TRINCHEIRA LII

Monday, 10 July 2017 19:28 Benedito
Print

Plantão

A administração municipal de Nobres está com o setor de tributos e arrecadação com funcionários se revezando em busca de melhorar o caixa através do Refis, que é quando as dívidas com impostos municipais podem ser renegociadas com generosos descontos de 90% de isenção de multas e de juros. O poder público municipal quer terminar o ano com um mínimo de inadimplência em relação às taxas e impostos municipais.

- Descontos de 90% nas dívidas em atraso são bem generosos.

Turbulência

A administração municipal de Nobres enfrenta a sua primeira turbulência a partir das críticas por conta da readequação salarial do primeiro escalão da administração municipal. Executivo e Câmara de Vereadores estão nas redes sociais como vilões de uma história que começa com a proposta enviada ao crivo dos vereadores e aprovada por maioria absoluta. Nada de novo entre verba indenizatória e diária, que sai uma coisa pela outra. Isto é, com verba indenizatória e sem diária... os dois, não póóóódee.

- É como diria o filósofo... não confundir em torno com entorno... e nem regra com égua, e menos ainda, alhos com bugalhos.

Turbulência II

Nenhum governo passará incólume a nenhum tipo de crítica. É como diria o falecido ex-presidente do Corinthians, Vicente Matheus: “se está na chuva, é pra se queimar...”. Nem por isso o governo deixará de readequar os salários, cortando, de outra parte, as diárias. Os parlamentares devem encarar essa realidade de frente, sem se passar por vítima já que sabiam dos bônus e também dos ônus que a função oferece.

- O que está feito... feito está.

É Pouco, né?

De acordo com o site RDNews: “A gestão Tatá Amaral em Poconé tem sido uma verdadeira farra. O próprio prefeito se articula para aumentar o seu salário, de R$ 13 mil para R$ 20,8 mil. E já encaminhou para a Câmara o projeto 32, com data desta segunda (18), criando verba indenizatória para ele próprio, de R$ 7,8 mil; para os secretários (R$ 2 mil), aos adjuntos (R$ 1,1 mil); aos diretores (R$ 660 reais); para os chefes distritais e até para secretária de gabinete (R$ 500 reais)”.

- Tá na moda.

É Pouco, né? II

Ainda, de acordo com o que está no RD News: “Tem mais: coordenadores, outras chefias e assessores também vão ter direito a reembolso de R$ 200 reais. O vice-prefeito não ficará de fora. Passará a ter os mesmos direitos do titular, quando vier a substitui-lo, e poderá receber R$ 2 mil em missão oficial fora do município. O projeto deve ser votado pelos vereadores nesta quarta. Além de campeão em nepotismo, Tatá está se notabilizando como "Rei de VI". Enquanto só pensa no bolso, Poconé, sob uma gestão pífia, pede socorro. Quase todas as ruas estão sujas e esburacadas e sem iluminação e a saúde enfrenta o caos”.

- Aí sim, é bom, atingiu a galera toda.

Enrolados

Das duas é uma, ou as agências de publicidade são enroladas ou são os seus clientes é que não são lá bons pagadores. Gostam da visibilidade pública, mas na hora de pagar, aí a coisa complica. No último ano da gestão de Silval Barbosa foi um festival de calotes em empresas jornalísticas em todo o Estado. Essa, de vender gato por lebre, e ainda levar “chapéu” dos políticos é coisa não encomendada.

- Aliás, a credibilidade na política anda abaixo de c.. de cachorro alguns centímetros.

Cedo Ainda?

A verdade é que já começa a causar reboliço essa conversa de que Marcos Cheba possa ser um virtual candidato ao Legislativo em 2020. Mas já há comentários nesse sentido, levando-se em conta esse seu papel de liderança junto ao governo municipal. Será mesmo? Isso não é incomodante ou seria muito cedo? Há muita importância em não afirmar, mas questionar, inquirir sobre possibilidades diante da visibilidade que vem tendo o chefe de Gabinete.

- Vamos aguardar pelos próximos capítulos.

Dúvidas

Causou muita conversa, buchichos, aliás, a fase inicial da implantação das placas de sinalização turística. Houve quem dissesse ser semáforo com câmera para conter a euforia dos empinadores de motos e velocistas em automóveis. Depois de visto o conjunto da obra, a onda especulatória expirou. Fica bem para uma cidade turística as informações necessárias a quem chega. E aí, como vai o nosso inglês?

- I dont understand. Je ne comprend pas.

Bastidores

Seria fato, mesmo, que uns e outros parlamentares estariam em “pé-de-guerra?”. Pelo que se vê, tudo caminha bem e o diálogo tem sido o forte para que Executivo e Legislativo mantenham a política de boa vizinhança. Assim sendo, nenhuma especulação terá fundamento, salvo as intrigas, comuns nesse “metiê”.

- Então, nada de recuar a bola para o goleiro... é pra frente.

Sei Não

Muito se tem visto alguns adultos em busca de diversão com treinamentos de guerra. Tirinhos com bolas cor-de-rosa choque pra cá e pra lá. Nos velhos tempos, antes da Era dos Pablo Vittar, a “guerra” era com mamona. Agora, os rapazes com claros sinais de “serenidade precoce”, dão tirinhos pra cá e pra acolá.

- Arma de verdade é fabricada pela Tramontina... aquelas enxadas bem bacana para curar o ócio. Uuuuiii!!!!!

Magoou

Funcionário público municipal sendo preterido no atendimento à saúde pública, isso não dá pra esconder, mesmo. Não se pede privilégios, mas também não é difícil imaginar em relação àqueles que não reclamam. Urge correções ao invés de “varrer” isso daí para debaixo do tapete. E nada de puxar tapete.

- Nas nossas imperfeições é que conhecemos algumas das nossas boas razões, se se tiver. Não conto, não conto... magoei.

Ritual

Essa é das antigas, mas ainda se pratica hoje... o funcionário torcer e até praticar a dança da chuva para não ter evento em uma certa repartição pública. Antigamente, para não perder o baile, era costume pendurar sapato no armador de rede como simpatia para não chover. Mas essa, da dança da chuva, não sabia.

- Às vezes você pensa que já viu de tudo e vai ver... falta muita coisa ainda.

Coisas Nossas

Uma alta patente (não se sabe se do agronegócio, da magistratura ou da Medicina), o certo é que um helicóptero foi acionado para transportar o paciente que teria se acidentado com a pilotagem de uma moto de alta cilindrada por aqui. A precisão da chegada do helicóptero foi cirúrgica e ficou a dúvida... se já previam o fato ou se foi um chamado supersônico. É muita rapidez, não na mesma velocidade se fosse um “ôreia seca” que caísse do telhado.

- Eita!, saudade daquele sabonete... o Vale Quanto Pesa.

Coisas Nossas II

O pobre é mesmo discriminado... em tudo; se vai preso, o nome vai pra mídia, incluindo-se nome do pai, da mãe, do avô e até do filho que ainda não veio. Pobre quando morre após ingerir “nó de cachorro”, todo mundo fica sabendo quem é e ainda perguntam: “cupim roeu o pau dele?”. Na semana passada, uma alta patente teria “pulado” após ingerir uma “azulzinha” para tentar aguentar a pressão de um biscoitinho de 17 anos.

- Não foi picadura... de nada, mas “cremaram” até o CPF do falecido para ninguém ficar sabendo quem era.

Bastidores da Política

Há quem diga que o ex-prefeito Gilmarzinho da Ecoplan tenha saído de cena após o dia 31 de dezembro de 2016. Muito se tem ouvido falar sobre a sua permanência na militância política, segundo seus amigos mais próximos. Onde há fumaça é porque já houve fogo. Mas é que tem muita gente falando a mesma coisa, que o ex-prefeito segue movendo as pedras no tabuleiro, pensando a cada novo lance.

- É uma questão de checagem.

Bastidores... II

Quando muitas pessoas começam a repetir as mesmas coisas, é porque há algo acontecendo. Isso tem sido repetido como um mantra entre aqueles que ficam “bisoiando” os bastidores aqui e acolá. Mas vamos até a fonte, saber o que de fato ele anda pensando, mas há garantia de que ele (o ex-prefeito Gilmarzinho) avalia o cenário e acredita que o PSD sairá forte das próximas eleições. As tendências políticas passam por aqui e redesenham o mapa. Quem vai apoiar quem por aqui?

- Essa é uma dica.

Bastidores... III

Outro que segue se movendo no cenário local é o candidato que ficou em segundo lugar nas eleições municipais de 2016 em Nobres, Esmeraldo Ribeiro. A sua movimentação é clara nos bastidores e a de alguns dos seus principais aliados. Alguns destes andam observando o que está acontecendo na atual administração e se alguém disser que torcem para que dê tudo certo... pode acreditar em Papai Noel entrando pela chaminé... que, aliás, volta com força total a partir do preço do gás de cozinha.

- Há um tabuleiro e as peças não estão imóveis.

Possibilidades

Muito se tem ouvido falar sobre candidaturas e candidatáveis e um que não dá nem pinta de reação na atual conjuntura é o atual deputado federal Ezequiel Fonseca, preso em um emaranhado de situações nada animadoras depois da “Era Silval” e o tufão que se abateu sobre o mundo político estadual. Alguns deputados estaduais nem pensam em falar sobre política na atual situação em que se encontram... flagrados com a mão (boca e tudo mais) na botija. A geografia política vai mudar a partir desse vendaval que se abateu sobre MT.

- Baralho novo e naipes iguais... já chega disso na mesa. Reis e valetes são dispensáveis.

Possibilidades II

Alijado do PSB com toda a sua equipe, o deputado federal Fábio Garcia parece que vai desembarcar no DEM junto com Botelho. Isso mexe com muita coisa por aqui, por Nobres, por onde Fábio Garcia passou e não deixou boas lembranças. Uma vez no DEM e com afinidade com outros nomes para as eleições do ano que vem, os Democratas daqui terão que engolir esses novos vizinhos?

- Como diria o experiente político local, o Preá: “dinheiro faz até defunto sorrir”.

Inusitados

Já vi e ouvi de tudo, tanto aqui quanto acolá, mas tem coisa que deixa a gente intrigado. Ouvir dizer que em uma prefeitura de MT tenha funcionário “intocável”, mesmo sem ter enfrentado concurso público, aí é novidade demais da conta, uai! Francamente, lendo umas notas informativas por aí, tomei conhecimento desse fato. Acredito que muitos saibam disso e realmente, isso é qualquer coisa nova... tal e qual alguém se deparar com rastro de lobisomem, com mula-sem-cabeça e outras coisas lendárias. Mas, não troca nem de função e nem de sala?

- Partiu... ler “A Lenda do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda”, para saber sobre os princípios dessa mesa sem cabeceira.

Rede de Intrigas

Os meios informativos locais andam impregnados de papos tendenciosos e a presunção é a de uma “guerrinha” de bastidores esteja acontecendo entre uns e outros. A política da “má vizinhança” está forte e é melhor não convidar para uma mesma alguns dos personagens dessa rede de intrigas. E já faz um tempinho que essa coisa vem ocorrendo.

- Nesse meio, é aprender com todos e falar pouco.

Rio/Descaso

Acredito que já não impressione a mais ninguém, o nível de descaso para com o Rio Nobres, a cada ano que passa. Pneus, garrafas pet, sacolas plásticas, embalagens de plástico duro, engradados plásticos, isopor e até cachorro morto são atirados às margens do rio. A necessidade que temos da água em nossas vidas e a mais absoluta falta de consciência em relação ao rio que passa ali, praticamente no centro da cidade, é um absurdo.

- Pensam que isso é tudo?

Rio/Descaso II

Não bastasse tamanha agressão, ainda vemos manilhas que levam todo tipo de água para o rio, até água servida e, muito provavelmente, a interligação de água de sanitários na galeria pluvial. Há pontos de coleta de materiais para análise que podem levar a descoberta de provável contaminação da água do rio. Quem se habilita ao custeio das despesas? É preciso uma reunificação de esforços para contra atacar essa questão/ação.

- Quando?

Exemplo

De sua parte e de outras partes, o Rotary Club vem tentando amenizar o impacto dessa nefasta ação do ser humano contra o rio. Há anos, em parceria com outros setores da comunidade, são realizadas ações de limpeza das margens e do leito do rio, além do plantio de mudas de árvores nativas às margens. O resultado desse trabalho está comprovado com árvores que foram plantadas e hoje estão em tamanho adulto.

- Alguém há de ver os bons exemplos dados.

Exemplo II

Os cuidados com o rio e os alertas dados através das ações desenvolvidas encontram parceiros nas escolas, na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, junto a setores que integram as igrejas, sejam católicas ou evangélicas, enfim, são cuidados que necessitam de um engajamento maior, sendo o principal, o combate ao assoreamento e a contenção do despejo de águas servidas no rio.

- A agressão ao rio é como cometer suicídio com a ingestão de veneno em pequenas doses. Morreremos com ele (o rio) e a infância de hoje verá a o milagre negativo da transformação da água limpa em esgoto.

Bem Informados

A proliferação de veículos informativos em Nobres não permitirá que as agressões ambientais aconteçam ou continuem a ocorrer. São tantas as informações e ainda temos a notícia instantânea através do whatsapp, facebook, instagram, bastando que todos colaborem e gravem vídeos denunciando os crimes ambientais, entre os quais o uso do rio como válvula de escape ao esgoto nas galerias pluviais.

- Que tal.

Sem Anúncio

Dia desses alguém teria inventado que negociaria a compra do jornal Tribuna de Nobres, que não está à venda. Provavelmente, deve ser uma dessas divagações que costuma “atacar” uns e outros que são dados a contatos imediatos com o mundo invisível. Com o fechamento do Hospital Adauto Botelho, infelizmente, os casos de “falta de juízo” estão sendo tratados sem internação. E nós aqui, nos esforçando pra sermos normais e fazermos tudo igual...

- ... alguém do nosso lado aprendendo a ser louco... um maluco total, na loucura geral... como diria Raul Seixas... uns malucos e outros lúcidos... é preciso controlar.

Frigorífico/Abertura

A entrada em funcionamento de um frigorífico em Rosário Oeste está como as novelas, a cada capítulo, o desejo do telespectador em saber o que vai acontecer com o vilão e qual fim terá o mocinho. Esse abre não abre só causa desgaste perante a opinião pública. Muitos têm sido os capítulos e nada do tal “happy end”. A população do município exercita o êxodo, as finanças municipais minguam e para quem fica..., da verde esperança só ficaram os traços, já amarelecidos.

- A seguir, cenas dos próximos capítulos.

Entulhos e Entulhos

É impressionante, o acúmulo de entulhos nos quintais, dali só retirados se for “de grátis” e por uma causa grave, o criadouro do mosquito da dengue, zyka e chikungunya (parece até nome chinês). Isso, sem falar em ratos, cobras, escorpiões, baratas e lacraias. Se fosse pago, quanto o município não arrecadaria? “De grátis”, dá pra por até mais de uma vez por semana os entulhos na porta. O estudo de Ciências Humanas é infinito e quanto mais se aprende, pouco se sabe.

- Por exemplo, “de grátis”, até injeção na testa... e com agulha grossa.

Água/Avaliação

Uma dor de barriga que possa surgir, dá-se o primeiro tiro em direção a quem fornece água. Esse problema parece que voltou a ocorrer recentemente, e a avaliação mais rápida é sobre a qualidade da água em que pese a empresa concessionária fornecer, anualmente, todas as informações técnicas sobre os níveis de qualidade da água que cai nas torneiras. Reclamar é um direito, agora avaliar com achismos, aí a coisa é bem diferente. A primeira medida correta a tomar é a coleta da água para análise independente e depois a informação pública.

- Assim compreendido e assim formalizado...

Água/Avaliação II

Num desses jogos regionais realizados este ano, atiraram, precipitadamente, a culpa por alguns desarranjos intestinais na água “do Mário”, criando até rótulo... “do Mário”. Só depois é que se verificou que os “cagões” já vieram com a infecção de outras bandas. Atiraram a culpa sobre a escola sem nenhum critério, mas já se sabia que esses visitantes são mesmo problemáticos.

- Então, todo cuidado é pouco... até para com algumas intenções camufladas e prejudiciais.

Coração de Mãe

Em Nobres, pela manhã, hoje (07/11), a mãe do governador Pedro Taques, a prof.ª Eda Taques, conquistou as pessoas pela linguagem simples que usa para falar em público. Dona Eda disse que não gosta e não admite ataques pessoais contra o filho nos noticiários. Ela vem percorrendo alguns municípios como integrante do Núcleo de Ações Voluntárias do Governo do Estado de MT. Em Nobres, gostou do que ouviu, sobre apoio à reeleição de Pedro Taques.

- Fez uma “pá” de amizades por aqui por conta da simplicidade.

Tucanos

O vereador André Avelino Bezerra (PSDB), falou como tucano ao se posicionar favoravelmente à reeleição de Taques, citando que em Nobres o PSDB goza de muita simpatia e que Taques tem muitos apoiadores dentre os comunitários e lideranças políticas. Dr. André, como é conhecido, elogiou a gestão do prefeito Leocir Hanel e secretariado, em que pese às dificuldades financeiras que os municípios enfrentam. Falou também o que os integrantes do NAV queriam ouvir, sobre a reeleição de Pedro Taques.

- Como nada é impossível, resta saber se o governador vai encontrar respaldo na maioria dos municípios de MT.

Adversário

O ainda conselheiro afastado do TCE-MT., Antonio Joaquim, é o que vem atirando todas as pedras de que dispõe em direção ao governo de Pedro Taques que está com a imagem arranhada. Mas Antonio Joaquim também não está com tanto prestígio assim e se dependesse da maioria dos servidores do TCE-MT para uma disputa à presidência da Corte de Contas, não seria eleito... a soberba o derrotaria naquela que seria a sua própria casa atualmente.

- Mal lá, aqui fora, no cenário estadual, a caminhada de Antonio Joaquim candidato seria trôpega e todas as pedras que tem atirado no momento presente, elas caem sobre a própria cabeça.

Adversários

A disputa política ao Governo do Estado em 2018 está indefinida e é possível vislumbrar algumas posições, semelhantes à de um “agente funerário”, a espera do soçobro do governo Taques para conduzi-lo ao lugar comum. Resta saber se esses prováveis substitutos terão cacife (eleitoral e financeiro) para enfrentar uma campanha política em clima tão desfavorável... tantas e tamanhas são as desesperanças do povo, insuflado pelas correntes negativas que cercam o governo, que são os sindicatos classistas e a oposição, um tanto quanto fragilizada em meio a tantos escândalos.

- Procura-se... um imaculado. 

100 Imposições

Tem gente nos Correios que não fala a mesma língua da comunidade atendida. O Sérgio, pela sua experiência profissional, não acreditamos que pense assim. Nos Correios não recebe dinheiro e não cumpre papel bancário enquanto a seguradora não encontrar uma saída aos problemas de segurança. A mais nova decisão é a de que não vão entregar correspondências naqueles imóveis que não tiverem caixa de correspondência. Então, os Correios não vão entregar, mesmo, já que a maioria dos imóveis não possui essa tal caixinha.

- Qual a razão de ser dos Correios? Se não for o Temer, vai que seja o cidadão pagador de impostos.

100 Imposições II

Não entregar a correspondência é uma imposição, principalmente quando se sabe que nem todos possuem essa tal caixinha. Salvo se essa iniciativa for um “lobby” em favor das lojas que vendem o tal produto. É preciso paciência enquanto não surge uma nova imposição, que não representa totalmente os interesses dos Correios e se apresentam como exigência individualizada. Os Correios estão quase em “demodê” por conta de posturas individualizadas e imposições, como se o cliente fosse obrigado a se adaptar as regras impostas por aquela classe.

- Talvez a cedilha seja mais embaixo, seo menino.

Tadinhos de Nós

As obras de infraestrutura turística em Nobres estão mais demoradas que construção de igreja. Ou melhor, com a execução em doses homeopáticas e muito amargas para a comunidade. A Prefeitura de Nobres que não tem muito a ver com isso, a não ser o relevante fato de a obra ser e estar no município, arca com os ônus da má vontade. Faltava dinheiro, consta que o dinheiro foi liberado, mas a obra segue como uma miragem desértica.

- Aquele argumento de que aqui tem uma cabeça de burro enterrada, não procede. E seguimos assim, sorumbáticos... feito burro à sombra, vendo a banda passar.

Tadinhos de Nós II

Certa vez, muitos chiavam em relação ao governo aqui em Nobres, dias antes do aniversário do município, em 2012, e o então prefeito saiu-se com essa: “enquanto os cães ladram, a caravana passa...”. E tome uivos noturnos e a caravana não passou; salvo se foi ao largo, nos arredores desta cidade. Bem, seguimos ladrando por aqui e a obra de infraestrutura turística... estática, feito um bloco de concreto... sem pista decente, sem meio-fio, sem sinalização e aquela velocidade basiquinha, propicia pra uma trombada entre dois objetos.

- E nós aqui... “nesse mundo assim, vendo esse filme passar, assistindo ao fim, vendo esse filme passar...”. Até quando?

Saudações

O ministro Gilmar Mendes, do STJ, natural aqui de Diamantino, teve uma recepção calorosa no Pacaembu, quando a torcida o visualizou soaram palavras dignas de um “barraco” entre desafetos. Só palavrões e aquela saída, à francesa. Já vai longe à fama do ministro e, apesar dos processos, a revista de Mino Carta, a Carta Capital, deu o seu empurrãozinho para que isso chegasse ao estágio atual.

- Me voy... hasta la vista.

Em Busca da Arca Perdida

O Governo do Estado e a AL-MT correm parelhos na busca da reversão das suas imagens, desgastadas no exercício do poder. O Governo do Estado tenta limpar da “lousa governativa” os traços deixados pelo estrelado esquema dos grampos. A AL-MT tenta reverter um quadro que é desanimador com relação direta à delação de Silval Barbosa e o seu fiel escudeiro, que mostrou em imagem aquele “Pega-Pega” de dinheiro que é de “derrubar” qualquer santo do altar. E o que fazem? São iguais no ato de sair por aí em “carruagens de bondades”, levando bem estar e saúde onde a saúde sofre de falência múltipla.

- E o eleitor diz: “me engana que eu gosto”.

Em Busca da Arca Perdida II

Em Nobres, o bondoso eleitor votou em candidato que vem com “emendinha” de 150 mil pilas, dignas de algumas caixinhas de Dipirona. Falar em pavimento asfáltico com 150 mil reais, é como tentar comprar uma Ferrari com essa merréca. Um milhão de reais já não é mais uma emenda considerável. O deputado federal Fábio Garcia, será que vai voltar aqui para pedir votos? O presidente da AL-MT, Eduardo Botelho, também precisa melhorar a sua performática por aqui, que anda pífia e é de uma ausência quase ano-luz.

- A temporada é de melzinho na chupeta.

Em Busca da Arca Perdida III

“Com que roupa eu vou...” em Nobres pedir votos? Isso é o que cada deputado deveria se perguntar. Quase três anos de muito blá-blá-blá e agora vem á aproximação, nem tão discreta assim. E o cuidado maior tem que ser com aqueles que os trazem, da mesma forma com que vieram na eleição passada, montados em “carruagens” reluzentes, trazendo na bagagem promessas mil. E quem ou quais lucraram com isso? Muitos deputados estão em dívida com os eleitores de Nobres e essas “emendicas” de nada, de 150 contos de réis, não refrescam em nada.

- E tome mutirões para fazer estabelecer uma cortina de fumaça entre o passado e o presente.  

Na Terra do Marketing I

O ex prefeito Zeno Gonçalves assumiu em meio a uma das mais bem armadas jogadas de marketing, com a cara e o DNA do PT, atendendo em baixo de uma barraca de lona, considerando-se que o prédio da sede do governo ameaçava desabar. Isso, em janeiro de 2001, depois de arrastar multidões para seus comícios, onde usava de toda a sua habilidade na oratória. Muitos até hoje se lembram dessa passagem e o seu carisma ainda ecoa em Rosário Oeste. A tradução de tudo isso em termos de governabilidade é a de que Rosário Oeste ainda vai permanecer com as suas carências políticas e administrativas.

- Não há milagres, só marketing.

Na Terra do Marketing II

Agora, com praticamente 17 anos após a sua ascensão ao poder, Zeno voltou para abrir caminho a ex primeira dama, contribuindo para a sua eleição à vice prefeita na reeleição do prefeito João Balbino, que claudica em gestão e perante à Justiça Eleitoral. O cenário lhe é desfavorável, politicamente, mas há que se reconhecer a mão que Zeno deu para a continuidade do atual governo. Entre causa e efeito, o marketing petista rende bons frutos a Zeno até hoje e aquela petista de carteirinha que o ajudou, voltou para apoiar a eleição do atual prefeito.

- Influências daquela barraca de atendimento.

Na terra do Marketing

“Criada na década de 80, efetivando a municipalização no ano de 2000, no governo de Zeno José Gonçalves. A partir de 2010 com o Processo de Estadualização, transforma-se em Salas Anexas da E.E. Marechal Rondon (Ensino Fundamental) e E.E. Elizabete Evangelista Pereira (Ensino Médio) e houve por 02 (dois) anos pelo CEJA 25 de Junho na modalidade de Educação de Jovens e Adultos”. Essa é a nota divulgada pela assessoria pedagógica estadual em Rosário Oeste. Mas, Zeno assumiu somente em 2001.

- Alega-se que a escola não pertença nem ao Estado e nem ao município. Seria um ato de lavar as mãos?

Mentes em Eclipse

Em uma gestão administrativa lá atrás, que buscava a reeleição, desta saiu-se com a ideia de que férias coletivas seria o maior canal para economizar dinheiro. O gestor saiu tão desgastado, que para catar o seu desgaste, só com pinça e visão aumentada 200 vezes mais. “Pisar” no funcionalismo público é uma má ideia, cujos resultados são os mais previsíveis possíveis.

- O Governo do Estado que o diga.

Mentes em Eclipse II

Ainda, lá em 2012, o então prefeito de Nobres contava para si o apoio da Educação, após a aprovação do PCCS do setor. Os números nas urnas foram desanimadores, tão desanimadores que a reeleição naufragou e foi aquele tal de abandonar o barco. O funcionalismo público municipal deu as costas ao governante em 2.000 e de lá para cá, ao menos uma secretaria e quem nela passar, carrega consigo a maldição (nem sabemos se de algum Faraó ou de quem quer que seja...), mas carrega.

- Renegado, proscrito, degredado, escanteado e outras negativas mais estão na boca de um sapo. Vôte!!!!!!

Mentes em Eclipse III

Assim como na teledramaturgia, onde vemos em plena atividade uma “Rádio Peão” no hotel Carioca Palace e quem vira notícia ali, cai em desgraça; nas repartições públicas também tem a “Rádio Peão” e o boato chega primeiro que o fato. Lá atrás, alguém dizia e previa: “o Zé vai levar fumo na eleição”, e o papo circulava na Rádio Peão. Acertaram o resultado mas erraram no placar... até porque, foi escachapante.

- Rezada a missa... é hora de botar fé. Todo cuidado com tiro mal dado é pouco... vai que ele sai pela culatra?!

Retomada

As obras de infraestrutura turística que tiveram início em 2015, até hoje continuam sendo tocadas e levadas em “banho-maria” e ainda terceirizada, segundo se sabe. A cidade de Nobres vive a espera da conclusão dessa obra desde 2016, cujo aditivo já saiu e ela continua aí, “sarrando” em todos, lentamente. O meio fio está aí, ao menos o que restou dele, a espera da conclusão.

- Prazo alongado, custo aumentado. É Brasil.

Retomada II

E não foi por falta de reclames, que até foi para o MPE a situação em que foi deixada a obra em 2016, por conta e risco da empresa sob alegada falta de pagamento de medição em relação ao Governo do Estado. Será que não seria para aguardar um aditivo? A obra, vale reiterar, teve a licitação realizada pelo Governo do Estado, através da Sedtur, e o município de Nobres só espera a sua conclusão para, de fato, receber a obra com recursos do Governo Federal.

- A licitação neste País ainda é um velho problema, apesar das leis, aos borbotões, editadas pelos políticos profissionais, únicos interessados na demora.

Bagulho Doido

“Uma ronda pela avenida André Maggi, em Sinop (421 km da Capital), resultou na prisão de três pessoas por envolvimento com o tráfico de drogas no município. Policiais militares do Comando de Ação Rápida (CAR) seguiam em patrulhamento urbano pela avenida quando identificaram uma motocicleta com dois rapazes que apresentaram atitude suspeita com a aproximação da guarnição”. A informação é da assessoria da PM-MT.

- Pelo menos, a PM por lá age firme.

Bagulho Doido II

“Ao ser dada a ordem de parada para realização da abordagem, os indivíduos empreenderam fuga, sendo alcançados pelos militares alguns metros à frente após a queda da motocicleta. Com os suspeitos, no momento da abordagem foi encontrado um tablete de maconha. Questionados sobre a droga, os rapazes apontaram uma residência onde haveria mais da substância guardada para comercialização no município. Chegando à residência, foi percebida a presença de outro rapaz identificado como integrante do grupo”, segundo nota veiculada pelo portal da Secom-MT.

- A PM mostrou serviço e “quebrou o jogo” da rapaziada.

Bagulho Doido III

“Militares do Grupo de Apoio (GAP) local auxiliaram nas buscas pelo local. No fundo do imóvel, um buraco foi localizado pelos militares com 50 tabletes de maconha, balança de precisão e diversos materiais utilizados para embalagem e comercialização do entorpecente. Os três suspeitos, G.E.S, 26, W.L.G.S, 18 e L.R.K, 22 anos, foram encaminhados para a delegacia local junto com a droga e o material apreendido para seguir com a autuação do flagrante”, conclui a nota.

- Isso é o que se pode falar, foi uma operação de desmonte dessa fábrica de dinheiro fácil.

Averiguação

Nesta semana que passou “uma guarnição de Trânsito apreendeu arma e munição no KM 08 da MT-040 (Palmiro Paes de Barros), que liga Cuiabá a municípios como Santo Antônio de Leverger e Barão de Melgaço. Policiais do 1º Pelotão encontraram uma espingarda calibre .22, com carregador e 13 munições em um veículo Ford Ka dirigido por J.C.N., de 28 anos, que seguia viagem para o interior do Estado. Já no final do mês passado, na MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, policiais do posto do 3º Pelotão apreenderam explosivos, armas, 30 munições, uma escopeta calibre 12, três pares de luva, uma toca ninja e um carregador de rádio HT. Todos os materiais estavam em um carro que circulava na rodovia. Semanas antes, na mesma rodovia, no KM-16, policiais prenderam um homem e no carro dele apreenderam mais de 30 comprimidos ecstasy que estavam no porta-luvas. O carro, um Fox, de cor branca,  era conduzido por R.S.B., de 32 anos. A droga sintética de uso proibido também é conhecida como a “pílula do amor” e seria levada para uma festa em Chapada dos Guimarães”. A nota é da assessoria da PM.

- E assim, caem nas garras da lei onde a PM não dá moleza a ninguém.

Averiguação II

Ainda, segundo nota da assessoria da PM: “Na MT-010 (rodovia Helder Cândia), via de acesso ao distrito de Nossa Senhora da Guia, KM-22, em maio deste ano foram apreendidos quase 50 quilos de pasta base de cocaína. A droga, dividida em 49 tabletes, estava no compartimento falso instalado na capota de uma caminhonete Ford, modelo F-1000 Turbo, de cor preta, com placa de Cuiabá. O Batalhão de Trânsito é uma unidade do Comando de Policiamento Especializado (Cesp), o mesmo que integra os batalhões Ambiental, Bope, Rotam e Cavalaria”.

- Sem sopa para o azar. A casa caiu.

Escuta(gem)

No rol daqueles que foram alvos das escutas telefônicas, ninguém menos que um agente funerário. Será que era para “saber” o que falava com o além? Ainda não foi relacionado o coveiro na lista dos escutados. Vai que, nos campos santos tenham inserido um microfone. Olha, isso daí, de fuçar a vida alheia, ainda não tinha vindo à tona tamanha barbaridade. E só militares na parada, os estrelados, então, eram alguns.

- Tudo para adivinhar o futuro e por conta de um chapéu de viking.

Condomínio

Nem tudo são flores naquele condomínio cuja visita de camburões diversos já fugiu das contas. Se fosse numa favela, daria munição pra muito assuntos na mídia, mas como é só graduado no alpinismo social, pouco se ouve falar sobre esse tipo de “Uber” só para picaretas... também conhecido como camburão... de nível estadual e federal. Só da Interpol que ainda não esteve lá.

- Como diria Geraldo Vandré: “Pra não dizer que não falei das flores...”.

Uns e Outros

Tinha gente que reclamava, barbaridade, das velhas funções do atualizado SNI (Serviço Nacional de Informação). Mas o que se vê em Mato Grosso atualmente, o SNI parece aluno de primário em concurso de doutores. Por absoluta especulação, digamos que em Mato Grosso tenha SEMTI (Serviço Mato-grossense de Investigação), que é pra bisbilhotar a vida alheia. Só gente grande envolvida na parada e se alguém soubesse de algum “podre” seu, dele ou de qualquer um... passava a visão para o resto do tal “higth society”. Olha! Nunca se viu tanta podridão no ar como agora.

- E pensar que tem gente que se escandaliza com o BBB da Globo.

Uns e Outros II

Aquele um ali dá um “tapa na macaca”, o outro acolá gosta de dar uma cafungada; a fulana ali é como samambaia... trepa que é uma beleza; o fulano lá está com uma “galhada” enorme. Existia, provavelmente, até um grupo de zap para comentar o que vinha das escutas telefônicas, cujos meandros eram de altas patentes. Se o cara dava uma cafungada, era chamado para uma conversa particular... ou você está com nós ou tudo vai para os ares. Realmente, a invasão de privacidade faz parte dos noticiários da mídia baseada na capital e é de deixar tomate verde... coradinho.

- Aí o sujeito está em um restaurante vip e o povo da escuta “debulha” o que sabe... que o boi da cara preta tá pegando ele. Uuuuuuuuiiiii!!!

Uns e Outros III

Em um certo tempo atrás, tive a oportunidade de ler a publicação literária de Adelaide Carraro, cujo título era “Asco” e abordava o lado obscuro do mundo musical. Só o título já seria sugestivo, mas a realidade de agora é qualquer coisa absurda e causa “ASCO”, o vilipendio a privacidade, a chantagem inominada, o abuso de poder e todo o resto dessa barbaridade exposta cotidianamente pela mídia em um estado arrasado pela roubalheira e agora pelo desnudamento da vida particular.

- Vai que o sujeito resolve sair para amenizar aquela coceira anal e fala ao telefone... logo alguém vai passar a visão sobre o fato. Ihhhhhh!

Uns e Outros IV

Outra publicação literária que a preguiça não me permitiu ler até o fim tem o título “O Bispo”, que revela situações individuais temerárias sobre as patentes clericais. Mas essa de escutas telefônicas se tornarem objeto de piadas e de chantagem contra este ou aquele, realmente é de se acreditar que haja muito de realidade na citação “podres poderes”. Se lá atrás tivesse escuta telefônica, o Brasil ficaria ingovernável com as puladas de cerca de Dom Pedro e aí, by by Independência.

- Causa de quê essa bisbilhotagem toda?

Polêmica no Ar

Investido no cargo de vereador e representante da comunidade, o vereador André Avelino Bezerra mexeu num vespeiro, mas é por absoluta necessidade, lembrar que a sonegação só atrapalha de um lado e fomenta melhores possibilidades a poucos. Como ninguém quer se envolver, o parlamentar municipal ousou tocar na ferida e isso incomoda a alguns. Pelo menos, do mal da vista grossa ele não vai sofrer.

- Hoje em dia, até tomar doce da mão de criança causa polêmica... e como causa. Mas sonegar, será que não?

Polêmica no Ar II

Pense numa situação complicada e a multiplique por três, e o resultado vai estar aflorando em breve. Uma verdadeira bomba deve ser detonada em relação a Funcultur em Rosário Oeste no que se refere a gastos públicos. Dizem que o último comandante ali juntou toda a “roupa suja” e a enviou para o órgão competente. Pelo que se prevê, muita coisa que estava debaixo do tapete faz parte de uma juntada que, se analisada com calma, pode render peixe na rede.

- Nuvens anunciadoras de mau tempo vem por aí.

Dúvida

O município de Nobres possui um mecanismo modelar de amparo ao meio ambiente, possuía, supostamente, um conselho de meio ambiente, mas tudo parece que é para “enfeitar pé de pavão” ou pra inglês ver. A legislação não funciona, na área urbana a criação de galinha é tida como normal, na área rural, o lixo é depositado à entrada da “meca” do turismo e todos acreditam que só o poder público seja responsável. É preciso que a comunidade e os setores responsáveis debatam essas questões o mais breve possível, já que o instrumento existe para combater esses desregramentos.

- O lixo à porta de entrada da vila turística, ninguém merece.

Chegando o Relho

O vereador André Avelino Bezerra (PSDB) está de guatambú na mão e descendo a borduna na sonegação de impostos oriundos do Voucher Único, que é aquele recibo obrigatório a ser fornecido ao turista que visita Nobres. Nessa “religião”, só o “venha a nós” é que é rezado, enquanto que ao “vosso reino”, ao nosso reino... nada. Já faz tempo que alguns empresários só auferem lucros e ao município só transferem os problemas.

- E olha que é só uma minoria. Alguns, para desviar a atenção sobre os lucros, tornaram-se contumazes críticos dos governos.

Circulação?

Olha, por mais resistente que o pavimento asfáltico seja, esse vai e vem de uma compactadora pelas ruas da cidade não causaria impacto nas ruas? É que esse “passeio” tem deixado sinais evidentes de que nem tudo é possível e aquilo que é frágil pode piorar, além do risco de rompimento de tubulações nas ruas. As obras de infraestrutura turística que já estão demoradas podem trazer novos transtornos ao que já está saturado.

A pergunta é pertinente?

Tenso

Os poderes estão em clima de beligerância e o que mais se ouve e se vê na mídia são frases atiradas ao vento com o efeito daquelas faltas que o velho e saudoso Didi “Folha Seca” batia... com muito efeito... as faltas cobradas, é claro. Já as frases, são meramente especulativas e próprias do “juridiquês”. Executivo, Judiciário e MPE estão em “pé-de-guerra” e se pintam para as batalhas vindouras.

- É como minha saudosa avó dizia: “Em briga de cachorro grande, malandro que é malandro não se fantasia de linguiça”.

Tenso II

Desde os tempos do Paraíso, que mais parece uma fábula, que a mulher é sempre um motivo para se detonar uma guerra. Primeiro foi aquele caso da tal maçã, que anos (e bota anos nisso!) mais tarde foi parar na logomarca da Apple. Depois vieram os casos em que a Dalila cortou o cabelo do Sansão; a da mulher do ex-prefeito Celso Pitta, de São Paulo; o intrincado caso da ex-mulher do “agiota de político” Júnior Mendonça; e agora, mais recentemente, a tal amante de um ex-secretário de Governo que pode ter detonado a crise dos grampos em MT.

- E por falar em mulher, o Lula está “fu” por causa da Dilma. Alguma dúvida?

Na Moita

Tem muita gente torcendo para que o circo continue em chamas que é para usufruir do resultado dessa batalha em 2018. O ex-senador Jaime Campos é alguém que pode usufruir desse cenário e voltar à cena política. Já o senador Blairo Maggi, tudo indica que as chamas irão em sua direção nos dias que virão. O ex-presidente do TCE-MT., Antonio Joaquim seria carta fora do baralho e não há nenhum emergente com cara e jeito de quem possa fazer a diferença em 2018, salvo o atual presidente da AL-MT., Botelho, desde que se mantenha neutro nessa “briga”.

- Paciência para ver os próximos capítulos, só.

Bicho Solto

O afastamento do secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Rogers Jarbas, agita ainda mais o conturbado momento político em Mato Grosso. Ele vai passar a usar tornozeleira e a acusação é a de atrapalhava as investigações no caso dos grampos em MT, que ainda vai render muitas notícias à imprensa. O presidente do TJ, desembargador Perri é que tomou as providências e emitiu decisão pelo afastamento do secretário de Segurança Pública do Estado.

- O Estado de MT que já andava cinzento por causa das queimadas e da delação do ex-governador Silval Barbosa, agora escureceu de vez com a desmoralização pública.

Bicho Solto II

Se a coisa já andava feia em MT, agora que desandou de vez com a decisão do TJ-MT, de afastar o secretário de Segurança Pública. E ainda assim, tem gente que se acha em cargos de menor escalão por aí. Se o secretário de Segurança Pública caiu, imagine aqueles que estão abaixo dele. O clima está tenso em MT e ainda vem nova delação por aí, a do ex-deputado José Riva. Se ele usou o estilo “big brother” e gravou os seus ex companheiros de Casa, as “reputações” que estavam penduradas no armário vão cair.

- Os espíritas andam dizendo que na “Era de Aquário”, tudo o que estava debaixo dos tapetes virão à tona. Uuuuiiiii!

O Truco e os Sapos

No Cisne Branco, quando o jogo de truco está em atividade, quem leva “chumbo” paga a despesa e os ‘sapos” (ao redor do jogo) bebem a vontade. A situação anda tão cômoda, mas tão cômoda, que tem sapo “da elite”, que escolhe que cerveja vai beber no camarote. Tem o “Sapo Skol”, o “Sapo Heineken”, enfim, nessa lagoa só tem coisa fina.

- Água com sal... não cai bem para o sapo; Creolina... nem pensar.

Escolhendo o Time

E por falar em truco, a escalação dos jogadores vem desafiando a lógica. No mínimo, pela lógica, seria um time equilibrado, mas tem caído três atletas numa mesma equipe que não jogam lá essas coisas. Está mais fácil acertar na Mega Sena que escolher time de truco e o resultado é esse, “aguentar” os “sapos finíssimos” e bancar o bom gosto deles.

- Jogar tênis de quadra anda saindo mais barato que ser escalado em time ruim. Bora lá... sapo quer beber!

Multas & Multas

As multas aplicadas de forma aleatória em uma cidade que sempre esteve em desalinho, com carros e caminhões estacionados na contramão, sobre calçadas, motoqueiros fazendo acrobacias (empinando) em plena via pública; estudantes que desrespeitam o trânsito e andam na rua; enfim, o trânsito é complicado. Leis municipais são desrespeitadas, as que disciplinam o tráfego de carretas; animais expelem estrumes em vias públicas e vai por aí.

- E pessoas sendo multadas aleatoriamente, vá entender isso.

Multas & Multas II

Pessoas são obrigadas a entregar seu carro ou sua moto sob mira de arma de fogo e ninguém é preso. Os impostos que são pagos aparecem sendo rateados entre políticos nas mais diferentes esferas de governo e o cidadão ainda é multado sem saber, como que, para “consertar o mundo?”. Agentes públicos praticam agiotagem e até usariam de truculência para receber. Quando se diz “usariam”, é porque não vimos de perto e apenas tomamos conhecimento. É de se esperar que sejam apenas boatos.

- E a Receita Federal, onde está que não entra em ação?

Impostos & Impostos

A sociedade civil está refém daqueles que são escolhidos para defender os interesses do povo, seja em que esfera ou repartição for. Pessoas são esbulhadas por altos impostos e taxas; são perseguidas de todas as formas, ora por ladrões e na maioria das vezes por quadrilhas do colarinho branco que atuam sob o lume de leis brandas e de resultados demorados, senão pífios. As cenas cotidianas apresentadas na mídia de “rachides e rachides” entre engravatados com o dinheiro do povo e ainda temos que “minar” dinheiro para pagamento de multas praticadas à revelia do cidadão, já não seria demais?

- E quando a população se revoltar e resolver denunciar tudo o que sabe e o que vê?

Crise na Imprensa?

Uma nota veiculada por um site da capital pode ser o estopim para uma crise na imprensa, ao menos por estas bandas. Uma inventiva que foi repassada a um site com sede em Cuiabá, dando contas de atritos entre representantes da imprensa e o prefeito de Nobres. A nota “plantada” é uma armação ilimitada e foge totalmente do perfil do prefeito do município, sempre sereno e até avesso à excessiva publicidade.

- Pior é que já se tem pista de quem plantou a nota.

Crise na Imprensa II?

Presente, ontem à noite em Nobres, as supostas vítimas já descobriram a autoria da nota plantada e vai para o revide. A tentativa de atribuir a outrem a informação fajuta não deu certo e consta que vai ter troco. Vem chumbo grosso por aí e quem não tiver coro duro vai sofrer. Que coisa mais antiga isso. O pior é que já se sabe que “fichas” pessoais serão levantadas.

- Es usted?

Jogando Com a Memória

Depois de longos dias em “hibernação”, alguns dos ex-deputados arrolados e enrolados com o ex-governador Silval Barbosa começam a se expor, buscando desestabilizar a gravação. Um dos poucos a comparecer na AL-MT, Romoaldo Júnior disse que nada tinha a temer. Já outros, andam mais sumidos que dinheiro em bolso de pobre. Deve ser do tempo do Império Romano a citação: “quem não deve não teme”.

- Well! Não é bem assim.

Jogando Com a Memória II

O agora deputado federal Ezequiel Fonseca (PP/MT), segundo uma nota num site da capital, tem se mantido distante dos aeroportos e indo pra Brasília de carro, que é para evitar piadinhas do público nos aviões e nos locais públicos. Fosse um “bon vivant”, arrumava uma “muiégada” e ia aliviar a tensão entre elas porque a jiripoca já piou, mesmo. É como nos brindou aquele baixinho, franzino, o Rui Barbosa: “A convicção do bem, quando contrariada pelas hostilidades pertinazes do erro, do sofisma, ou do crime, é como as catadupas da montanha”.

- Assim, segundo Rui: “As revoltas da consciência contra as más causas, ainda contra as piores, não azedam um coração desinteressado”. Bora lá, povão.

Língua Espanhola?

Uma lei municipal de 2.005, assegura o direito de as escolas públicas municipais lecionarem o espanhol. Será que essa lei não foi para a gaveta? Em Nobres há muitas leis criadas para “enfeitar pé de pavão”. Já outras leis são como a reinvenção da roda... criando uma “redondeza” redonda com circunferência independente, o que em outras palavras vem a ser um remendo de pano velho em tecido novo.

- A ESAN já conhece uma lei existente que trata da isenção na religação da água, provavelmente de autoria do vereador Dena de Almeida.

Lei Paulista

Uma lei do Estado de São Paulo, datada de 1943, proibia a circulação de veículos de tração animal na avenida Paulista que era evitar que os animais defecassem na pista. Isso ficou lá atrás, ao menos em São Paulo/capital, já por aqui, estrume de cavalos na pista é tão comum quanto político receber propina nas esferas estaduais e federal.

- Em ambos os casos, não deixa de ser uma cagada.

Bombas & Bombas

Muita coisa ainda está por vir através do ex-governador Silval Barbosa e setores da grande imprensa estariam nas etapas vindouras da abertura do baú do Silval. A mídia interiorana, principalmente de Cáceres, tomou chapéu de Silval e não recebeu. A grande mídia, pelo contrário, com o poder bélico que tem, aprontava barraco na Secom para receber e ainda ficaram restos a pagar.

- O pequeno encolheu, o grande estacionou, mas nada tão ruim como aqueles que pegaram dinheiro sem nada fazer.

Bombas & Bombas II

Nas eleições de 2014, andaram torpedeando membros do Ministério Público Estadual e surgiram ameaças de CPI, mas parece que o mar revolto se acalmou. Mas só parece, porque o Silval, segundo consta, estaria com listagem que pode atingir figuras proeminentes da Justiça. Será mesmo? Dizem que seria só uma questão de tempo.

- Vamos aguardar, quem viver verá.

Amigo?

Ainda me lembro daquele comitê pró-Silval instalado ali na antiga Corrêa Materiais para construção, à entrada do Despraiado, com aquela música bombando e todas as pesquisas apontando Silval... em primeiro lugar. Como ninguém conhecia os bastidores do poder, tudo o que está sendo colocado pra fora agora ainda não é tudo. Como nas eleições gerais em que o Padre Pombo disputou ainda não havia espionagem política e nem gravação, muito menos urna eletrônica, um delator morreu, o advogado Celso Quintela.

- Ainda vem muita coisa por aí, das mais cavilosas.

Tá Esquisito

Em Lucas do Rio Verde, o sujeito foi flagrado fazendo um “boquete” no amigo em pleno estacionamento de uma churrascaria. Isso, depois de ambos ingerirem bebida alcoólica por um bom tempo. E o pior é que o “boqueteiro” não gostou de ser incomodado e aprontou o maior “fuzuê” com a direção da churrascaria. Ambos foram parar no xilindró para explicar que bolseta e gaveta não são as mesmas coisas.

- Se a moda pega, haja estacionamento aqui em Nobres.

Sem Dribles

O ex-vereador e agora prefeito Garrincha, de Jangada, foi convidado a ir até a Delegacia para explicar porque os maquinários da Prefeitura de lá estavam prestando serviços para um curtume. O prefeito tentou, por nota, descaracterizar os fatos sob alegação de que enfrentaria forte oposição. O secretário de Obras, junto na parada, é o ex-prefeito Marcos Bernardino, o Marcão. Não conseguiram driblar a Polícia e ao menos quatro foram parar na escrivania da Del Pol.

- O ruim é isso, pensar que aquilo que é público seja do prefeito.

Descaracterização

Olha... as imagens são fortes dos parlamentares apanhados em impedimento pelo secretário de Silval Barbosa. Pior é a tarefa de desmentir os fatos sob a alegação que é para pagamento de dívida de campanha ou de descaracterização do feito. E todo mundo acreditando que o Silval era o “Tonto”, aquele índio, amigo do Zorro. Um cidadão comum já teria trocado de peles até mais que uma cascavel com 10 guizos no chocalho.

- Qualquer escurinho teria ficado vermelho com isso. A moeda em circulação na lava-jato mato-grossense é “merréquinha” perto daquela da Petrobrás/Odebrecht.

Foguetório

A alguns dias atrás, muito foguetório no CR Cisne Branco, até mais que em dia de bingo por lá. Foi ver, era a zueira por conta da derrota do Palmeiras para um certo Barcelona sem Messi, de Guayaquil. A galera não perdoou o torcedor fanático do Palmeiras, o famoso Etelvino Casagrande. O compadre de Casagrande, o Braz, segurou as pontas e não soltou rojões.

- Isso que é compadre bom.

Complicadíssima

O atual senador Cidinho (PR/MT), pode estar com o futuro político comprometido após a delação do ex-governador Silval Barbosa. É que, a ascensão política de Cidinho dos Santos está atrelada a escalada do senador licenciado Blairo Maggi, que ocupa o Ministério da Agricultura. Sem Blairo Maggi, Cidinho não decola e o futuro político de ambos é incerto e com outros complicadores que podem surgir.

- O risco é o de o senador ser riscado do mapa político.

Complicadíssima II

Cidinho é uma força municipalista que pode perder prestígio, aliás, já perdeu a partir das eleições municipais de 2016, quando o seu grupo político foi derrotado em casa pelo atual prefeito Juvenal, em Nova Marilândia. Cidinho é uma espécie de “patrono” do município e o seu irmão perdeu a eleição municipal, desmontando toda a sua equipe de governo até 2016. E com essa “tsunami” causada pela tempestade tropical denominada Silval Barbosa, o futuro político de Cidinho é incerto.

- É semelhante a uma derrota do Corinthians, em casa, para um lanterna, resguardadas as devidas proporções e o terreno da disputa.

Na Moita

A Câmara de Vereadores de Nobres, por seu representantes, tem feito perguntas sobre perguntas acerca do Programa Farmácia Viva e parece que todos querem audiência pública para a real implantação do programa. É o que se tem ouvido falar por aí, mas são tantas as perguntas e, provavelmente, as dúvidas sejam proporcionais aos questionamentos. Tartaruga que é tartaruga, não atravessa avenida movimentada na hora do “rush”.

- E minha saudosa avó dizia: “seguro... morreu de velho”.

Pisca-Pisca

Consumidores estão p... da vida com a concessionária de energia elétrica, a Energisa, por conta dos apagões subsequentes ocorridos na noite de ontem em Nobres e Rosário Oeste. Já alguns funcionários da Energisa, os que ainda não sabem que a empresa é apenas prestadora de serviços, continuam agindo como se fosse servidores efetivos, impondo regras aos consumidores. Mas estes mesmos funcionários da empresa Energisa não aparecem para explicar os apagões que ocorrem.

- Os flamenguistas estão p... da vida por não terem visto o gol na hora certa. Tem funcionário que se acha e acredita que está “podendo” na Energisa?

“Barretada”

Único vereador a fazer uso da palavra na conferência sobre vigilância em saúde, o enfermeiro Rogério Frazão disse que vê com preocupação a ausência popular em eventos dessa natureza. Como uma “barretada” à organização, solicitou que os membros civis se apresentassem e apenas um ou dois foram verificados. A postura do parlamentar municipal é de clara distância do governo.

- Bem, toda unanimidade é condenada.

Coordenado e Eloquente

O chefe de Gabinete do governo municipal de Nobres, Marcos Cheba, está se saindo melhor que a encomenda pelo fato de se estar com o microfone ativado nas suas incursões pelo rádio e pelo esporte. Durante a conferência sobre vigilância em saúde, saiu-se bem e foi eloquente quando destacou que a sociedade civil não costuma marcar presença em atos públicos. Conforme Cheba, há muitos críticos nas redes sociais, mas ninguém quer mostrar a cara em reuniões públicas para discutir os problemas que tem o município.

- Seriam os tais “prefeitos de facebook” e “gestores de whatsapp”. Fato.

Delação e Tensão

Quando o agente político se encontra como está o ex-governador Silval Barbosa, os amigos se distanciam e o sujeito parece que está cagado. Na verdade, o ex-governador está acuado e começa a fazer a sua delação ou já fez, mostrando algumas realidades e uma verdadeira extorsão de aliados ou amigos de outrora. O estoque de maracugina nas farmácias precisa ser reposto e os ansiolíticos estão na moda... e vai sem receita, mesmo.

- Dinheiro é bom, mas não dá que nem chuchu e nem como trepadeira.

Delação e Tensão II

No TCE-MT, mesmo com aquele ambiente suntuoso de trabalho e a remuneração mensal polpuda, a casa anda mais mal falada que ZBM de beira de estrada. Silval anda detonando aquela casa, colocando em xeque todo o papel fiscalizador... não da instituição, mas dos ditos “aconselhadores” dos órgãos governamentais. Isso conjumina com o velho dito popular: “se conselho fosse bom, ninguém dava, mas vendia”.

- No caso da propina, supostamente paga por Silval, os indicativos são de que “conselho” seja algo negociável.

Delação e Tensão III

E na Assembleia Legislativa, nada de novo. Para se “abortar” uma CPI tem seu preço e seus intermediadores, de acordo com Silval Barbosa. Aceitou o “bereré”, o comprometimento está feito. E tem gente que acreditava que o ex-garimpeiro fosse tão tabaréu a ponto de “dar” um dinheiro que não era seu sem comprovante ou algum tipo de prova. O atual prefeito de Cuiabá está em maus lençóis por ter, supostamente, aceito uma grana extra.

- Até tu... Emanuel!?

Bunda Larga

No setor de prestação de serviços de telefonia, o sujeito paga por uma Ferrari, mas a realidade é a de um Ford (Bigode) 1929. Lenta, feito jaboti transportando côco na carapaça. A cobrança não atrasa e a pontualidade nem é mais britânica, mas é a mesma da concessionária de energia elétrica, outro setor em que alguns funcionários “se acham”, em que pese à terceirização. Mal sabem alguns que ainda são prestadores de serviço.

- Difícil de entender, mas na terra de Temer, Dilma e Lula, manda quem pode e obedece até quem não quer.

Fatos Estranhos

Um pedreiro, trabalhador que dá duro e que sofreu acidente de trabalho, não consegue (de jeito nenhum) uma vaga ao ortopedista desde 2015. Ele segue trabalhando com o tornozelo inchado e vendo os problemas aumentarem ao exercer a atividade capengando. E olha que nós não estamos no Rio de Janeiro, mas em Nobres. Será que de lá para cá ninguém mais conseguiu uma vaga ao ortopedista ou foi só esse pobre trabalhador.

- Procede isso?

Força Estranha

Só falta a intercessão de alguém em um terreiro de macumba, porque entre os vivos já não há mais petição a fazer. A necessidade é simples, alguém olhar pela Rua Corumbá, em frente da Escola Estadual “Promotor Fábio Silvério de Farias”, onde escorre uma água servida para a rua e onde se cria galinha em plena área urbana. O diretor da escola, seus alunos e professores aguardam por uma solução que já vem sendo cobrada desde 2015.

- Aí o sujeito cobra e ninguém atende, mas depois que o fato se torna mais público ainda, vem a pergunta: “Por que não falou comigo?”.

Força Estranha II

Salvo se surgir uma “indicação psicografada”, vinda de alguma mesa branca por aí com o pleito de que a comunidade escolar da Escola “Fábio” merece essa atenção. Vale lembrar que a mesa do MPE não é branca... porém, todavia,de tanto levar flechada... isso até parece ‘tauba’, de tiro ao álvaro.

- Algum simples mortal para ver essa realidade?

Finalmente

De tantas e tantas reclamações, o Governo do Estado parece que vai formalizar parceria com a Prefeitura de Nobres para encontrar uma solução para as obras de infraestrutura turística que abrangem as avenidas Getúlio Vargas e Marechal Rondon, principalmente. A Mal. Rondon se tornou pista de velocidade média e os riscos de acidente são iminentes. Pontos de travessia elevada devem ser construidas no trecho que vai da Getúlio Vargas até as proximidades do estádio “Balizão”.

- Ufa!

Paciência

Durante a solenidade de entrega de uma patrulha mecanizada, sábado (11/08), na sede da Associação Sela Dourada, o deputado Zé Domingos (PSD), pediu paciência para com a administração municipal do prefeito Leocir Hanel sob a argumentação de que a arrecadação caiu drasticamente e sem dinheiro ninguém faz nada. Apesar da crise, Zé Domingos disse acreditar muito no sucesso da gestão do prefeito Leocir.

- Companheiro é companheiro.

Papo Sincero

Super sincero, o vice-presidente da Associação Rural Sela Dourada, seu Emir Ferreira, disse que apesar da sua pouca instrução escolar, sabia da importância da entrega da patrulha mecanizada e do seu papel como vice. Avaliou positivamente o evento agradeceu rapidinho. Ah! Que bom se todos os políticos fossem assim, evitando o tradicional “vai lá e volta” no mesmo assunto.

- Papo reto e sem delongas.

Sem Remédios

Tem gente reclamando da falta de medicamentos, principalmente de um simples Captopril. Será que “procede” a informação? Vamos ver na farmácia municipal, mas já estão gritando nas redes sociais e a solução precisa ser encontrada, o mais rápido possível. Esse é o básico do básico e está na hora de driblar a burocracia.

- Se há um fato, ele veio de um boato e passou pela ausência de um ato ou de uma atitude.

Figura Notória

Em busca de uns cliques à mais para suas postagens, uma personalidade das redes sociais anda criticando até mensagens para os dia dos pais. Nem isso não se pode mais fazer que a danadinha critica. Ela entende de política como ninguém; de gestão pública, idem. O que não se faz por notoriedade nas redes sociais? No mundo das aparências, todos os anônimos querem ser famosos, custe o que custar. Fosse essa personalidade virtual um pouco mais esperta, veria que as “uvas ainda estão verdes...”.

- Fui... tomar um refresco de maracujá.

Dois Mundos

Por ocasião dos Jogos da Juventude, realizado em Nobres, no mês de junho, uma delegação visitante fez um escarcéu danado por conta de suposto mal-estar de alguns atletas que se empanturraram com açaí e culparam a água de uma escola. Pois bem, em Londres, na Inglaterra, atletas de nível internacional passaram por contaminação e o barulho foi bem menor. Como se vê, em país de primeiro mundo, ninguém está livre de bactéria.

- São José do Rio Claro que nos livre de todo mal... amém.

Papo Vai... Papo Vem

Dizem que a professora Paula, atual vice-prefeita de Nobres, pode se candidatar ao cargo majoritário nas próximas eleições. Ela não tem se preocupado em gastar solas das suas sapatilhas no contato (corpo-a-corpo) com pessoas da comunidade. Como dizem os cuiabanos, a vice-prefeita está só de “punquéro ou stand by, como queiram”, esperando o frigir dos ovos.

- Bem, há uma ponte no caminho e por debaixo dela muita água pode passar.

Distritão

Tem vereador que está na reserva e acredita que se o tal do “Distritão” estivesse em voga nas eleições municipais passadas, ele estaria no mandato. Foi bem votado, mas o “quociente” eleitoral não permitiu. A Matemática, por vezes, confunde e mais acaba sendo menos, quando deveria ser mais e não menos... menos mal ou menos melhor?

- De repente, dois e dois não são cinco e passa a ser três... noves fora?

Buracão Verdão

A cratera aberta no cruzamento das avenidas Maurício Sampaio e Marechal Rondon, na área central de Nobres, coincidiu com a derrota do Palmeiras para o Barcelona... mas é de Guayaquil, e a aí nos grupos foi aquela zoação toda. “Buracão do Verdão” e piadinhas sobre se alguém via o mundial do Verdão que afundou ali.

- O torcedor que não tem mundial fica mesmo enCUCAdo.

Peculato

“Uma servidora de carreira da 42ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) do município Comodoro (644 km a Oeste) foi presa, na terça-feira (08.08), durante ação integrada da Polícia Judiciária Civil e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). C.A.M.G. de 49 anos foi autuada em flagrante por crime de peculato contra a administração pública. Ela foi surpreendida circulando pela cidade com uma motocicleta, que deveria estar apreendida no pátio do Ciretran de Comodoro”.

- A informação é da assessoria da PJC-MT.

Peculato II

“A moto Honda Biz de cor azul deveria estar no pátio do Ciretran de Comodoro desde o dia 03 de julho de 2012. No entanto, estava na posse da servidora desde 2013. A investigada foi descoberta durante as diligências, em continuidade a operação “Legado”, deflagrada pela Polícia Civil no final do ano de 2016, em conjunto com a Coordenadoria de Fiscalização de Credenciados (CFISC) e a Corregedoria do Detran de Mato Grosso”.

- Um recado sobre a coisa pública.

Peculato III

“Na ocasião vários materiais de procedência ilícita foram apreendidos. Entre eles três motocicletas que estavam em circulação, quando deveriam estar paradas no órgão de trânsito. Ainda na oportunidade, duas pessoas foram presas, sendo uma delas o chefe do Ciretran de Comodoro. A funcionária pública foi conduzida à Delegacia de Polícia, interrogada e indiciada pelo crime de peculato. A motocicleta foi devolvida ao órgão”.

- As informações estão no portal da SSP-MT.

Gente Jovem

“Quatro autores de vários roubos a residência, com restrição de liberdade da vítima, cometidos na cidade de Cuiabá, foram presos na manhã de terça-feira (08.08), pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), da Polícia Judiciária Civil, em cumprimento de mandados de prisão temporária. Túlio Arruda Ferreira Curado, 21, Ney Junior Moraes Queiroz, 19, e Cleuves Gonçalo de Jesus, 22, todos reincidentes em crimes de roubo, estavam com os pedidos de prisão deferidos pela Justiça por roubo e associação criminosa. Ao ser encontrado, Ney Junior foi autuado em flagrante delito por tráfico de drogas. O quarto é Caique de Jesus França, identificado após a prisão dos três comparsas. Ele foi reconhecido em um dos roubos”.

- A informação é da PJC-MT., mas não há como não associar a violência ao desinteresse total pela educação, considerando-se a faixa etária e o querer ter sem ser.

Gente Jovem II

“Conforme investigação, os suspeitos articulados para crimes são responsáveis por vários assaltos à residência. Fortemente armados eles agiam com agressividade e graves ameaças, efetuando o roubo de veículos, aparelhos eletrônicos, joias, entre outros objetos de valores da casa e das vítimas. Um dos roubos ocorreu no dia 21 de junho, em uma residência no bairro Jardim Shangri-lá. Na ocasião, quatro homens chegaram ao local e renderam os moradores. Três indivíduos adentraram no imóvel e o quarto envolvido ficou do lado de fora dando cobertura. Em seguida, os criminosos fugiram levando o automóvel Honda Civic da família, além de vários pertences das vítimas. Outro roubo ocorreu no bairro Jardim Imperial, onde vários pertences das vitimas foram levados”. Esses dados são da PJC-MT.

- Caem os índices de violência... será mesmo?

Salve-se Quem Puder

No dia 26 de julho, já no meio da tarde, enquanto se realizava uma conferência na Câmara de Vereadores, uma ambulância desceu pela av. Marechal Rondon feito um bólido, e quem estivesse atravessando a rua naquele dado momento, seria colhido. Pensa que é tudo? No Jardim Petrópolis, como contaram algumas pessoas, os quebra-molas foram “patrolados”. Se alguém disser que isso é eficiência, pense só com os seus botões e não conte a ninguém.

- E nas redes sociais ninguém falou nada sobre nada. Já sobre a suspensão do carro... nada também.

De Primeira

Quem foi ontem (25/07) a casa Taberna Portuguesa, em Cuiabá, por volta das 22:00 horas, nem imaginava a presença ilustre que jantava lá, em ambiente separado e exclusivo. Quatro caminhonetes de alto luxo lá fora, além de ao menos seis guarda-roupas, devidamente armados, faziam a segurança da figura... ninguém menos que Joesley Batista e alguma “vaca gorda” ou eminência parda de algum governo por aí.

- Enquanto isso, a galera que usufruiu da propina dele dança o “despacito” e aumenta impostos.

De Primeira II

O brasileiro é lesado, é esbulhado de tudo quanto é jeito. O sujeito enriquece com dinheiro do povo, paga propina com o dinheiro do povo, vira “X-9” e anda com segurança armado até os dentes, passa com sinal fechado nas ruas de Cuiabá, tem um monte de segurança e o Michel Temer ainda aumenta impostos para cobrir o rombo deixado pelo açougueiro que virou dono de frigorífico.

- Desde que vieram para o Brasil aqueles malditos portugueses, em 22 de abril de 1.500, que não paramos de ser lesados.

De Primeira III

A “Águia de Haia”, o ilustre orador, advogado e senador Rui Barbosa já bradava ao mundo a roubalheira perpetrada há mais de 100 anos atrás, quando lamentava: “As revoltas da consciência contra as más causas, ainda contra as piores, não azedam um coração desinteressado. O meu tem atravessado as maiores procelas políticas, às vezes sossobrado, ferido, sangrando no entusiasmo e na esperança, mas sem fel.”.

- Bem, isso ficou lá atrás e agora... Joesley, Temer, Renan, Eduardo Cunha, Lula, Dilma et caterva, deixariam Rui Barbosa ainda mais “p... da vida”.

Jardim Petrópolis

A única pracinha existente no Jardim Petrópolis está sendo usada para depósito de lixo e restos de construção de uma obra nas proximidades. É lamentável esse registro e aquele que joga restos de construção ali deveria ser notificado por quem de direito. O que não pode é o cenário ser piorado quando já não é apresentável; menos ainda quando há um Código de Posturas em vigência.

- Sendo assim e assim entendido...

Audiência Pública

O vereador André Avelino Bezerra (PSDB) é um dos mais experientes do atual conjunto de parlamentares municipais de Nobres e pelo que se tem ouvido falar, ele deve apoiar a reativação do Projeto Farmácia Viva, mas é de opinião que tudo deve ser feito às claras, com a realização de audiência pública para que toda a comunidade saiba como andarão as coisas, atos e fatos.

- A transparência começa por aí, já que o assunto é recurso público federal.

Audiência Pública II

O ato público ou audiência pública tem a força de clarificar e respaldar qualquer atividade que tenha interesse em captação de recurso público, principalmente, se for da área federal. Com tudo sendo feito às claras, a população pode questionar e ser questionada sobre os rumos de qualquer projeto ou investimento realizado pelo poder público municipal. No caso do “Farmácia Viva”, tudo começa pelo setor rural e a comunidade pode (e deve) saber sobre começo, meio e fim das ações que vão nessa direção.

- A experiência é que leva a agir assim, dentro dos conformes.

Conserto Executado

Nós lembramos daqui que era feia a situação da avenida Presidente Castelo Branco, entrada de Rosário Oeste, até o viaduto na rodovia federal. Pois não é que a prefeitura de lá em parceria com o DNIT já arrumou a via por onde passam milhares de carros por semana, indo e vindo de Cuiabá para o Médio Norte e Norte de MT.

- Os motoristas que trafegam ali agradecem a deferência.

Templo?

As obras de reforma da sede do INSS de Rosário Oeste estão mais duradouras que construção de igreja. E lá se vão ao menos uns três anos que aquela construção segue em “banho-maria”. Com o governo cortando tudo, até verba da Polícia Rodoviária Federal, é certo que até o fim de 2018, não chegue ao fim. Se em cidade grande demora, no interior... pode esquecer.

- O aluguel seria mais barato e mais cômodo que a sede própria.

Pra Inglês Ver

Chegar em Rosário Oeste pela MT-010, parece até uma viagem sem percalços. É subir o Morrinho e entrar pela av. Castelo Branco que os problemas começam a serem sentidos. O pavimento da avenida está aos cacos, cheia de buraquinhos e outros um pouco maiores enquanto às margens da pista há buracos na fila, querendo entrar. Do Morrinho até o viaduto, buracos não pedem licença e estão na pista, feito solteiro em baile... querendo pegar todo mundo.

- É pra inglês e nós que ali trafegamos vermos... a dança dos buracos.

Alguém Aí?

Algum vereador precisa pegar o secretário de Obras pelos braços e fazer o percurso pra ver a extensão... dos buracos e dos problemas. É feio para uma via bastante frequentada por pessoas que vão e que vem do Norte de Mato Grosso. O segundo mandato não é só pra cumprir tabela, mas é pra trabalhar, até mais que o primeiro, que vai além da falta de experiência política e administrativa.

- Vai que Tânia ascende ao poder, a cidade ficaria um brinco. Ela é caprichosa.

Balança Comercial?

Rosário Oeste vai bem na “importação?” de gado de Diamantino. A balança comercial daqui apresenta “déficit” com a “importação” do mercado externo. Gado roubado em Diamantino estaria sendo escondido na Forquilha do Rio Manso, de acordo com o que informou a PJC após operação policial. Aliás, a região da Forquilha é promissora nesse tipo de “investimento”, a do gado roubado. Uma super operação policial por lá, poderia trazer bastante tranquilidade aos bons produtores rurais que existem por aquelas bandas.

- “Mocózado” por aquelas bandas, segundo as informações policiais.

Recapitulação

O Sintep foi derrotado em Rosário Oeste após uma reunião tumultuada na Câmara de Vereadores, onde os parlamentares foram literalmente colocados à parede. Mas..., não foi a petista Girlene que ajudou na reeleição do atual prefeito? Aquela que trabalhou com o então prefeito Zeno? Afinal, quem estava certo... o governo ou os derrotados pela votação na Câmara de Vereadores? Pela nota expedida, o prefeito João Balbino fez ver quer ele e o seu governo estavam certo.

- Os vereadores é que estariam errados? São culpados? Qual o veredito?

Mal no Amor

Um casal (dois homens) foi ao motel e depois de uns “pegas” entre ambos, foi ver, não tinha dinheiro para pagar o “momento”. Depois de muito conversar, o pessoal do motel chamou os “hôme” da lei e a dupla, lisa e lesa, ainda demonstrou fricotes e foram parar nas barras da lei. E um deles estava de moto, com a documentação atrasada. Podem estar bem no jogo, já que no amor, mandaram mal.

- Cara de paus... assim, só na Pinóquiolândia.

Encarnação

Como é possível, o canal aberto de tevê, o mais popular do Brasil, querer fazer acreditar que os telespectadores desejam só ver política e a derrubada de mais um governante. A Rede Globo está empenhada em transformar o seu noticiário apenas em Temer e no ocaso do seu governo. E pra embasar a informação, entrevista políticos do PT, filhos diletos de toda essa porcariada que aí está. Agora, vamos falar com Vanessa Graziotin... com o senador Lindberg Farias..., reservas morais da derrocada petista.

- Francamente.

Postos

“A Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor vai instaurar 24 inquéritos policiais para responsabilizar postos de combustíveis com irregularidades detectadas na fiscalização ocorrida entre os dias 27 a 30 de junho. O trabalho foi realizado por uma força tarefa compostas por órgãos estaduais, municipais e federais, inseridos nas operações "Clone" e de "Olho na Bomba", em defesa dos direitos do consumidor”.

- A informação é da PJC-MT.

Postos II

Segundo a PJC-MT: “Foram vistoriados 21 postos, dos quais 10 foram considerados postos "Clones" - aquele que utiliza fachada de determinada marca reconhecida no mercado, mas o combustível é adquirido de outra distribuidora; cinco tiveram algum tipo de irregularidade encontrada em bomba de abastecimento e em oito foram encontrados produtos vencidos nas lojas de conveniências”.

- Jeitinho brasileiro de levar vantagem.

Postos III

“Até o momento foram instaurados 14 inquéritos policiais, que envolvem postos clones, irregularidades ou fraudes em bombas e a qualidade do combustível. Também serão abertos inquéritos para os postos que tiveram apreendidos produtos vencidos nas conveniências fiscalizadas pelo Procon Estadual e Municipal”, de acordo com a assessoria da PJC-MT.

- E o consumidor... só levando fumo.

Posto Clone

A PJC-MT informa que o “Posto “Clone” é o estabelecimento que utiliza cores, padronização na fachada, uniformes e demais itens de comunicação visual de redes de marcas de credibilidade do público, mas em que o combustível vendido ao cliente não tem a mesma qualidade da marca apresentada, sendo oriundo de outra distribuidora. Conforme auto de constatação do Procon-MT, o posto clone induz o consumidor a erro por manter exposição sem autorização legal identificação visual com combinação de cores semelhantes e com disposição equivalente às utilizadas pelo revendedor de combustível, como o da Petrobrás.”.

- Parece, mas não é. Bonitinho... mas ordinário.

Olho na “Churanha”

De acordo com a PJC-MT: “Após denúncia anônima sobre dois estabelecimentos que estariam adulterando a numeração de identificação veicular (NIV) de motores de motocicletas, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva), da Polícia Judiciária Civil, autuou em flagrante C.V.R.C., 49, responsável pela oficina “Churanha Motos”, no bairro 1° de Março em Cuiabá. A fiscalização ocorreu na segunda-feira (10.07), quando foram encontrados no local dois motores de motocicletas com chassis adulterados.”.

- Agente de transformação.

“Água Fácil”

“Principais beneficiados com a melhoria na qualidade da água e sistema de distribuição, prefeitos e moradores de comunidades rurais inclusas no projeto “Água Fácil” acompanharam a assinatura da ordem de serviço para a implantação de poços artesianos. O ato foi realizado no último dia 09.05, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Ao todo, 40 comunidades de Mato Grosso receberão Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (SSAA), que auxiliarão tanto na questão da saúde quanto na atividade da agricultura familiar, fonte de subsistência para 16 mil pessoas que vivem em comunidades rurais e assentamentos. As obras serão conduzidas pelas empresas Geopoços Hidroconstruções e Água Viva Poços Artesianos, com a aplicação de R$ 4,98 milhões. A previsão para conclusão é de oito meses.”.

- As informações são do GCom/Governo do Estado, através da sua assessoria.

Más Línguas

Em Cuiabá, ao lado da Prefeitura da cidade, à rua Campo Grande, quase esquina com a Barão de Melgaço, era onde funcionava o Senadinho, ponto de encontro de intelectuais cuiabanos para comentar política. Advogados, poetas, professores e outros falavam sobre o cotidiano de Cuiabá e, se desse, rufavam o bombo nas mazelas cuiabanas. Intelectual é outro nível embora a conversa flua em tom menos casual.

- Os mais emblemáticos já partiram deste plano.

Más Línguas II

Em Várzea Grande, à Praça Aquidaban, no denominado “Beco do Porrete”, o pau come solto nos políticos e muitos dos mais problemáticos e “craques” faladores daquelas bandas já se foram. Ali, a madeira utilizada era o “guatambu” na ponta da língua. Uma espécie de “Rádio Peão”, dessas que funcionam em corredores de repartições públicas, que garante repercussão a muitos boatos e poucos fatos.

- E tome cacete nos políticos.

Más Línguas III

Na capital paranaense, dizem que à Praça das Flores, em Curitiba, nos cafés tradicionais, os ambientes guardam algumas tendências políticas que caem no gosto dos frequentadores daquele ambiente. Eles não poupariam os de lá e Michel Temer deve ser o alvo de agora e disputaria firme com o prefeito Jaime Lerner a disputa negativa.

- Linguarudos há em toda parte.

Más Línguas IV

Em Nobres, não bastasse o ponto de táxi, chamado de “boca maldita”, ainda temos o Cisne Branco como uma boa filial da “Rádio Peão”. Lá no clube, uma enquete está elegendo os mais fofoqueiros da cidade e um campeão já surge na linha de frente como o número 01 da city. Mas a vantagem não é muito grande sobre o segundo colocado, que é de peso. E não é só sobre os políticos que eles disparam suas flechadas, mas o alvo é qualquer um que esteja na alça de mira.

- Altos, fortes, elegantes, ambos com bagagem internacional, ostentam essas posições na corrida para eleger o maior fofoqueiro.

Más Línguas V

Vai ganhar uma piscina, dessas de caixa d’água, o eleito em primeiro lugar e aquele que largou na “pole position” segue acelerando, de língua afiada quando era o motor que deveria ser potente. Mas o combustível que abastece essas “máquinas” do muito falar é exatamente a vida alheia. E não adianta querer transferir para a “Trincheira” esse título que está em disputa, considerando-se que, individualmente, eles superam qualquer edição de jornal.

- Ganhará uma rapadura de leite quem acertar os nomes dos dois que estão na frente dessa corrida.

Cortejo Duplo

O agente funerário que transporta esse tipo de “cliente” necessita de dois veículos... um para o corpo e outro para a língua, dizem os seus alvos. Mas, calma, vamos entender o regulamento da competição... não vale falar mal de amigos e nem de parentes. Será que tem algum deles que já quebrou essa regra? Não precisa responder agora.

- Dezinho é o presidente do instituto de pesquisa. Aquele um segue à frente com 49,33% na preferência dos entrevistados. Tem palmeirense que aparece na lista, com 1,1% nas intenções de votos.

Last Updated ( Wednesday, 20 December 2017 17:51 )