You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

22/03/2019
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

‚ÄúTentativa de Defini√ß√£o‚ÄĚ

Uma boa mem√≥ria √© aquela capaz de resgatar fatos do passado sem perder o foco no tempo presente. E, de repente, veio-nos √† mem√≥ria essas palavras, repetidas pelo inesquec√≠vel jornalista/radialista Alves de Oliveira, em sua ‚ÄúCr√īnica do Meio Dia‚ÄĚ, pela R√°dio ‚ÄúA Voz do Oeste‚ÄĚ, de Cuiab√°, que sumiu do mapa. Alves de Oliveira foi fundador do jornal Di√°rio de Cuiab√°, e foi assassinado em 1969, nas proximidades da emissora de r√°dio, onde trabalhava, √† Rua 13 de Junho, centro de Cuiab√°.

Ele (Alves) costumava citar esse termo: ‚Äútentativa de defini√ß√£o‚ÄĚ e dizia ainda uma frase feita em que mencionava que ‚Äúa cidade vive dos que vivem nela‚ÄĚ. Nos dias de hoje, em Nobres, quem mora nesta cidade, que d√° vida ao lugar, obviamente, as pessoas, ricas, pobres ou remediadas e mesmo aquelas n√£o remediadas por falta de rem√©dios ou de dinheiro para aquisi√ß√£o, aguardam por uma pol√≠tica de defini√ß√£o da atual administra√ß√£o. N√£o aquela defini√ß√£o se vai ou se fica, mas a defini√ß√£o de uma pol√≠tica de governo em que se fa√ßa pol√≠tica e tamb√©m se defina as pol√≠ticas p√ļblicas e um planejamento das a√ß√Ķes de governo para os pr√≥ximos dois anos.

A administra√ß√£o do prefeito Sebasti√£o Gilmar entra num momento em que urge a necessidade de reavalia√ß√£o sobre a primeira fase do governo e como se planejar√° o bi√™nio, que est√° no seu limiar. Secret√°rios municipais e o prefeito Sebasti√£o Gilmar precisam encontrar um momento para in√≠cio de uma reavalia√ß√£o sobre passado, presente e futuro. O que foi feito, se fez ou o que ficou por fazer, como forma de tentativa de defini√ß√£o em rela√ß√£o ao futuro. √Č preciso planejar e ao mesmo tempo fazer com que o planejamento deixe o papel e se torne realidade.

Uma boa administra√ß√£o √© aquela em que a unidade predomina aos interesses meramente pessoais e se sobrep√Ķe √† vaidade individual. Uma administra√ß√£o que seja razo√°vel ou que se caminhe pensando em avan√ßar, precisa de reavalia√ß√£o e de tentativa de defini√ß√£o quanto √† forma√ß√£o de um grupo homog√™neo, que tenha percep√ß√£o e sensibilidade externa, al√©m do olhar meramente interior, para o brilho dos pr√≥prios sapatos. N√£o se recomenda nenhuma ruptura abrupta ou qualquer coisa semelhante, mas √© preciso cobrar foco e evitar o que se caracteriza como preju√≠zo no voleibol, a perda de foco e a consequente perda do ‚Äėset‚Äô. Daqui pra frente, cada m√™s pode significar um ‚Äúset point‚ÄĚ em um jogo onde ser√° preciso vencer e vencer.

√Č de se acreditar que neste jogo, quem esteja focado nele seja apenas o prefeito Sebasti√£o Gilmar e alguns poucos. Enquanto gestor, o prefeito tem o olhar voltado para o cumprimento de metas propostas, j√° uns e outros, s√≥ olham para o presente, sem nenhuma preocupa√ß√£o com a unidade em torno de objetivos comuns a todos os que est√£o na mesma ‚Äúbatalha‚ÄĚ. √Č proibido olhar e tentar ver al√©m do horizonte quando √© preciso foco sobre o que est√° vis√≠vel aos olhos de cada um, que √© a pr√°tica de um governo onde o interesse p√ļblico esteja acima de todos os outros prop√≥sitos. Uma boa orquestra √© aquela em que os m√ļsicos est√£o comprometidos com a partitura, com o afinamento e com as notas que emitir√£o o som conciliador aos ouvidos do p√ļblico.

Em resumo, por agora, apenas o ‚Äúmaestro‚ÄĚ est√° focado no trabalho e os seus m√ļsicos, salvo exce√ß√Ķes, preocupados apenas em se apresentar bem; mas, individualmente, toda a sonata estar√° comprometida. Ent√£o, √© hora de se passar de uma tentativa de defini√ß√£o para uma reavalia√ß√£o de tudo, com a inten√ß√£o de se promover um ‚Äúconcerto‚ÄĚ √† altura de uma orquestra que se preze. Mas para que isso ocorra, √© preciso ‚Äúconsertar‚ÄĚ o que se apresenta desconsertado. D√≥, R√©, Mi, F√°, S√≥, L√°, Si... Deus quiser isso vai ocorrer.

Apenas sugest√£o.

 

O que Nobres espera

Independentemente de quem seja o futuro governador de Mato Grosso, a população de Nobres espera que os nossos deputados, que serão eleitos e reeleitos, deixem de se utilizar do município e de sua gente apenas para conquistar votos e ludibriar a a

Trincheira XL

Carcaças Previdenciárias

Desde o velho e desaparecido Ipemat que Mato Grosso est√° √†s voltas com a ‚Äúm√£o leve‚ÄĚ sobre o dinheiro dos fundos de previd√™ncia. MT Sa√ļde, MT Prev, Bemat, Matoveg, todas essas institui√ß√Ķes foram esbulhadas pelos go












Last Updated ( Wednesday, 14 January 2015 19:02 )

Por uma nova vis√£o social

Todos os encaminhamentos e a percepção de que o Rotary Club de Nobres estampa uma nova visão social em relação ao município de Nobres só reforçam o papel que o clube de serviço já vem desempenhando ao longo dos anos nesta terra, carente da

Anos de constrangimento e dor

Dois munic√≠pios pr√≥ximos, separados por um C√≥rrego Seco, com as respectivas cidades distantes apenas 18 kms e com interesses sociais e econ√īmicos em comum. Juntos, os munic√≠pios de Ros√°rio Oeste e Nobres somam uma popula√ß√£o pr√≥xima dos 35 mi

À Caminho do Emparedamento

A d√≠vida p√ļblica municipal cresce, assustadoramente, na maioria dos munic√≠pios brasileiros e os gestores municipais ter√£o que produzir "m√°gicas" para que as parcas receitas municipais fa√ßam face √†s despesas, que s√≥ tendem a crescer dentro de

À Caminho do Emparedamento

A d√≠vida p√ļblica municipal cresce, assustadoramente, na maioria dos munic√≠pios brasileiros e os gestores municipais ter√£o que produzir "m√°gicas" para que as parcas receitas municipais fa√ßam face √†s despesas, que s√≥ tendem a crescer dentro de

Entulhos da Inconsciência

A cidade de Nobres, em diversos bairros, notadamente no São José, ainda respira ares de cidade provinciana, assim mesmo, dependendo da comparação com qual cidade se possa fazer. Mas, a verdade é que as pessoas já se habituaram a retirar galhos,

Last Updated ( Sunday, 08 June 2014 12:11 )

Trincheira XXXIX

 

Diferenças Notórias

 

Como pode um candidato ‚Äúcomprar‚ÄĚ a pr√≥pria elei√ß√£o, saindo do anonimato √† popularidade com gastos exorbitantes e aos olhos de todos. A corrida eleitoral √© desigual em todos os cargos, mas para deputado estadual √© d√






Last Updated ( Saturday, 13 September 2014 13:08 )

Page 9 of 37

Trincheira LV

Ilusionismo Uma infinidade de virtuais candidatos a vereador tem acreditado que o eleitor de Nobres seja ‚Äúleso das ideias‚ÄĚ e passam a buscar cabelo em ovo para se mostrar preocupado com a cidade. Deve ser mais uma dessas crises de ilusionismo que acomete alguns pretensos candidatos a m√°gico. N√£

Silêncio conveniente

Como o ar por aqui tem em seu contexto químico metade de oxigênio e outra metade de política, parece até estranho, até agora, esse silêncio sobre candidaturas majoritárias. Ninguém fala sobre o assunto sucessão municipal e ao menos um candidato segue a sua rotina, desde o ano de 2017, posici