You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

27/02/2020
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

Tráfego pesado, buracos e críticas

A cidade de Nobres convive há anos com um “jogo de empurra” interminável da classe política e os resultados práticos disso tudo estão nas avenidas centrais da cidade, onde os buracos proliferam a cada estação chuvosa e onde estão implantados os pavimentos antigos, tanto quanto a infraestrutura viária, meio de “mentirinha”, como engodo à criança.

Tráfego pesado sobre asfalto velho, não se trata de parábola, mas de uma realidade que está clara aos olhos de todos, com buracos aos montes e em cada esquina das estreitas ruas de uma cidade sem planejamento estão às marcas deixadas pelas carretas, algumas com ao menos 20 metros de comprimento, “patrolando” literalmente as chamadas bocas-de-lobo ou ponto de recepção de águas pluviais.

Uma lei foi criada para conter o tráfego pesado, mas parece que só serviu a adorno de gaveta, tornando inócua com a ação do tempo; mesma ação exercida sobre os velhos pavimentos existentes na cidade, pressionados pelas altas tonelagens que estão sobre as carrocerias das carretas que trafegam livremente pela cidade.

A lei não é aplicada, os pavimentos velhos cedem e as críticas surgem, principalmente porque além da pressão exercida pela população, os caminhões e suas cargas também fazem pressão sobre pavimentos de qualidade duvidosa, onde a quantidade não está na mesma proporção da qualidade, e geram todas as críticas, algumas, postadas de forma abusiva.

E aí vêm algumas perguntas: “Para que a lei?”. “Qual seria o papel e a finalidade da associação dos caminhoneiros e os seus famosos eventos festivos?”. A Câmara de Vereadores precisa convocar o comando da entidade que representa os caminhoneiros para dialogar e buscar alternativas sobre a questão e já passaria da hora esse encontro, cobrando prestação de contas e uma posição da entidade. É hora de romper com o comodismo em nome da comunidade.

E a Polícia Militar, onde entraria nessa questão? E o DTTU, qual posição teria para esse fato? E o que o Rotary Club, Maçonaria e a sociedade organizada apresentaria como sugestão em relação ao tráfego pesado?

A comunidade, além de conter essa escalada, teria o papel de enfrentar o “dragão” de frente, evitando o papel do comodismo de atirar pedra através das redes sociais. A quem interessaria a “baixaria” através das redes sociais quando todos estão na mesma nau (dos insensatos), cada qual com a sua parcela de culpa, principalmente com relação a qualidade dos pavimentos implantados em Nobres?

Os futuros prefeitos enfrentarão os mesmos desgastes e não há governo, nem federal e nem estadual, disposto a “ajudar” um município onde ninguém se ajuda.

Algumas das respostas e boa parte dos nossos males estão aqui mesmo, vistos claramente sob a ótica da omissão. Se olhar para trás não é conveniente, depende de quem assim entenda; no presente estão as consequências do passado e elas estarão entre aqueles que viverão no futuro, onde não se recomenda (mesmo!), é voltar atrás e permitir que aqueles que já reinaram (e como reinaram) e deixaram o seu legado, presente no cotidiano de todos nós, continuem a sonhar com a volta ao poder.

 

TRINCHEIRA XLI

Cenário em Transição

A mudança de partido do governador Pedro Taques, saindo do PDT para o PSDB ou PSB pode provocar mudanças consideráveis no cenário político mato-grossense e por aqui, por Nobres, caso ele prefira tucanear. Como será que vÃ

Last Updated ( Wednesday, 08 April 2015 01:10 )

Do lado de cá do horizonte

A cidade de Nobres ou qualquer outra do interior do Brasil que tenha um gestor que preze pelo voto do eleitor, não vai, jamais, executar obras que não sejam vistosas, faraônicas ou estilosa, feito um elefante branco na paisagem de alguma savana, p

No nosso tempo...

No nosso tempo...
Read more...

E no Jardim do Éden...

Há um certo tempo atrás, em busca de votos dos eleitores de Nobres, um candidato teve a infelicidade de citar uma frase que se tornaria desagradável com o tempo, numa comparação absurda e equivocada entre Bonito, no Mato Grosso do Sul, e Nobres,

Pais salvem seus filhos que a guerra vai começar

Violência nos estádios gera morte. Estamos indignados e contra a violência no futebol, que tem ganhado as ruas na forma de brigas violentas entre torcidas organizadas.

         Membros de torcidas organizadas têm usado a internet para marc

“Tentativa de Definição”

Uma boa memória é aquela capaz de resgatar fatos do passado sem perder o foco no tempo presente. E, de repente, veio-nos à memória essas palavras, repetidas pelo inesquecível jornalista/radialista Alves de Oliveira, em sua “Crônica do Meio Di

O que Nobres espera

Independentemente de quem seja o futuro governador de Mato Grosso, a população de Nobres espera que os nossos deputados, que serão eleitos e reeleitos, deixem de se utilizar do município e de sua gente apenas para conquistar votos e ludibriar a a

Trincheira XL

Carcaças Previdenciárias

Desde o velho e desaparecido Ipemat que Mato Grosso está às voltas com a “mão leve” sobre o dinheiro dos fundos de previdência. MT Saúde, MT Prev, Bemat, Matoveg, todas essas instituições foram esbulhadas pelos go












Last Updated ( Wednesday, 14 January 2015 19:02 )

Page 10 of 39

Trincheira LVI

DEM Ativo A vitória de Mauro Mendes ao Governo de Mato Grosso e a ida de Fábio Garcia para o DEM que já tinha Júlio e Jayme, Dilmar e outros, pode ter causado um efeito positivo. Em Nobres, o DEM também ganhou status de grandeza com a ida de Gilmarzinho da Ecoplan e da esposa Eva para a sigla, j

O turismo ‘ofendido’

Quando se busca assentar a atividade turística em bases sólidas, com a sedimentação de uma organização que seja o ponto marcante da implantação do turismo no município de Nobres, acontecimentos nefastos empanam o brilho de um trabalho que levou anos para se organizar. O otimismo da administr