ‚Äď Contrata-se
Daqui a pouco, que ningu√©m se assuste, ver no mural da Prefeitura de Nobres a nomea√ß√£o de um exorcista, que √© para afastar de vez dos corredores palacianos algumas presen√ßas indesej√°veis que continuam a arrastar correntes e grilh√Ķes por aquelas bandas. Vai precisar de muita ora√ß√£o, ali√°s, isso n√£o tem faltado por l√°, para que se afaste de vez esse "c√°lice" que muita gente teve que sorver do fel que nele continha para, enfim, muitos poderem dizer: "Nada dura para sempre... nem mesmo diamantes, agora imagine s√≥ as correntes do mal".
- Hora de ligar o desconfi√īmetro, figura.

Last Updated ( Tuesday, 19 March 2013 15:52 )

 

Trincheira XXIX

Estudo Matem√°tico
A ordem dos fatores não altera o produto. Preocupado com essa propriedade matemática, em tese, o vereador Manoel Fermino Pinho (DEM) não demonstrou preocupação com o IPCA, mas com o tamanho da montanha, digamos, da dívida herd












































































































































































































































































Last Updated ( Wednesday, 20 February 2013 21:54 )

Trincheira XXVIII

Situação Complicada
Deu no blog do Manoel Neto: "Três homens armados renderam o gerente da cooperativa de crédito Sicredi, em Nobres (146 km a médio-norte de Cuiabá) na manhã desta quarta-feira (16), roubaram o dinheiro da agência e fugiram. S








































































































































Last Updated ( Thursday, 17 January 2013 09:52 )

Trincheira XXVII

Dia Impag√°vel

Esse pessoal do governo ou o que restou dele, √© mesmo complicado. Deixou para pagar o funcionalismo no dia em que o mundo vai acabar. Ningu√©m vai usufruir do sal√°rio de novembro e nem do 13¬ļ porque at√© l√°, em 21 de dezembro, o mun
















































































































































Last Updated ( Tuesday, 18 December 2012 16:32 )

Trincheira XXVI

Mídia Televisiva
Come√ßa a circular boatos de quem uma figura do governo seria o cabe√ßa da implanta√ß√£o de um canal televisivo em Nobres, cuja sede j√° est√° em obras. Ser√° mesmo? Mas vem algumas novidades por a√≠ que v√£o abalar tamb√©m. √Č s√≥ u



























































































































































Last Updated ( Thursday, 29 November 2012 13:53 )

Page 6 of 11

Trincheira LVI

Imaginação Fértil Se você não pensa, há quem pense por você. Tem gente imaginando como seria uma confraternização entre o pessoal da imprensa local nos próximos dias e depois de uma três caixas de cerveja (garrafas). Um dos problemas para esse acontecimento, pra lá de surreal, seria a uni

Rumos e Defini√ß√Ķes

A política municipal em Nobres parece que converge para um rumo que difere completamente do sistema político nacional. Longe da crise de confiança estabelecida no cenário nacional a partir da corrupção que ainda é marca nacional e a política exercida sorrateiramente por antigas cobras de um
Banner
Banner
Banner
Banner