You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

19/10/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial

Editorial

Um ano de muitas li√ß√Ķes

Entre o discurso e a pr√°tica h√° uma longa dist√Ęncia, e os fatos provaram isso ao m√©dico Jos√© Carlos da Silva, eleito prefeito de Nobres em 05 de outubro de 2.008, contrariando muitos progn√≥sticos. Sem conhecer os meandros pol√≠ticos e nem as exig√™ncias administrativas, que n√£o s√£o poucas, o cirurgi√£o come√ßou a percorrer um caminho √≠ngreme, tortuoso e escorregadio. Est√° sendo levado, cercado por assessores, alguns, com a mesma experi√™ncia que tinha o prefeito eleito, ou seja, quase nenhuma. Erros foram cometidos, por absoluta falta de comunica√ß√£o interna e por desinteresse de alguns poucos, em admitir que √© preciso dividir responsabilidades.

Um escorreg√£o pode ser fatal para o comprometimento da m√°quina p√ļblica. √Č preciso planejar, √© preciso pensar e repensar, de modo a ningu√©m acreditar que os erros que outros governantes cometeram no passado possam ser repetidos hoje, ou amanh√£. A gest√£o do ex-prefeito Devair Valim n√£o serve com refer√™ncia nenhuma e aquele que acredita que abusos administrativos possam ser cometidos, a realidade ser√° cruel para quem pensa assim.

O alerta n√£o √© para o prefeito Jos√© Carlos, mas para aqueles que est√£o encarregados de dar um rumo a essa gest√£o que a√≠ est√°. Ao menos, o prefeito Jos√© Carlos tem tido a humildade de reconhecer que o seu governo n√£o acertou e n√£o se alinhou com o Legislativo, conforme deixou explicitado durante um hiato nos trabalhos legislativos, quando se permitiu ao chefe do Executivo algumas explana√ß√Ķes. Foi na noite de 15 de dezembro, durante a sess√£o legislativa.

Aqueles que cercam o prefeito, que n√£o tentem coloc√°-lo sobre uma redoma de vidro, mas permita que ele seja de fato e por direito, um homem do povo; que governe estando em meio ao povo. √Č da√≠ que sai o aprendizado para as rela√ß√Ķes de respeito e de transpar√™ncia administrativa. 2.009 foi um ano que possibilitou ao prefeito conhecer quem s√£o seus aliados, o que querem do seu governo e para saber com quem pode contar junto ao Legislativo municipal.

Infelizmente, mudan√ßas ter√£o que ocorrer, para que o governo renove o f√īlego e parta c√©lere rumo √†quelas conquistas que n√£o vieram neste ano que se finda. 2.009 poderia ter sido melhor, mas n√£o foi um caso perdido e o prefeito tem algum saldo na conta da confian√ßa popular. Em 2.010, √© bom colocar mais cr√©dito nessa conta de confian√ßa para que ela n√£o fique no vermelho, e para que isso venha a acontecer, ser√° preciso corrigir rumos, alterar propostas e mudar algumas 'caras'; e n√£o s√≥ as 'caras', mas a quest√£o √© mesmo de compet√™ncia.

Gerir os destinos do munic√≠pio e operar com o dinheiro do povo, bem, isso n√£o se faz com uma confraria. Ser√° preciso aliar vontade, aud√°cia, compet√™ncia e tino pol√≠tico e administrativo para tocar adiante as pretens√Ķes populares, de ver o munic√≠pio avan√ßar, rumo a uma melhor realidade.

Infelizmente, a administração do prefeito José Carlos da Silva vai ter que aprender fazer política e melhorar no aspecto administrativo, evitando que toquemos num segredo, bem particular, de que nem sempre será possível pedir a intercessão do líder que é hoje Gilmarzinho da Ecoplan. O empresário tem outros compromissos e não pode cumprir o papel de fazer os "meninos" atravessarem a rua, mostrando, sempre, que é preciso observar a faixa de segurança.

Inegavelmente, Gilmarzinho √© atualmente a lideran√ßa pol√≠tica mais expressiva e mais popular em Nobres, mas isso tem um pre√ßo... o risco iminente do desgaste caso o governo atual n√£o se preocupe com a equaliza√ß√£o das suas a√ß√Ķes, j√° a partir do ano que vem.

S√≥ o fato de reconhecer que os acertos n√£o ocorreram como o desejado, dr. Z√© Carlos j√° ter√° dado sinais de que ter√° um novo planejamento a partir do ano que vem, mudando o que deve ser mudado e cobrando uma nova din√Ęmica aos que ficam. Isso √© uma necessidade e n√£o uma mera expectativa, ainda que doa em algu√©m. A C√Ęmara de Vereadores d√° sinais de que j√° ajudou, de que quer ajudar e de que pode refor√ßar a parceria para mais um ano. Logo...

Last Updated ( Saturday, 19 December 2009 10:40 )

 

Diversão sem violência

Duas audi√™ncias p√ļblicas e um mesmo objetivo, encontrar um consenso quanto √† realiza√ß√£o de eventos festivos na cidade e na zona rural. J√° foi aquele tempo em que alguns promotores de eventos criavam suas pr√≥prias datas e suas pr√≥prias leis, sem nenhuma preocupa√ß√£o para com aqueles que v√£o √†s festas se divertir e gastar. N√£o havia e ainda n√£o h√° uma plena preocupa√ß√£o com a viol√™ncia em ambientes onde algumas pessoas n√£o se respeitam e n√£o respeita ao seu pr√≥ximo, o que, comumente ocorre quando j√° √© alto o poder et√≠lico.

Last Updated ( Saturday, 28 November 2009 14:15 )

Read more...
Page 30 of 30

Trincheira LV

Curva Famosa Logo ap√≥s a aquela travessia pelo C√≥rrego Cocalzinho, tem-se o in√≠cio de uma curva acentuada com √Ęngulo bem acima dos 50¬ļ, segundo os nossos c√°lculos (Zero de Matem√°tica). √Č a denominada curva do Pocot√≥, bem pr√≥ximo √† Est√Ęncia ‚ÄúRabo de Fora‚ÄĚ (sei l√°, por qu√™?). A fama d

Imagem reversa

O setor industrial em Nobres tem a inten√ß√£o de mudar alguns conceitos e at√© pr√©-conceitos sobre a ind√ļstria da minera√ß√£o em Nobres. Sabe-se que o setor quer mostrar que n√£o √© o grande vil√£o da hist√≥ria e que contribui para a melhoria e o desenvolvimento do munic√≠pio. Na verdade, a ind√ļst
Banner
Banner
Banner
Banner