You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

20/08/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas Editorial

Editorial

Raz√£o desconsiderada

O impasse gerado entre a categoria dos profissionais da Educa√ß√£o e o Executivo municipal est√° longe de terminar em Nobres. Nenhum dos dois lados cede e o prazo para que os alunos voltem a estudar est√° sendo esticado. As negocia√ß√Ķes est√£o emperradas e a crise entre educa√ß√£o e governo permanece embora n√£o falte di√°logo, onde cada um defende o seu lado.

A oferta do Executivo é de 2.7 por cento e os professores não baixam daquilo que eles entendem ser justo. A classe é unida e tem que ter a preocupação com a infiltração de estranhos aos interesses daquilo que pleiteia.

O Executivo municipal se defende e aponta que o município está entre aqueles que melhor remuneram os servidores da Educação. E também não se nega a reconhecer que o Piso Salarial da Educação seja lei e que o município cumpre essa lei.

De sua parte, os professores apresentam reivindica√ß√£o que √© de 6,81% de reajuste do piso salarial e o governo rebate com a informa√ß√£o de que esses n√ļmeros causariam desequil√≠brio nas contas do munic√≠pio, alegando que a corre√ß√£o deve ser feita pelo INPC (√ćndice Nacional de Pre√ßos ao Consumidor), cujo percentual seria de 2,07%

E ainda há a alegação do Executivo de que os salários estão sendo pagos rigorosamente em dia e que até agora as finanças do município não estão em risco.

O comando de greve segue a postura de enfrentamento e o impasse tem jeito de que vai continuar. A classe dos profissionais da Educa√ß√£o tem for√ßa e √© bastante representativa, mas n√£o pode deixar se contaminar por informa√ß√Ķes equivocadas de terceiros, alheios aos interesses da classe que tem se pautado pelo di√°logo.

O momento n√£o √© de realidades distorcidas e de n√ļmeros irreais lan√ßados ao vento por quem n√£o tem nada a ver com a luta de classe. Ainda bem que a classe tem buscado agir dentro daquilo que sempre foi √° posi√ß√£o das lideran√ßas, de defender o di√°logo, deixando os radicalismos de fora da pauta.

Então, todo cuidado é pouco com agentes externos, movidos por interesses subalternos que se apresentam como apoiadores do movimento apenas pensando em amealhar vantagens pecuniárias.

Em meio a tudo isso estão os pais, apreensivos e outros preocupados com seus filhos sem creche, com as aulas interrompidas e a espera de que uma solução seja encontrada nessa Matemática que nem sempre foi uma ciência exata e muito mais uma estratégia com percepção de futuro e características ou resquícios políticos.

Os pais que n√£o tem com quem deixar os seus filhos para ir trabalhar, as crian√ßas que clamam por aprendizado digno, n√£o tem que se ater a percentuais para mais ou para menos e tem uma preocupa√ß√£o √ļnica, ver os filhos aprenderem, serem bem cuidados e com o car√°ter de bom cidad√£o.

Caso uma solu√ß√£o seja encontrada, a que melhor equacione os interesses de ambos os lados, √© certo que n√£o haver√° vencedores e nem vencidos, pelo que os pais saber√£o agradecer. Da mesma forma agradecer√£o os professores quando as salas de aula forem de fato refrigeradas e as condi√ß√Ķes de trabalho forem satisfat√≥rias, estando isso aqu√©m dos n√ļmeros nessa escala de menos de tr√™s e bem perto de sete que causa essa demanda toda.

H√° raz√Ķes que a pr√≥pria raz√£o desconhece e talvez a dos pais de alunos seja a raz√£o camuflada e impercept√≠vel nessa contenda.

 

Crise onde n√£o h√° crise

Um epis√≥dio que vem sendo alardeado na cidade atrav√©s das redes sociais revela o imediatismo nas decis√Ķes, via de regra, intempestivas, que em nada contribuem para o processo democr√°tico. S√£o as atitudes revanchistas de quem quer fazer oposi√ß√£

Jogo de xadrez

O trade tur√≠stico vive uma situa√ß√£o ilus√≥ria, onde querer n√£o √© poder. Ou seja, o desejo de melhorar as instala√ß√Ķes, de se adequar melhor cada receptivo sempre esbarra num velho problema, a falta de comprova√ß√£o da propriedade para poder con

Last Updated ( Saturday, 27 January 2018 13:28 )

Hora de definição

A administra√ß√£o municipal de Nobres, atrav√©s do prefeito Leocir Hanel (PSDB), ter√° que se alinhar politicamente a partir do ano que vem; que √© quando haver√° essa necessidade, de apoiar nomes e quadros pol√≠ticos que estar√£o na disputa majorit√

Persistência e desigualdade

Como fazer para reverter á desigualdade na luta contra os crimes ambientais nos rios de Nobres? A pergunta faz sentido na medida em que se sabe e se vem percebendo que o Rotary Club de Nobres vem insistindo na preservação e em muitos trechos na re

  • «
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  3 
  •  4 
  •  5 
  •  6 
  •  7 
  •  8 
  •  9 
  •  10 
  •  Next 
  •  End 
  • »
Page 1 of 27

TRINCHEIRA LIV

TV Sujeita... ... a chuvas e trovoadas. E l√° naquele estabelecimento, o torcedor do Flamengo foi pra ver o jogo contra o Gr√™mio, aproveitando para degustar um bom vinho. E quando o Flamengo ia ao ataque, o vento derrubava o cabo de vassoura que segura a antena. Malandramente, o cabo de vassoura ca√

Raz√£o desconsiderada

O impasse gerado entre a categoria dos profissionais da Educa√ß√£o e o Executivo municipal est√° longe de terminar em Nobres. Nenhum dos dois lados cede e o prazo para que os alunos voltem a estudar est√° sendo esticado. As negocia√ß√Ķes est√£o emperradas e a crise entre educa√ß√£o e governo permane