You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

28/05/2020
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

O Técnico de Enfermagem no contexto comunitário

Por Lucilene Vargas

A atividade profissional do T√©cnico de Enfermagem, escolhida por diversos profissionais, acentuadamente, do sexo feminino, tem ajudado a salvar vidas e trata-se de uma classe que lida diretamente com os pacientes, seja nos hospitais, postos de sa√ļde, cl√≠nicas, laborat√≥rios ou cuidando de pacientes idosos em resid√™ncias. A contribui√ß√£o do T√©cnico de Enfermagem nos seus locais de trabalho √© o de aproximar o paciente do atendimento atrav√©s do m√©dico e no aux√≠lio a este com a pr√°tica profissional conquistada no curso. Bem, cada profissional sabe o que faz e reconhece a import√Ęncia do seu trabalho, por√©m, s√£o seres humanos e, portanto, est√£o sujeitos aos riscos que a profiss√£o oferece. O contato cotidiano com doentes e enfermidades diversas tornam o profissional vulner√°vel diante das doen√ßas, principalmente, aquelas consideradas infecto-contagiosas e que requerem cuidados e higieniza√ß√£o especiais aos que exercem essa atividade pelas condi√ß√Ķes insalubres de trabalho.

Mas, o conselho classista (Coren) poderia ser mais amplo na sua atividade, indo além da cobrança de anuidades, do fornecimento de Boletim Informativo correlato ou da proposta de defender a classe apenas quando haver necessidade de uma batalha jurídica. O técnico de enfermagem corre risco diário no atendimento a pacientes, nem sempre na plena capacidade das faculdades mentais, lida com pacientes em hospitais que apresentam quadro elevado de consumo de álcool, drogas ilícitas e que incitam a violência. Enfim, o técnico em enfermagem também fica doente e tem que esperar o mesmo prazo que esperam os pacientes quando marcam consultas que levam dias e até meses de espera.

S√£o mulheres, m√£es de fam√≠lia que por vezes tem jornada dupla de trabalho, no local de trabalho e em casa, sem direito a ficar doente e sem estressar, conforme pensam algumas pessoas. A sugest√£o √© que o Coren avance na sua √°rea de atua√ß√£o e busque mecanismos que amparem cada vez os profissionais sob sua tutela, como plano de sa√ļde, acesso r√°pido a atendimento e abertura de rela√ß√Ķes com o mercado comercial atrav√©s de conv√™nios com farm√°cias, cl√≠nicas, bancos, faculdades, enfim, que o Coren deixe de ser apenas um escrit√≥rio meramente burocr√°tico e recebedor de anuidades para dinamizar seu raio de a√ß√£o em favor dos seus associados.

Trata-se de uma sugestão para que a entidade classista busque novos horizontes, conduzindo essa valorosa classe a um patamar melhor dentro do contexto social e profissional mesmo que para isso tenha que criar setor desvinculado do Coren, mas que se vislumbre dias melhores para os profissionais que pagam sua anuidade que, espera-se, não seja apenas um escritório burocrático que possa oferecer um registro profissional, e só. Espera-se muito mais do Coren, de forma a conduzir os técnicos de enfermagem a uma condição pessoal e profissional cada vez melhor e com muito mais respeito no seu local de trabalho, com direito a horas extras, diárias de viagens e remuneração por trabalho além da escala normal.

 

Aquiles e seu calcanhar

O prefeito José Carlos da Silva, de todos os defeitos que possa ter, uma virtude pode ser contabilizada nele quando a análise estiver ligada ao sistema político e administrativo e é o seu respeito aos vereadores e ao Parlamento. Dr. José Carlos

Emendas e d√ļvidas

O cuiabano tem a mania de dizer: "quem bej√ī bej√ī, quem num bej√ī num beja mais". √Č coisa de final de festa, tal e qual as emendas parlamentares que s√£o endere√ßadas aos munic√≠pios, estas que s√≥ acontecem de quatro em quatro anos, justamente qua

Sem no√ß√£o de dist√Ęncia

Mirar a prefeitura e atingir o objetivo de se tornar prefeito de Nobres, essa tarefa se assemelha √†s letras do tema musical evang√©lico interpretado pela cantora Jamilli: "Conquistando o Imposs√≠vel". √Č um pr√™mio a vit√≥ria, pelo menos at√© antes

Senso e contra-senso

E l√° se foram 13 meses de gest√£o administrativa e todos os descontos que s√£o dados a um gestor inexperiente no tema administra√ß√£o p√ļblica. O prefeito Jos√© Carlos da Silva (PP) queira ele ou n√£o, dever√° acelerar no processo de execu√ß√£o de u







O poder das retalia√ß√Ķes e dos revanchismos

A popula√ß√£o de Nobres pode (e deve) continuar aprendendo com os pol√≠ticos locais e suas manobras, que muitos deles julgam passar despercebidas aos olhos do povo. J√° faz algum tempo que a C√Ęmara Municipal de Nobres, atrav√©s do voto popular, tem

TRINCHEIRA

Esfacelado
O Partido Progressista em Nobres est√° aos cacos e ainda h√° quem fale na reelei√ß√£o do prefeito Jos√© Carlos da Silva. O vereador Joel J√ļnior anda disparando para todos os lados, sem pensar nas feridas que causa a quem j√° t√™m feridas d




































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































Last Updated ( Saturday, 16 October 2010 14:35 )

Um ano de muitas li√ß√Ķes

Entre o discurso e a pr√°tica h√° uma longa dist√Ęncia, e os fatos provaram isso ao m√©dico Jos√© Carlos da Silva, eleito prefeito de Nobres em 05 de outubro de 2.008, contrariando muitos progn√≥sticos. Sem conhecer os meandros pol√≠ticos e nem as ex

Last Updated ( Saturday, 19 December 2009 10:40 )

Diversão sem violência

Duas audi√™ncias p√ļblicas e um mesmo objetivo, encontrar um consenso quanto √† realiza√ß√£o de eventos festivos na cidade e na zona rural. J√° foi aquele tempo em que alguns promotores de eventos criavam suas pr√≥prias datas e suas pr√≥prias leis, s

Last Updated ( Saturday, 28 November 2009 14:15 )

Read more...
Page 39 of 39

TRINCHEIRA LVII

Fatos Novos Tem gente se roendo para saber como anda os bastidores da política em Nobres. Parece que não há céu de brigadeiro e muita gente anda acreditando em revolução. Será mesmo? Muito boato sendo espalhado e nada de novo, salvo a confirmação daquilo que todos já sabiam, que Esmeraldo f

Protagonismo democr√°tico

A construção de uma quantidade está longe de representar qualidade, mas é possível estabelecer uma amálgama entre esses dois elementos? Quando o cenário é político, a fusão de quantidade e qualidade talvez ocorra, mas só será possível medir esse resultado quando todas as variantes se co