You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

20/07/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Entretenimento

Fatos Sociais

Uma Capital sem identidade

Como vai ser ou estar Cuiab√° em 2.030 ou daqui a 20 anos, como queiram? A capital de Mato Grosso est√° perdendo a sua identidade e se transformando numa cidade sem passado, com o centro velho sendo tomado pela marginalidade. As ruas Volunt√°rios da P√°tria, 7 de Setembro, Campo Grande, Beco do Candeeiro, Travessa 21 de Abril, antigo centro comercial de Cuiab√° est√° tomado pela marginalidade, com pontos de prostitui√ß√£o, pontos de vendas de drogas, cassinos e verdadeiros muquifos utilizados como local para "trotoir" e garotas de programas e noiados tomando de assalto aquele setor da cidade, mudaram o panorama ali. Assassinatos passaram a ser frequentes ali e o √ļltimo deles, ocorrido na noite de 09 de mar√ßo, bem pr√≥ximo da Igreja de S√£o Benedito, na conflu√™ncia da 7 de Setembro com a Volunt√°rios da P√°tria, tirou a vida de um cabo PM, do Gefron.

H√° mais de 20 anos funcionavam alguns prost√≠bulos ali, conhecidos como "escrit√≥rio", com determinado im√≥vel sendo de propriedade de um ent√£o delegado de pol√≠cia. S√≥ que a coisa piorou e ali predomina a malandragem, em todos os sentidos, com becos e vielas sendo usados para uso de drogas l√≠citas e il√≠citas, e quem se arriscar a passar por ali, de dia ou de noite, corre o risco de ser assaltado. A velha e rom√Ęntica Cuiab√° que predominou at√© os anos 70 deu lugar a uma cidade violenta e sem valores, nem √©ticos, nem morais, culturais muito menos, porque at√© a velha Pra√ßa da Rep√ļblica n√£o pode mais ser utilizada a noite porque virou mict√≥rio e morada para andarilhos e desocupados.

No entorno das ruas citadas acima, o grau de viol√™ncia √© elevado e predomina ali toda sorte de picaretagem, desde golpistas, gente que opera com saidinha de banco, varejistas de drogas, prostitui√ß√£o, enfim, a nata do lixo. A presen√ßa do policial militar ali, a paisana, numa abordagem a tr√™s marginais, culminou com a morte do policial e com a revela√ß√£o de que aquela parte da cidade est√° cada vez mais contaminada. Nos anos 50, o bairro Ba√ļ se tornou famoso por abrigar os cabar√©s, alguns, luxuosos e frequentados por mulheres vindas de outros estados, algumas delas, hoje, casadas, av√≥s e pertencentes a parte alta da sociedade. Nada de mais essa mudan√ßa de ares. Ali, na avenida da Prainha, no ponto de √īnibus pr√≥ximo a subida da Cel. Escol√°stico, at√© os anos 70, existia uma edifica√ß√£o, estilo colonial, onde funcionava um famoso cabar√© nos anos 40. Mais adiante, no bairro Ba√ļ (fundos da Igreja do Ros√°rio), a festan√ßa era grande e local preferido para a fuga de alguns maridos s√©rios, bem ao tipo do tradicional ponto comandado pelo conhecido Z√≥zimo, de grata mem√≥ria, aqui em Nobres, e que Deus o tenha.

Até os anos 70, era comum os cuiabanos conhecer a Livraria Pepe, da família Hugueney de Siqueira, na rua 7 de Setembro. Na Campo Grande eram lojas e bares onde comerciantes, nos fins de tarde, jogavam bozó e dominó nas proximidades de uma loja tradicional daqueles anos, a Kotinha Aviamentos. Existia ali a Gráfica Nacional, a Parrons Calçados, alfaiatarias, sapatarias, enfim, o local era pacato e sem marginais, esses que hoje dominam essa parte da cidade tal e qual o bairro Alvorada, nas proximidades do Terminal Rodoviário de Cuiabá, que é um dos inferninhos de Cuiabá.

Lamentavelmente, é essa a Cuiabá que ainda temos e que preparamos para a Copa de 2.014, sem identidade com o seu passado recente, abandonada, fedorenta, mal cuidada e que também parece que não tem vereadores. Aliás, tem mas eles preferem surrupiar o dinheiro do povo e sair pela porta do fundo através de mandato cassado.

E l√° se foi a Cuiab√° de Dom Aquino Corr√™a, da prof¬™ Ol√≥ (Aureolina Eust√°cia Ribeiro), do dr. Cl√≥vis Pitaluga de Moura; de Rubens de Mendon√ßa; de Benedito da Silva Freire; de Maria Taquara; de Z√© Bolo Fl√ī; de dona Bem Bem, enfim, a nossa Cuiab√° do velho Sayonara, do Clube Feminino, do Mixto Esporte Clube, do Clube Dom Bosco. Morremos a cada dia com essa cidade, tamb√©m maravilhosa e que um dia tamb√©m j√° encantou a todos n√≥s, natos ou naturalizados.

Com conter a violência e como acabar com essa "boca do lixo" em pleno centro da cidade? Vai que é sua, Wilson Santos.

 

Nobres prepara festa para brindar sucesso do evento mais esperado dos √ļltimos anos

Nobres prepara festa para brindar sucesso do evento mais esperado dos √ļltimos anos

A assinatura do convênio que dará direito à realização do georreferenciamento no município de Nobres foi apenas o pontapé inicial ao processo que se desencadeará a partir da assinatura da ordem de serviço para a liberação dos recursos. Ess

Last Updated ( Monday, 30 November 2009 12:59 )

Read more...

PUBLICA√á√ÉO: LICEN√áA PR√ČVIA E LICEN√áA DE INSTALA√á√ÉO (LP) E (LI)

LICEN√áA PR√ČVIA E LICEN√áA DE INSTALA√á√ÉO (LP) E (LI)

A Prefeitura Municipal de Nobres ‚Äď CNPJ n.¬ļ 03.424.272/0001-07, torna p√ļblico que requereu junto a SEMA ‚Äď Secretaria Estadual do Meio Ambiente, a Licen√ßa Pr√©via e Licen√ßa de Instala√ß√£o

Last Updated ( Monday, 15 January 2018 18:06 )

Page 11 of 11

TRINCHEIRA LIV

Troca de Farpas Todos estavam no mesmo barco para destronar Silval Barbosa (MDB), agora, todos se voltaram contra Pedro Taques e a união histórica entre PMDB e PFL volta a acontecer só que, com a maquiagem da mudança de nome embora os ocupantes das naus sejam os mesmos. A política mato-grossense

Raz√£o desconsiderada

O impasse gerado entre a categoria dos profissionais da Educa√ß√£o e o Executivo municipal est√° longe de terminar em Nobres. Nenhum dos dois lados cede e o prazo para que os alunos voltem a estudar est√° sendo esticado. As negocia√ß√Ķes est√£o emperradas e a crise entre educa√ß√£o e governo permane