You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

19/10/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

O Técnico de Enfermagem no contexto comunitário

Por Lucilene Vargas

A atividade profissional do T√©cnico de Enfermagem, escolhida por diversos profissionais, acentuadamente, do sexo feminino, tem ajudado a salvar vidas e trata-se de uma classe que lida diretamente com os pacientes, seja nos hospitais, postos de sa√ļde, cl√≠nicas, laborat√≥rios ou cuidando de pacientes idosos em resid√™ncias. A contribui√ß√£o do T√©cnico de Enfermagem nos seus locais de trabalho √© o de aproximar o paciente do atendimento atrav√©s do m√©dico e no aux√≠lio a este com a pr√°tica profissional conquistada no curso. Bem, cada profissional sabe o que faz e reconhece a import√Ęncia do seu trabalho, por√©m, s√£o seres humanos e, portanto, est√£o sujeitos aos riscos que a profiss√£o oferece. O contato cotidiano com doentes e enfermidades diversas tornam o profissional vulner√°vel diante das doen√ßas, principalmente, aquelas consideradas infecto-contagiosas e que requerem cuidados e higieniza√ß√£o especiais aos que exercem essa atividade pelas condi√ß√Ķes insalubres de trabalho.

Mas, o conselho classista (Coren) poderia ser mais amplo na sua atividade, indo além da cobrança de anuidades, do fornecimento de Boletim Informativo correlato ou da proposta de defender a classe apenas quando haver necessidade de uma batalha jurídica. O técnico de enfermagem corre risco diário no atendimento a pacientes, nem sempre na plena capacidade das faculdades mentais, lida com pacientes em hospitais que apresentam quadro elevado de consumo de álcool, drogas ilícitas e que incitam a violência. Enfim, o técnico em enfermagem também fica doente e tem que esperar o mesmo prazo que esperam os pacientes quando marcam consultas que levam dias e até meses de espera.

S√£o mulheres, m√£es de fam√≠lia que por vezes tem jornada dupla de trabalho, no local de trabalho e em casa, sem direito a ficar doente e sem estressar, conforme pensam algumas pessoas. A sugest√£o √© que o Coren avance na sua √°rea de atua√ß√£o e busque mecanismos que amparem cada vez os profissionais sob sua tutela, como plano de sa√ļde, acesso r√°pido a atendimento e abertura de rela√ß√Ķes com o mercado comercial atrav√©s de conv√™nios com farm√°cias, cl√≠nicas, bancos, faculdades, enfim, que o Coren deixe de ser apenas um escrit√≥rio meramente burocr√°tico e recebedor de anuidades para dinamizar seu raio de a√ß√£o em favor dos seus associados.

Trata-se de uma sugestão para que a entidade classista busque novos horizontes, conduzindo essa valorosa classe a um patamar melhor dentro do contexto social e profissional mesmo que para isso tenha que criar setor desvinculado do Coren, mas que se vislumbre dias melhores para os profissionais que pagam sua anuidade que, espera-se, não seja apenas um escritório burocrático que possa oferecer um registro profissional, e só. Espera-se muito mais do Coren, de forma a conduzir os técnicos de enfermagem a uma condição pessoal e profissional cada vez melhor e com muito mais respeito no seu local de trabalho, com direito a horas extras, diárias de viagens e remuneração por trabalho além da escala normal.

 

Aquiles e seu calcanhar

O prefeito José Carlos da Silva, de todos os defeitos que possa ter, uma virtude pode ser contabilizada nele quando a análise estiver ligada ao sistema político e administrativo e é o seu respeito aos vereadores e ao Parlamento. Dr. José Carlos

Emendas e d√ļvidas

O cuiabano tem a mania de dizer: "quem bej√ī bej√ī, quem num bej√ī num beja mais". √Č coisa de final de festa, tal e qual as emendas parlamentares que s√£o endere√ßadas aos munic√≠pios, estas que s√≥ acontecem de quatro em quatro anos, justamente qua

Sem no√ß√£o de dist√Ęncia

Mirar a prefeitura e atingir o objetivo de se tornar prefeito de Nobres, essa tarefa se assemelha √†s letras do tema musical evang√©lico interpretado pela cantora Jamilli: "Conquistando o Imposs√≠vel". √Č um pr√™mio a vit√≥ria, pelo menos at√© antes

Senso e contra-senso

E l√° se foram 13 meses de gest√£o administrativa e todos os descontos que s√£o dados a um gestor inexperiente no tema administra√ß√£o p√ļblica. O prefeito Jos√© Carlos da Silva (PP) queira ele ou n√£o, dever√° acelerar no processo de execu√ß√£o de u







O poder das retalia√ß√Ķes e dos revanchismos

A popula√ß√£o de Nobres pode (e deve) continuar aprendendo com os pol√≠ticos locais e suas manobras, que muitos deles julgam passar despercebidas aos olhos do povo. J√° faz algum tempo que a C√Ęmara Municipal de Nobres, atrav√©s do voto popular, tem

TRINCHEIRA

Esfacelado
O Partido Progressista em Nobres est√° aos cacos e ainda h√° quem fale na reelei√ß√£o do prefeito Jos√© Carlos da Silva. O vereador Joel J√ļnior anda disparando para todos os lados, sem pensar nas feridas que causa a quem j√° t√™m feridas d




































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































Last Updated ( Saturday, 16 October 2010 14:35 )

Um ano de muitas li√ß√Ķes

Entre o discurso e a pr√°tica h√° uma longa dist√Ęncia, e os fatos provaram isso ao m√©dico Jos√© Carlos da Silva, eleito prefeito de Nobres em 05 de outubro de 2.008, contrariando muitos progn√≥sticos. Sem conhecer os meandros pol√≠ticos e nem as ex

Last Updated ( Saturday, 19 December 2009 10:40 )

Diversão sem violência

Duas audi√™ncias p√ļblicas e um mesmo objetivo, encontrar um consenso quanto √† realiza√ß√£o de eventos festivos na cidade e na zona rural. J√° foi aquele tempo em que alguns promotores de eventos criavam suas pr√≥prias datas e suas pr√≥prias leis, s

Last Updated ( Saturday, 28 November 2009 14:15 )

Read more...
Page 38 of 38

Trincheira LV

Curva Famosa Logo ap√≥s a aquela travessia pelo C√≥rrego Cocalzinho, tem-se o in√≠cio de uma curva acentuada com √Ęngulo bem acima dos 50¬ļ, segundo os nossos c√°lculos (Zero de Matem√°tica). √Č a denominada curva do Pocot√≥, bem pr√≥ximo √† Est√Ęncia ‚ÄúRabo de Fora‚ÄĚ (sei l√°, por qu√™?). A fama d

Imagem reversa

O setor industrial em Nobres tem a inten√ß√£o de mudar alguns conceitos e at√© pr√©-conceitos sobre a ind√ļstria da minera√ß√£o em Nobres. Sabe-se que o setor quer mostrar que n√£o √© o grande vil√£o da hist√≥ria e que contribui para a melhoria e o desenvolvimento do munic√≠pio. Na verdade, a ind√ļst