You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

26/06/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial

Editorial

Sem no√ß√£o de dist√Ęncia

Mirar a prefeitura e atingir o objetivo de se tornar prefeito de Nobres, essa tarefa se assemelha √†s letras do tema musical evang√©lico interpretado pela cantora Jamilli: "Conquistando o Imposs√≠vel". √Č um pr√™mio a vit√≥ria, pelo menos at√© antes do premiado se deparar com o "mar de dificuldades" que √© a gest√£o p√ļblica, principalmente quando o gestor tem mais fofocas a administrar que propriamente √† coisa p√ļblica. E quando essa gest√£o √© praticada sob press√£o, pelo fato de o candidato n√£o ser uma unanimidade entre os eleitores, a√≠ √© um complicador a mais nesse intrincado jogo de poder. E nos quesitos de negatividade de gest√£o, entra na somat√≥ria dos efeitos a falta de compet√™ncia de um e de outro diante de um tempo escasso, que √© contado de modo regressivo entre um dia primeiro de janeiro at√© o dia 31 de dezembro do fim do quadri√™nio administrativo.

Algu√©m precisa alertar o prefeito Jos√© Carlos da Silva sobre o fim da campanha pol√≠tica e o real come√ßo da administra√ß√£o do munic√≠pio. Dr. Z√© Carlos precisa mudar o tom do discurso e verdadeiramente administrar, deixando para tr√°s esse papo de "grande transforma√ß√£o", de presentes daqui e de l√°. √Č tempo de governar, √© tempo de romper com o marasmo e assumir, de fato e por direito um estilo diferente de administrar, com mais coragem e mais aud√°cia, se poss√≠vel for, rompendo com a inefici√™ncia de alguns de seus assessores. N√£o basta falar, √© preciso agir.

A alguns interlocutores o prefeito tem clamado da perda de recursos financeiros, a outros, tem dito, supostamente, que o fardo √© pesado. De fato √©, mas se ficar parado, perdendo-se nesse emaranhado de negativismo, a√≠ √© que a m√°quina n√£o vai andar, mesmo. N√£o bastasse alguns pontos negativos internos, ainda se convive com as condi√ß√Ķes clim√°ticas, estas que ser√£o um problema, pelo menos at√© abril, segundo o Sipam (Sistema de Prote√ß√£o da Amaz√īnia), que anuncia chuvas para at√© o quarto m√™s do ano.

A sa√ļde privada, com a qual o Executivo tem contrato, vem fazendo a diferen√ßa, e pelo lado errado, atendendo mal aos cidad√£os, e o prefeito sabe disso. E toda a culpa, via de regra, √© atirada nos ombros do prefeito pelo fato de ser ele um profissional da medicina. Mas o calcanhar de Aquiles deste governo que a√≠ est√° √© a "doen√ßa", do tipo cong√™nita, representada pelo pavimento asf√°ltico que foi implantado no bairro S√£o Jos√©. Se eles existiam desde 2.008, daquele tempo a este ganharam maiores propor√ß√Ķes e o povo reclama agora tudo o que n√£o reclamou l√° atr√°s, embasado no tempo presente, onde o fato est√° tamb√©m presente.

E diante desse estado que se reconhe√ßa, foi herdado, o prefeito necessita mudar o discurso e deixar a palavra "grande transforma√ß√£o" e certas promessas miraculosas guardadas no ba√ļ dos vocabul√°rios de ontem e de anteontem. A grande sacada daqui pra frente, ser√° a consci√™ncia de correr contra o rel√≥gio do tempo e tentar salvar parte de quatro anos que j√° est√° se exaurindo. √Č preciso refazer as contas e ver o que pode ser feito, n√£o sem antes parar para pensar o que vai sair nas pron√ļncias, com concatena√ß√£o, com id√©ias do que pode e deve ser feito.

Governar é como colocar uma escola de samba na avenida, mesmo que o tema do samba enredo seja "A Grande Transformação"; junto com esse tema terá que vir outros conjuntos, entre comissão de frente, harmonia, alegoria, bateria e, enfim, um casamento que se aproxima da perfeição entre os quesitos diversos que os jurados observam atentamente. Neste caso, metafórico, é bom que se diga, os jurados são as comunidades nos bairros que formam o conjunto comumente conhecido por cidade.

E a cidade espera bem menos que uma "grande transforma√ß√£o" e apenas o b√°sico, sa√ļde, educa√ß√£o, ruas normais e seguran√ßa, sendo que o resto ser√° conseq√ľ√™ncia do conjunto da obra. E para que isso aconte√ßa, √© preciso cobrar mais da sua equipe de governo, se poss√≠vel for, que cada um de um pouco mais de si pelo governo que √© do Z√©, √© do Jo√£o, do Sebasti√£o, da Maria, da Filomena; enfim, de todos n√≥s que aqui moramos e amamos esta cidade, com ou sem buracos, com ou sem atendimento √©tico e decente na sa√ļde conveniada. Ent√£o, deixemos as ret√≥ricas para os tempos de conclus√Ķes e n√£o na fase das premoni√ß√Ķes.

Isso, seguramente, não é pedir muito.

 

Senso e contra-senso

E l√° se foram 13 meses de gest√£o administrativa e todos os descontos que s√£o dados a um gestor inexperiente no tema administra√ß√£o p√ļblica. O prefeito Jos√© Carlos da Silva (PP) queira ele ou n√£o, dever√° acelerar no processo de execu√ß√£o de u







O poder das retalia√ß√Ķes e dos revanchismos

A popula√ß√£o de Nobres pode (e deve) continuar aprendendo com os pol√≠ticos locais e suas manobras, que muitos deles julgam passar despercebidas aos olhos do povo. J√° faz algum tempo que a C√Ęmara Municipal de Nobres, atrav√©s do voto popular, tem

Um ano de muitas li√ß√Ķes

Entre o discurso e a pr√°tica h√° uma longa dist√Ęncia, e os fatos provaram isso ao m√©dico Jos√© Carlos da Silva, eleito prefeito de Nobres em 05 de outubro de 2.008, contrariando muitos progn√≥sticos. Sem conhecer os meandros pol√≠ticos e nem as ex

Last Updated ( Saturday, 19 December 2009 10:40 )

Diversão sem violência

Duas audi√™ncias p√ļblicas e um mesmo objetivo, encontrar um consenso quanto √† realiza√ß√£o de eventos festivos na cidade e na zona rural. J√° foi aquele tempo em que alguns promotores de eventos criavam suas pr√≥prias datas e suas pr√≥prias leis, s

Last Updated ( Saturday, 28 November 2009 14:15 )

Read more...
Page 29 of 29

Trincheira LV

Especula√ß√Ķes O que j√° se especulou nos √ļltimos dias sobre o novo secret√°rio municipal de Sa√ļde de Nobres n√£o foi brincadeira. Tem gente roendo as unhas pra falar e outras para saberem. Gatos, dizem que tem sete vidas, mas v√°rios deles j√° morreram por conta da curiosidade. Muita gente vai se

Economia ou oportunismo?

Apesar do clima de desconfiança que ronda o interesse dos políticos pela PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata da prorrogação do mandato de prefeito e vereadores até o ano de 2.022, há uma forte de tendência de que o objetivo possa ser alcançado. A proposta, de autoria do deput
Banner
Banner
Banner
Banner