You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

20/08/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Editorial

Editorial

A droga roubando a puberdade

Para os mais frios e habituados com os dados estatísticos, esse foi mais um caso a acrescentar na lista das vítimas das drogas. Para a família da jovem morta por esganadura em Nobres, foi e ainda é a perda irreparável de uma ainda menina e já tombada pela insaciedade proporcionada pelas drogas.

Uma v√≠tima desse violento ambiente que costuma cooptar pessoas incautas em troca da facilidade para conseguir dinheiro, mas que no fim s√≥ privilegia o ‚Äúchefe‚ÄĚ e seus asseclas.

A droga parece estar chegando cada vez mais cedo na vida das pessoas que ainda nem atingiram a puberdade direito. Em Nobres, algumas meninas foram cooptadas para o transporte de drogas at√© Nova Mutum e nem chegaram de cumprir o trajeto e j√° foram apanhadas. Suas imagens foram expostas no whatssap e a partir da√≠, sup√Ķe-se que, por receio, algu√©m deve ter mandado que se livrasse daquela que poderia abrir o jogo.

A ‚Äúequipe‚ÄĚ que agiu para dar cabo da mo√ßa, ser√° que s√≥ esses estavam na parada?

Em Ros√°rio Oeste, not√≠cias d√£o conta do envolvimento de uma jovem que teria fugido antes de ir ao encontro do tratamento contra a depend√™ncia qu√≠mica. O aliciamento de menores pelo tr√°fico coloca em xeque a responsabilidade das autoridades em todos os n√≠veis e revela que a educa√ß√£o est√° distante do modelo idealizado atrav√©s das caras campanhas publicit√°rias do Governo Federal e sua ‚ÄúP√°tria Educadora‚ÄĚ.

Um modismo dos pol√≠ticos √© mais uma dessas f√°bulas que se conta por a√≠, sob a denomina√ß√£o de educa√ß√£o em tempo integral. Um dos programas do Governo Federal que se tornou mote de campanha, o Bolsa Fam√≠lia, est√° sendo cortado e o arrocho econ√īmico sobre a classe mais pobre, mal tem permitido o almo√ßo.

O Governo Federal e a sua m√°quina de fazer dinheiro em forma de imposto perde feio para o chamado ‚Äúcrime organizado‚ÄĚ, que domina as cidades, seja ela pequena, mediana ou metr√≥pole, sem que se tenha uma rea√ß√£o mais veemente contra o narcotr√°fico e sua ind√ļstria de transforma√ß√£o. De um quilo de droga pura, o batismo eleva essa quantidade para dois quilos ou mais.

√Č essa droga que √© comercializada fartamente no varejo e as autoridades na √°rea da seguran√ßa p√ļblica atuam, mas, infelizmente, as brandas leis nacionais praticamente abrem as portas dos pres√≠dios para os marginais.

Sem pol√≠ticas p√ļblicas s√©rias e efetivas na √°rea social, para a educa√ß√£o, os problemas sociais s√£o empurrados para a seguran√ßa p√ļblica, cujo contingente sempre ser√° menor diante da facilidade com que se consegue dinheiro atrav√©s do tr√°fico dom√©stico de drogas que se alia √† corrup√ß√£o de alguns poucos elementos que integram os organismos de seguran√ßa.

O Rio de Janeiro √© um exemplo claro de que a corrup√ß√£o mancha a corpora√ß√£o e coloca em risco todo e qualquer plano de seguran√ßa p√ļblica. Se isso fosse s√≥ privil√©gio do Rio de Janeiro, menos mal.√ā¬†

Enquanto isso, nas cidades de pequeno porte, casos como o dessa menina, morta por esganadura ap√≥s ser seviciada por um grupo de ‚Äúparceiros‚ÄĚ na mesma desgra√ßa, n√£o fazem a menor diferen√ßa para quem est√° em Bras√≠lia, usufruindo das picaretagens e do dinheiro que seria para investimento em pol√≠ticas p√ļblicas na √°rea da educa√ß√£o, na √°rea social e para aparelhamento dos organismos de seguran√ßa p√ļblica.

Quem chegar à fase adulta sem ser apanhado pelas teias das drogas ilícitas, cuide-se para que as lícitas não sejam em demasia... e dê-se graças a Deus pelo dom da vida.

 

De louco...

‚ÄúDizem que de louco todo mundo tem um pouco‚ÄĚ, segundo Augusto Branco. Como nem sempre √© poss√≠vel ganhar notoriedade por assumir posturas normais e ter atitudes iguais a de todo mundo, o cidad√£o tira uma onda de louco e produz o que lhe vem √†

Pré-requisitos básicos

Quem ser√° o futuro prefeito de Nobres? Qual √© o perfil do futuro gestor? O que se espera de um candidato a candidato? E como estar√° o munic√≠pio para receber esse novo gestor? S√£o questionamentos que surgem a partir do momento em que as paix√Ķes









‚ÄúVem, e segue-me...‚ÄĚ

A transfer√™ncia do governador Pedro Taques, do PDT para o PSDB, pode provocar uma revoada em dire√ß√£o ao ninho tucano, o mais novo abrigo daqueles que j√° se habituaram ao ritual de acompanhar prociss√£o, ainda que a sua ‚Äúf√©‚ÄĚ pol√≠tica n√£o se

Crise literal

A situa√ß√£o atual em que vive o estado brasileiro j√° n√£o √© apenas econ√īmica, mas avan√ßou pelo campo pol√≠tico, social e moral de consequ√™ncias desastrosas para o povo. A cada dia uma nova descoberta de casos de corrup√ß√£o e nem mesmo o futebo







Page 8 of 27

TRINCHEIRA LIV

TV Sujeita... ... a chuvas e trovoadas. E l√° naquele estabelecimento, o torcedor do Flamengo foi pra ver o jogo contra o Gr√™mio, aproveitando para degustar um bom vinho. E quando o Flamengo ia ao ataque, o vento derrubava o cabo de vassoura que segura a antena. Malandramente, o cabo de vassoura ca√

Raz√£o desconsiderada

O impasse gerado entre a categoria dos profissionais da Educa√ß√£o e o Executivo municipal est√° longe de terminar em Nobres. Nenhum dos dois lados cede e o prazo para que os alunos voltem a estudar est√° sendo esticado. As negocia√ß√Ķes est√£o emperradas e a crise entre educa√ß√£o e governo permane
Banner
Banner
Banner
Banner